MÃE COLOCA MÃOS DE CRIANÇA EM FOGAREIRO EM CHAMAS E CONSELHO TUTELAR FICA DO LADO DA MÃE ALEGANDO QUE ELA É MUITO POBRE, EM CODÓ! COMO ASSIM CONSELHEIROS??

Rolou nas redes sócias um  vídeo feito por uma professora e as fotos foram parar nas redes sociais na semana passada em codó

Mostram as mãos de um menino de apenas 6 anos de idade com dedos queimados em brasas de um fogareiro.

Mãos do garoto dias depois do castigo

O que mais chamou a atenção nesta história, tratada como um ato cruel, é que as queimaduras foram provocadas pela própria mãe da criança.

A identidade dela está sendo mantida em sigilo por questão de segurança por causa da repercussão do caso aqui em Codó, mas ela já foi ouvida por duas conselheiras e a história colhida  é a seguinte:

A criança pediu um brinquedo que lhe foi negado, mas ele viu a mãe guardando R$ 50 em casa, quando a genitora saiu para o trabalho ele pegou o dinheiro e comprou o brinquedo colocando de volta, no mesmo lugar, apenas o troco, R$ 20. Quando a mãe chegou em casa e constatou o que havia acontecido ficou muito irritada, castigando o garoto colocando as mãos dele no fogareiro.

AS CONSELHEIRAS TUTELARES DE CODÓ FICARAM COMOVIDAS COM A HISTORIA DA MÃE E NÃO COM O QUE ELA FEZ COM O FILHO DE 6 ANOS.

Veja bem; a mãe acusada é solteira, cria o garoto castigado, a irmã dele mais nova  com paralisia cerebral e ainda cuida da mãe que  sofre de problemas mentais, isso, claro, tendo de ir para o emprego diariamente já que não tem quem à ajude.

Os conselheiros informaram que no momento a mãe está precisando mais de ajuda do que de  ser penalizada, por isso acionou os órgãos de defesa social do município. Vejam bem, o conselho tutelar AFIRMA que ela precisa mais de ajuda do que ser “PENALIZADA”!!. O QUE UMA COISA TEM A VER COM A OUTRA?? então se o conselho tutelar for atender o caso de um estuprador de crianças e ele for pobrezinho, vão perdoa-lo porque ele era muito humildes. Isso não faz sentido.

O conselho disse ainda que está tentando preservar essa família para que  não venha sofrer mais punições porque a gente  percebeu que ela não é essa mãe cruel como tá sendo tachada, que tem pessoas que dependem, sim, dela”, disse a conselheira ao blog do acelio.

CONTINUA NO MESMO LAR

O menino não foi retirado da residência onde teve os dedos queimados, esta conselheira sustenta que, por enquanto,  o Conselho Tutelar, por unanimidade, não ver necessidade deste afastamento do lar.

 “No momento a gente não ver necessidade disso, a mãe vai responder, lógico porque o caso está sendo encaminhado ao Ministério Público e aí o Ministério Público vai chamar essa mãe, com certeza, pra uma conversa ou se houver necessidade de punir aí sim”, garantiu a conselheira Arléia da Luz Cunha.  A conselheira afirma no texto que se “HOUVER NECESSIDADE DE PUNIR”!  se “Houver”! Então uma criança de 6 anos que não sabe de nada, teve suas mãos queimadas em um fogareiro na brasa, colocadas pela própria mãe, passou dias sem poder escrever ou fazer suas tarefas na escola por conta das queimaduras, gritou de dor e ainda assim o conselho acha que a mãe não deve ser punida porque é pobre. Bom, pobreza não tem nada a ver com  maus tratos, se ela passa por necessidade o filho não pode pagar por isso, sem falar que segundo informaçoes esses maus tratos acontecem sempre, segundo relatos de moradores, não é a primeira vez. Há muitas formas de você disciplinar um filho, maneiras corretas, mais essa que a mãe usou nem um adulto aguentaria. Uma pena que nosso Conselho Tutelar  de Codó pense assim, afinal não foi a mão deles que estava dentro do fogareiro em chamas.

O fato aconteceu dia 24 de novembro de 2017.

8 Comentários

  1. oh comparaçao besta hem minha jornalista, compara uma mae mesmo que ela tenha errado feio com o filho dela, mais ser comparada com um estuprador er demais hem!!!

  2. Ramyria sabe que eu admiro muito seu trabalho. Mas a criança só tem a mãe que passa o dia trabalhando, caso a mãe seja presa, você quem irá cuidar ? Codó não tem lugar digno para colocar a criança caso ela seja desamparada, então dos males o menor.

  3. Não queira se ver nessa situação, parece que o gênio da criança já não é tão bom, claro que não justifica mas, se pequeno faz isso é quando crescer?a pergunta é se tirar a Guarda da criança quem vai cuidar?

  4. isso é roubar, inegável, e roubar sua propria mae!? tirar de dentro se casa o alimento, pra comprar brinquedo? Ah vá!
    e se fosse roubar 30$ do seu comparsa de Crime?(QUANDO NAO EDUCADOS EM CASA, SO VIRA BANDIDO) tava morto.
    sensacionalistas !

  5. pena que exista esses tipos de comentários! ela apenas tentou punir. porém de forma cruel, mas sei que ele não irá mas fazer isso. quem não educa, verá seu filho bandido. se bem o que mas temos visto.

  6. O conselho do tutelar, agiu corretamente. Apesar da mãe dessa criança tenha demasiado no castigo, ela só queria ensinar a seu filho, mostrando o que ele fez é roubo, é errado, desonesto, e para que no futuro próximo o mesmo, não esteja roubando, assassinando e nem sendo morto pela polícia ou por bandidos. Suponhamos que tal mãe não castigasse seu filho, qual seria o futuro dessa criança ?? Eis a questão…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO MIRANTE 870 AM


Ramyria Santiago

Publicidade

Publicidade

Visite-nos e compre no Paraíba!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

FC OLIVEIRA

Publicidade
Visitas Online!
Arquivos