Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

JOVEM QUE MATOU UM RAPAZ HÁ 10 ANOS EM CODÓ,ESTÁ SENDO ACUSADO AGORA POR UMA TENTATIVA DE HOMICÍDIO.

JOSÉ DE RIBAMAR PEREIRA, 27 anos, reside na Rua Goiânia, Bairro Santo Antônio. No ano de 2006 ele assassinou uma pessoa em um bar na Cidade de Codó, a vitima é identifica como Alberto, José de Ribamar desferiu diversas facadas na vitima, ele diz não lembrar o total de facadas, pois estava muito bêbado, mais lembra que eles tiveram um luta corporal e então, tomou a faca de Alberto e o matou. Ele não chegou a ser presos, pois na época era menor de idade.

CYMERA_20150731_165447

Agora José de Ribamar se apresentou na Delegacia mais uma vez, ele esta sendo acusado de tentar matar um rapaz, identificado como Vagner, segundo Vagner, José teria atirado nele com um revolver e por conta disse prestou um boletim de ocorrência contra José de Ribamar.

Ao ouvirmos a versão do suposto acusado José de Ribamar, ele se defende e diz  “que nem Arma de fogo ele tem em casa e que nunca tentou fazer nada com Vagner e que inclusive foi o Vagner que matou  semanas atrás o jovem conhecido como Galetinho, e que agora ele está com coisas pra cima dele. Mais se ele vinher pra cima de mim eu mato ele, não vou deixar ele me matar não! Eu mato mesmo! Mais nesse caso aí eu sou inocente dona”. Disse.

DOIS CASAIS SÃO PRESOS EM FLAGRANTE POR TRÁFICO E ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO DE DROGAS EM CODÓ

Os casais foram presos na manhã de hoje, sexta-feira 31, por volta das 06hoomin, em cumprimento a mandados de busca domiciliar expedidos após representação feita pela Polícia Civil, foram presos e conduzidos até a Delegacia de Polícia, em operação conjunta realizada entre as Polícias Civil (4ª DRPC) e Militar (17º BPM) no município de Codó/MA: ALEX JOSÉ ARRUDA, conhecido por PAULISTA,25 anos e a namorada  JOICE DE ANDRADE ROCHA, 20 anos,ambos residem na Rua Goiás,Bairro Santo Antonio.

CYMERA_20150731_165322

JOICE DE ANDRADE ROCHA

CYMERA_20150731_165150

ALEX JOSÉ ARRUDA, conhecido por PAULISTA

JOANES DE ANDRADE PALACIO, 33 anos e a namorada FRANCILENE DA SILVA BORBA, 32 anos,conhecida como ( CILENE),residente na Rua Rio de Janeiro,Bairro São Francisco.As buscas foram realizadas em duas casas.Cilene já vinha sendo acompanhada já algum tempo pela Policia, por comercializar Drogas na Rua Rio de Janeiro.

CYMERA_20150731_165105

JOANES DE ANDRADE PALACIO

CYMERA_20150731_165230

FRANCILENE DA SILVA BORBA, conhecida como ( CILENE)


Em poder dos conduzidos foram encontrados e apreendidos, entre outros objetos: 47 (quarenta e sete) trouxinhas de maconha; 23 (vinte e três) pedras de crack; 06 (seis) trouxinhas de cocaína; R$ 370,00 (trezentos e setenta reais) em espécie; 01 (uma) motocicleta YAMAHA FAZER, cor preta, placa EED 6290, chassi 9C6KG0460B0021140; além de 08 (oito) aparelhos celulares.
Os conduzidos foram autuados em flagrante delito por tráfico e associação para o tráfico de drogas e permanecerão presos na Unidade Prisional de Codó à disposição da Justiça local.

CYMERA_20150731_164716

A Policia, já vinha recebendo há um bom tempo denúncias de moradores, afirmando que havia um ponto de Drogas na casa dos casais, foi feito o monitoramento no local e verificou que de fato,  estava sendo que comercializado Drogas ilícitas.

CYMERA_20150731_164743

 

CYMERA_20150731_164623

O "MESTRE" MANDOU! ADVOGADO HÔMULLO BUZAR EMITE NOTA DE REPÚDIO APÓS O PREFEITO ZITO ROLIM PROIBIR A PRÁTICA DO ESPORTE SLACKLINE NA CIDADE

O slackline é uma modalidade esportiva que se desenvolveu nós anos 80 no Vale de Yosemite – EUA, quando os escaladores esticavam suas cordas entre desfiladeiros para se divertir e relaxar corpo e mente enquanto estudavam novos pontos de escalada.
IMG-20150730-WA0057
O termo, em tradução livre significa “linha folgada”, o que se aproximaria de “corda bamba” numa adaptação linguística.
Nas terras tupiniquins o esporte virou febre no Rio de Janeiro e nas demais capitais a partir de 2010. O sucesso foi tamanho que em Aparecida de Goiânia foi criado o primeiro centro de treinamento latino-americano dedicado ao esporte.
Em Codó esta prática esportiva vem sendo desenvolvida por um grupo de jovens que exercitam o equilíbrio físico e mental em prol de qualidade de vida e diversão! Entretanto, tal prática está com os dias contados.
Isso porque, na tarde de ontem (29/07) os esportistas do Slack, que praticam na Avenida Maranhão, em frente a academia Conexão, foram “convidados” – para não dizer intimados – a encerrarem suas atividades naquela área.
Segundo o funcionário da Prefeitura encarregado do nocaute “é ordem do Prefeito, ele não quer vocês aqui!”.
Pois bem, creio que os valores em nossa cidade estão assombrosamente invertidos. Gostaria, que sua Excelência dirigisse essas palavras e as fizesse valer para a malandragem, especialmente pros traficantes, ladrões e perturbadores da ordem pública que dominaram a cidade.
IMG-20150730-WA0059
Prezaria, ainda, que o gestor municipal proferisse estes infames vocábulos para o descaso com a saúde pública que martiriza diariamente os conterrâneos que peregrinam nos postos de saúde e no Hospital Geral Municipal.
Regozijaria minha alma se tal frase fosse direcionada aos corruptos e aos funcionários públicos que dilaceram a “máquina municipal” e condenam milhares de codoenses a uma miséria camuflada que faz perpetuar o voto de curral; a dependência política que conduz ondas e ondas de codoenses à câmara municipal ou às portas dos legisladores municipais em busca de remédios, alimentos e atendimento médico.
Mas, pra nossa sorte esse quadro é utópico, afinal Codó está desenvolvida, sua população apresenta um Índice de Desenvolvimento Humano magnifico, não temos marginalidade, a saúde é referência, os cidadãos circulam livres pelas vias públicas a qualquer hora e dia, a segurança pública é exemplar… então, na falta do que fazer vamos desestimular a prática esportiva!
Qual seria a justificativa? Os atletas estão destruindo a grama? Danificando o patrimônio público? Fomentando reunião nociva à ordem pública? O local não é adequado para praticar Slack?
Inexistem razões plausíveis para o tolhimento à dignidade e liberdade destes esportistas.
Penso que esses jovens e todos os esportistas codoenses devem ser incentivados, custeados pela Municipalidade. Pois, esse estímulo se revela fundamental nos primórdios da prática esportiva, quando os recursos são limitados, a dedicação, o esforço e o anonimato são os companheiros indeléveis. Reconhecimento após o triunfo só refrigera a alma!
O insigne gestor municipal deveria, por meios próprios ou através de suas secretarias, fornecer estrutura e apontar soluções às intempéries da municipalidade. Esbanjar uma ordem grotesca para um grupo de jovens que somam à sociedade e mostram aos demais que o ócio – que faz recrutar crianças e adolescentes ao crime – pode ser superado com uma atividade saudável não demonstra sabedoria ou sensatez.
Infelizmente não posso convidar o caro leitor para acompanhar o treino de hoje, já que os atletas estão PROIBIDOS. Mas posso convidá-los a passar, a qualquer hora, pela Rua Piauí (principalmente na esquina com a Distrito Federal)
para verem crianças, adolescentes e jovens na prática do crime, em espécie, tráfico e roubo.
Por mais slack, por mais esporte, por de mais vida.
Hômullo Buzar.
Advogado.

O “MESTRE” MANDOU! ADVOGADO HÔMULLO BUZAR EMITE NOTA DE REPÚDIO APÓS O PREFEITO ZITO ROLIM PROIBIR A PRÁTICA DO ESPORTE SLACKLINE NA CIDADE

O slackline é uma modalidade esportiva que se desenvolveu nós anos 80 no Vale de Yosemite – EUA, quando os escaladores esticavam suas cordas entre desfiladeiros para se divertir e relaxar corpo e mente enquanto estudavam novos pontos de escalada.

IMG-20150730-WA0057

O termo, em tradução livre significa “linha folgada”, o que se aproximaria de “corda bamba” numa adaptação linguística.

Nas terras tupiniquins o esporte virou febre no Rio de Janeiro e nas demais capitais a partir de 2010. O sucesso foi tamanho que em Aparecida de Goiânia foi criado o primeiro centro de treinamento latino-americano dedicado ao esporte.

Em Codó esta prática esportiva vem sendo desenvolvida por um grupo de jovens que exercitam o equilíbrio físico e mental em prol de qualidade de vida e diversão! Entretanto, tal prática está com os dias contados.

Isso porque, na tarde de ontem (29/07) os esportistas do Slack, que praticam na Avenida Maranhão, em frente a academia Conexão, foram “convidados” – para não dizer intimados – a encerrarem suas atividades naquela área.

Segundo o funcionário da Prefeitura encarregado do nocaute “é ordem do Prefeito, ele não quer vocês aqui!”.

Pois bem, creio que os valores em nossa cidade estão assombrosamente invertidos. Gostaria, que sua Excelência dirigisse essas palavras e as fizesse valer para a malandragem, especialmente pros traficantes, ladrões e perturbadores da ordem pública que dominaram a cidade.

IMG-20150730-WA0059

Prezaria, ainda, que o gestor municipal proferisse estes infames vocábulos para o descaso com a saúde pública que martiriza diariamente os conterrâneos que peregrinam nos postos de saúde e no Hospital Geral Municipal.

Regozijaria minha alma se tal frase fosse direcionada aos corruptos e aos funcionários públicos que dilaceram a “máquina municipal” e condenam milhares de codoenses a uma miséria camuflada que faz perpetuar o voto de curral; a dependência política que conduz ondas e ondas de codoenses à câmara municipal ou às portas dos legisladores municipais em busca de remédios, alimentos e atendimento médico.

Mas, pra nossa sorte esse quadro é utópico, afinal Codó está desenvolvida, sua população apresenta um Índice de Desenvolvimento Humano magnifico, não temos marginalidade, a saúde é referência, os cidadãos circulam livres pelas vias públicas a qualquer hora e dia, a segurança pública é exemplar… então, na falta do que fazer vamos desestimular a prática esportiva!

Qual seria a justificativa? Os atletas estão destruindo a grama? Danificando o patrimônio público? Fomentando reunião nociva à ordem pública? O local não é adequado para praticar Slack?

Inexistem razões plausíveis para o tolhimento à dignidade e liberdade destes esportistas.

Penso que esses jovens e todos os esportistas codoenses devem ser incentivados, custeados pela Municipalidade. Pois, esse estímulo se revela fundamental nos primórdios da prática esportiva, quando os recursos são limitados, a dedicação, o esforço e o anonimato são os companheiros indeléveis. Reconhecimento após o triunfo só refrigera a alma!

O insigne gestor municipal deveria, por meios próprios ou através de suas secretarias, fornecer estrutura e apontar soluções às intempéries da municipalidade. Esbanjar uma ordem grotesca para um grupo de jovens que somam à sociedade e mostram aos demais que o ócio – que faz recrutar crianças e adolescentes ao crime – pode ser superado com uma atividade saudável não demonstra sabedoria ou sensatez.

Infelizmente não posso convidar o caro leitor para acompanhar o treino de hoje, já que os atletas estão PROIBIDOS. Mas posso convidá-los a passar, a qualquer hora, pela Rua Piauí (principalmente na esquina com a Distrito Federal)

para verem crianças, adolescentes e jovens na prática do crime, em espécie, tráfico e roubo.

Por mais slack, por mais esporte, por de mais vida.

Hômullo Buzar.

Advogado.

Governo do Estado garante melhorias na segurança pública às autoridades de Codó

IMG-20150729-WA0015

Na manhã da última terça-feira (28) uma comissão de codoenses, composta pelos vereadores Pedro Belo (PC do B), Carrim Construções, Yuri Corrêa da Superintendência de Articulação Política na região, o Gestor Regional de Saúde, Ribamar Oliveira e o empresário e presidente da CDL de Codó, João dos plásticos, esteve em São Luís no gabinete do Secretário de Segurança Pública do Estado. A reunião foi para tratar sobre melhorias na segurança pública do município de Codó. O secretário Jeferson Portela se colocou a disposição para qualquer medida que venha melhorar a situação da segurança no município.

Mais policias em Codó

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela, é certa a vinda de mais 35 policiais militares para o município. A data sobre a vinda dos policiais não foi dita pelo secretário, mas o mesmo afirmou a equipe de representantes do governo do estado em Codó que, a vinda desses policiais será em breve.

Delegacia da Mulher e Patrulha Rural

Ainda de acordo com o secretário Jeferson Portela, a Delegacia da Mulher de Codó ganhará uma estrutura independente. A mudança já está sendo tratada pela Secretaria de Segurança Pública. Outras medidas anunciadas e garantidas foram: a implantação de um Instituto Médico Legal (IML) na cidade; melhorias em toda a 4° Delegacia Regional de Codó, com nova aparelhagem, equipamentos e material humano, e o Patrulhamento Rural, para oferecer mais segurança ao homem do campo. Também foi discutida a vinda de mais investigadores, que possam trabalhar para solucionar os crimes que acontecem na cidade.

Audiência em setembro

De acordo com o vereador Pedro Belo, o encontro foi muito positivo e terá como resultado muitas melhorias para a segurança de todos os codoenses. “Nossa cidade precisa de mais estrutura e mais profissionais para atuarem nas forças de segurança. E o Governo do Estado não está medindo esforços para munir Codó, bem como outros municípios com as conduções adequadas para cuidar de seus cidadãos”, disse o parlamentar. O Vereador ainda informou que ficou agendada uma audiência pública com o secretário Jeferson Portela no próximo dia 03 de setembro na Câmara Municipal de Codó.

Assessoria de Imprensa

RAPAZ QUE INJETOU HIDROGEL FOI ENTERRADO NO CEMITÉRIO DO CODÓ NOVO.

Corpo de Yuri Mamede chega ao cemitério do Codó Novo

Foi enterrado às 17h desta quarta-feira, 29, no cemitério do bairro Codó Novo, o corpo do codoense Yuri Mamede da Costa, 18 anos, que morreu dia 24 de julho, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, após injetar hidrogel no pênis.

Com a ajuda da prefeitura o corpo chegou hoje por volta das 11h40 da manhã à segunda Travessa Santa Teresinha, bairro Santa Teresinha, onde foi velado por amigos e familiares.

Amigos familiares se despedem do jovem que morreu em SP

A imprensa se manteve um pouco afastada, respeitando pedido dos parentes dado ao estado de comoção que acabou atingindo à todos.

SOBRE USO DO HIDROGEL

O caso de Yuri ganhou repercussão nacional em razão do uso indiscriminado da substância hidrogel ter afetado até celebridades, recentemente, como destaca, abaixo, reportagem do G1- site de notícias da Globo.

……………………………………….
Usado principalmente para preenchimento e aumento de volume em regiões como nádegas e coxas, o hidrogel esteve relacionado a problemas graves de saúde em pessoas que recorreram a esse procedimento nos últimos meses no país.

Como o procedimento prevê o depósito de uma grande quantidade de material sob a pele, há risco de o produto ser injetado perto de um vaso e comprimi-lo, causando isquemia.

Caso seja aplicado equivocadamente dentro de um vaso sanguíneo, pode levar a uma trombose e à necrose da pele no local, ou ainda provocar embolia pulmonar ou até cerebral.

No ano passado, a modelo Andressa Urach foi internada com uma infecção na coxa esquerda originada de uma aplicação de hidrogel. Em outro caso, uma mulher morreu em Goiânia depois de passar pelo procedimento de aplicação de hidrogel no bumbum.

TRABALHADORES SÃO ACHADOS COMENDO E DORMINDO JUNTO COM PORCOS NO PIAUÍ.

Dormindo com os porcos

Trabalhadores foram encontrados dormindo junto com porcos durante uma fiscalização do Ministério Público do Trabalho no Piauí. A situação degradante análoga à escravidão acontecia em alojamentos de cidades na região Norte do estado, com trabalhadores que faziam o corte da palha da carnaúba em propriedades privadas.

“É uma situação que desconfigura totalmente a dignidade do ser humano, transforma o ser humano em animal também”, afirmou o procurador do Ministério Público do Trabalho, José Wellington Soares.

Foram visitados os locais de trabalho de 160 pessoas e somente em uma localidade, onde 30 pessoas trabalhavam, a situação era regular.

Trabalho de menores

Como a carne era conservada

“Nas demais [localidades], a situação era de total precariedade. Três adolescentes de 14, 15 e 16 anos foram encontrados nesta situação na proximidade da Praia do Arrombado, no Litoral do Piauí”, disse Cardoso.

Segundo ele, os adolescentes são sobrinhos do contratante e não usavam nenhum tipo de proteção no trabalho. “Calçavam chinelos e sequer usavam luvas. O corte da palha de carnaúba é uma atividade proibida para menores de 18 anos por ser perigosa”, afirmou o procurador

Ainda de acordo com Cardoso, também foram encontradas pessoas trabalhando sem equipamentos de segurança e proteção individual e sem carteira assinada. As refeições eram servidas em latas, ao relento, e os trabalhadores comiam no chão próximo a fezes de vaca.

Em um dos locais visitados, a água servida aos trabalhadores era guardada em toneis que antes armazenavam agrotóxicos – e que não podem ser reutilizados por risco de contaminação.

Força-tarefa
Os flagrantes aconteceram durante a execução do Projeto Palha Acolhedora, que aconteceu entre os dias 20 e 24 de julho.

Para o auditor fiscal da Superintendência do Trabalho e Emprego Rubervan do Nascimento, a situação encontrada pela fiscalização é muito distante do que determina a lei trabalhista, por isso serão responsabilizados todos os envolvidos na cadeia produtiva da cera de carnaúba.

“A cera de carnaúba está sendo vendida para o exterior porque parte dela é usada na indústria da computação, por este e outros motivos não vamos deixar que esta produção aconteça como era nas décadas passadas. Existe uma cadeia produtiva que deve e vai ser responsabilizada”, afirmou.

No entendimento do Ministério Público do Trabalho, até mesmo os atravessadores e as indústrias de beneficiamento podem ser responsabilizados judicialmente por obterem lucro numa atividade que, segundo o procurador, viola os direitos fundamentais dos trabalhadores.

O MPT recomendou aos arrendatários que paralisassem as atividades imediatamente e procurassem o órgão para regularizar a situação dos trabalhadores. Serão instaurados inquéritos civis contra todos os exploradores e proprietários das terras onde ocorre a exploração.

G1 Brasil