Blog da Ramyria Santiago -

VIGIA NÃO RECEBE PAGAMENTO HÁ MAIS DE 1 ANO AMEAÇA MORAR EM POSTO DE SAÚDE DO SABIAZAL

Estivemos na última sexta-feira, 25,  no povoado Sabiazal onde existe um dos 9 postos de saúde iniciados em outubro de 2012 pela administração de Zito Rolim.

Trata-se de um dos poucos que foram concluídos, mas de acordo com a população desde 2013 nunca foi inaugurado pela Secretaria de Administração o que traz grande prejuízo para Sabiazal e adjacência.

As portas usadas demonstram a má qualidade do material utilizado na obra – com as chuvas e o sol elas incharam e, simplesmente, estão virando bagaço, tiras de compensado.

A fossa no quintal abriu, está exposta oferecendo risco às crianças do lugar, os vasos sanitários, segundo o vigia, foram levados por trabalhadores que não receberam pelo serviço, e as vidraça de portas e janelas estão quebradas por pedradas e boladas de jogadores de futebol (na parte de trás do prédio).

O CASO DO VIGIA REVOLTADO

Não bastasse tanto descaso, o caso do vigia Raimundo Macau é uma história à parte que merece ser contada com destaque. Ele conta que foi contratado para vigiar o prédio por R$ 400,00 mês. Recebeu nos três primeiros meses, mas há mais de um ano ninguém mais apareceu para pagar seus serviços.

Seu Macau tem 9 filhos e se não fosse sua atividade de lavrador todos estariam em situação de calamidade.

O homem diz que já veio diversas vezes à cidade cobrar seu pagamento, que hoje já soma R$ 6.400,00 (correspondente à 1 ano e 4 meses sem receber), mas ficam só lhe enrolando.

Sua última tentativa será com o prefeito Zito Rolim, caso não obtenha o pagamento ameaça tomar de conta do prédio como morador com seus 9 filhos e esposa ou tirar objetos como telhas para vender e se ressarcir.

“1 e 4 meses sem eu receber dinheiro (…) eles manda é eu ligar pros que diz que é responsável da firma, que tava trabalhando aqui, ai eu ligo e ninguém me atende, né”

“SE NÃO PAGAR O SENHOR, VAI CONTINUAR VIGIANDO? Não senhor, é só enquanto eu falo com o prefeito, que eu já tentei falar com ele umas pouca de vez e nunca deu certo, aí eu vou falar com ele, se ele não me dé decisão nenhuma, aí é o seguinte aí a decisão eu vou tomar é eu mesmo, pela minha conta”

“VAI FAZER O QUÊ? Rapaz aí é o seguinte, se não tiver quem me paga ou eu vou tomar de conta, cercar e botar meus filhos pra morar dentro, viu, que eu tenho muito filho, ou então eu vou descobrir, tirar meu material e tirar meu dinheiro….R$ 400,00 POR MÊS? R$ 400,00 por mês, não é nada, mas pra mim é porque eu não tenho”, garantiu

Por Acélio Trindade

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*