Blog da Ramyria Santiago -

Gerente do Banco do Brasil faz nova previsão para entrega de casas do residencial SÃO PEDRO

O residencial Zito Rolim II (nome este que por si  já caracteriza promoção pessoal proibida pela Constituição Federal para agentes políticos), mais conhecido como Residencial do bairro São Pedro, terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida em Codó, custou aos cofres públicos da União R$ R$ 56.999.844,62.

Residencial São Pedro - 2 problemas

A previsão de término da obra  era para novembro de 2014. Foi cumprida, o sorteio de mil casas, mais 300 excedentes, também foi realizado naquele mesmo mês, ocorre que até hoje, apesar da promessa política de entrega para o NATAL de 2014, nunca esta ocorreu.

A pedido os ganhadores, que se negam a gravar entrevista temendo perder o imóvel já sorteado, fomos procurar respostas para o atraso.

O POÇO JORRA LAMA

O primeiro local por nós visitado foi a própria obra. O encarregado, segundo informes da portaria, estava ‘lá pra dentro’ medindo serviços para posterior pagamento, portanto não poderia nos atender naquele momento. Mas ao conversarmos um pouco mais ficamos sabendo de algo que interessa aos ganhadores destas casas – o poço artesiano apresentou um grave problema.

Começou a jorrar lama e tiveram que interditá-lo. Se as casas fossem entregues hoje, os moradores estariam sem água potável nas torneiras. Perguntamos sobre providências a respeito, responderam que os engenheiros estão buscando uma solução (sem prazo).

PALAVRA DO GERENTE DO BANCO

Também fomos ao Banco do Brasil conversar com o atual gerente. José de Ribamar Costa Ribeiro disse que não poderia gravar entrevista, por proibições superiores, mas que poderia prestar os esclarecimentos que me fossem importantes para o momento.

Disse que o Banco ainda está na fase de análise de 1300 documentações exigidas dos sorteados do residencial São Pedro, ou seja, estão ainda vendo quem se enquadra ou não nas exigências do programa federal (renda, condição social, se tem outra casa, enfim).

A fase de análise de documentação só deve terminar em 17 de julho, quando então se partirá para uma nova fase – a de sorteio de endereços para aqueles  que tiveram seus cadastros aprovados definitivamente.

Perguntei então, quando essas fases todas seriam superadas para que os ganhadores possam, realmente, começar a morar.

O gerente respondeu que, provavelmente, em agosto/2015, embora tenha feito questão de frisar que se tratava apenas de mais uma PREVISÃO.

Categoria: Notícias

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

    *