Blog da Ramyria Santiago -

Agentes de trânsito de Codó explicam por que estão de greve.

A carta abaixo foi enviada para o e-mail de nossa redação por agentes de trânsito de Codó. LEIA a íntegra:

…………………………………………………………………………………………………….

Nós Agentes Municipais de Trânsito, estamos em GREVE devido a uma atitude que consideramos desrespeitosa e de má fé por parte da administração desse município, principalmente pelo Prefeito Zito.

O motivo da greve foi o fato de termos lutado por mais de 5 anos pelo reconhecimento e implantação do Adicional de Insalubridade. Tal benefício é pago em diversas cidades para as categorias de Agentes de Trânsito.

Durante todo esse período o então Procurador do município, Secretário de Governo e agora Secretário de Saúde, Dr. Ricardo Torres (Responsável pelo órgão Municipal de Trânsito), alegou que seria necessário um Estudo Técnico para a implantação do benefício.

Pois bem, no ano de 2014 a Prefeitura municipal contratou um Técnico especializado na área e com a ajuda e aprovação do Dr. Cláudio Paz, o estudo foi realizado e constatado os graus de agentes insalubres a qual a categoria convive diariamente. Foi definido pelo técnico e pelo Dr. Cláudio, os níveis a qual somos submetidos no exercício da função.

Alguns meses depois fomos chamados a uma reunião com o Dr. Ricardo, o qual alegou que a prefeitura não tinha como pagar o valor integral e com isso entramos em acordo e foi feito um escalonamento anual de porcentagem a ser implantado.

No dia da assinatura do Decreto por parte do Dr. Ricardo Torres e do Excelentíssimo prefeito Zito Rolim, fomos até a sala do prefeito, convidados por ele, na qual o mesmo fizera um belo discurso, entre outras coisas ditas por ele, que nos amava e que nenhum outro prefeito faria isso pela categoria.

Infelizmente para a nossa surpresa e decepção, no dia do recebimento de nossos salários, além de não ter vindo o valor do benefício acertado, a atual administração retirou de nossos contra cheques um outro benefício.

Segundo o Prefeito, quem vem impedindo a implantação do benefício e ordenou a retirado do outro é o atual procurador do município, o Dr. Vagner. Em reunião que tivemos com esse, ele alega que se pagar tal benefício (INSALUBRIDADE), outras categorias que tem direito, também entrarão com o pedido pra receber. E que o adicional de produtividade foi retirado por ser ilegal. Mas esse mesmo benefício é pago para o setor de Administração e de Arrecadação do município, segundo o próprio Dr. Ricardo Torres.

Decidimos então paralisar os serviços parcialmente ( 30% da categoria continuará nas ruas), acionando o Ministério Público e esperando uma resposta da administração.

Só lembrando pra população que os índices de acidentes crescem assustadoramente quando não estamos nas ruas. Esses dados podem ser comprovados por estudos realizados junto a Samu e HGM.

Agentes de Trânsito de Codó

 

Categoria: Notícias

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

    *