RIO ITAPECURU – Vergonhoso ver Codó com ilustres representantes e ter somente DEGRADAÇÃO!

4231418_x360

Atualmente existe uma grande preocupação em torno do meio ambiente e dos impactos negativos da ação do homem sobre ele. A destruição constante de habitat e a poluição de grandes áreas, por exemplo, são alguns dos pontos que exercem maior influência na sobrevivência de diversas espécies.

Temos um rio importantíssimo, o único genuinamente maranhense que sofre agressões diárias aos olhos de todos, como a degradação de mata ciliar, retirada de areia, despejo de esgoto e muitas, mais muitas promessas enfadonhas.

É vergonhoso ver Codó com ilustres representantes e ter somente DEGRADAÇÃO! Vergonha em ver tamanho descaso com o meio ambiente.

images

Nossas águas pede socorro, gritam e ninguém faz nada. Na tarde de hoje, quarta feira (02) a equipe do programa Balança Codó (TV  CIDADE CANAL 11),fez uma visitinha as margens do rio Itapecuru e pôde observar o quanto ele esta abandonado e largado.

Cadê o secretário do Meio Ambiente de Codó? Por onde ele anda? O que ele tem feito pelo nosso rio? NADA? Nossas águas estão praticamente sozinhas nesta luta por existência, o Itapecuru segue valente com suas águas servindo da forma como ele ainda pode, possivelmente ainda a espera de ajuda. Mais de onde virá o socorro? Do secretario que nada faz?  De onde?

VEJA O VÍDEO DESTE SENHOR QUE DIZ QUE VIU O RIO MUITO BONITO NO PASSADO, MAIS HOJE O VER MORRER.


São 1.500 kms de extensão. É o maior e mais importante rio do estado, cujas águas abastecem dezenas de cidades, incluindo São Luís, onde 75% da população consomem água potável que sai do velho Itapecuru.

O mais importante, pela lógica, deveria ser o mais bem cuidado, mas não é isso que ocorre. Ao longo de seu percurso cada município, banhado por essas águas, o degrada à sua maneira.

A mata ciliar dele no município de Codó está devastada pelos vazanteiros. Pequenas plantações estão por toda parte mesmo no perímetro urbano.

AREIA POR GERAÇÕES

A extração de areia é outra atividade considerada danosa ao leito. Existem dragas trabalhando dia e noite e homens que fazem isso de forma manual. Quando os mais velhos vão deixando o serviço, outros jovens vão assumindo.

ASSOREAMENTO

O rio mostra longos sinais de que pede socorro. Há pontos onde o leito se dividiu em dois, noutros ilhas (bancos de areia) se formam onde antes a água corria perene.

images (1)

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO MIRANTE 870 AM


Ramyria Santiago

Publicidade

Publicidade

Visite-nos e compre no Paraíba!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

FC OLIVEIRA

Visitas Online!
Arquivos