Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

Padre gay acusa setor do Vaticano de ‘sabotar’ reformas de papa Francisco

O padre católico que foi afastado da cúria após anunciar que é gay fez um ataque feroz à Igreja Católica e à congregação do Vaticano para a qual trabalhava. O polonês Krysztof Charamsa afirmou em entrevista à BBC nesta quarta-feira que a Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano – o departamento encarregado de manter a doutrina católica – pratica “sabotagem” contra o papa Francisco e as reformas propostas por este.

PADRE

“Nós (da congregação) estamos em guerra contra o papa Francisco. Não é apenas um órgão homofóbico, é também ‘Francisco-fóbico’. Eles ficam o tempo todo agindo contra o papa. É uma sabotagem contra o meu chefe espiritual.”

Em uma carta aberta ao papa divulgada neste mês, Charamsa, de 43 anos, também acusou a Igreja de transformar “em um inferno” a vida de milhões de católicos gays no mundo.

Ele criticou o que chamou de hipocrisia do Vaticano ao proibir a ordenação de sacerdotes homossexuais, especialmente quando, segundo ele, o clero está “cheio de homossexuais”.

O papa ainda não respondeu a carta. Até o último dia 3 de outubro, o monsenhor Charamsa tinha um cargo importante na Congregação para a Doutrina da Fé, mas foi afastado do posto imediatamente depois de, em uma entrevista coletiva em um restaurante de Roma, anunciar que é gay e apresentar seu companheiro, o catalão Eduard Planas.

Hoje Charamsa se diz “livre, feliz e transparente” por sua decisão de assumir sua homossexualidade.

A Santa Sé afirmou que a entrevista do padre na véspera do sínodo do Vaticano sobre a família foi “irresponsável, já que ele tem a intenção de pôr a assembleia do sínodo sob pressão excessiva da imprensa”.

Em entrevista exclusiva à BBC Brasil no dia 14 de outubro, o padre havia defendido o anúncio naquele momento por acreditar que “um sínodo que quer falar da família não pode excluir nenhum modelo familiar. Homossexuais, lésbicas e transexuais têm direito ao amor e a construir famílias”.

“Sou um padre gay e estou feliz em poder dizer isso abertamente”, disse

FONTE:BBC

MÃE DE 6 FILHOS FAZ APELO DESESPERADOR PARA CONSEGUIR FAZER OS EXAMES DA FILHA QUE SÃO MUITO CAROS.

Jordânia da Conceição, mãe de seis filhos, entre eles uma menina, chamada Rhavila Nicoly da Conceição Ribeiro, de apenas dois anos, ela é uma criança portadora de necessidades especiais, e os médicos acreditam que ele é portadora da doença chamada Tireoidopatia.

O problema, é que a criança, precisa urgente fazer  dois exames  de suma importância e a mãe não tem condições, trata-se de uma Ressonância Magnética e uma Tomografia, exames esses, que darão o diagnostico do problema completo da menina, sabendo assim, qual o tipo de tratamento e os remédios que ela pode usar.

12074575_792702717507668_7963439789578117097_n

Mãe Jordânia e a filha Rhavila

Os médicos, dizem que a criança tem uma síndrome muito rara, mais só saberá ao certo depois desses exames. A mãe já fez todos os exames disponibilizados pelo SUS e nada foi descoberto, e por conta disso, ela vem pedir a ajuda de todos, para conseguir arrecadar esse valor em dinheiro.

Jordânia, já bateu na porta de diversos amigos da cidade de Codó, além de autoridades e políticos, mais, ninguém ajudou essa mãe sofredora ou lhe estendeu a mão, e em desespero ela recorreu ao nosso Blog.

Jordânia esta desempregada, e relata ao blog, a dificuldade que passa sem ter alimento para as crianças, fraudas descartáveis para Rhavila, e até mesmo,  sem o mucilon e o leite das crianças. As necessidades são muitas e grandes.

A criança está neste momento muito doente, necessitando de tratamentos medico, e a mãe não sabe mais o que fazer e a quem recorrer nessas horas de sofrimento,para salvar a vida da pequena Rhavila.

12039196_792702740840999_153873390944406464_n

Rhavila Nicoly da Conceição Ribeiro

Quem puder contribuir com qualquer coisa, será muito bem vindo, qualquer ajuda, desde cestas básicas até o dinheiro para pagar os exames. Para ajudar entre em contato com Jordânia, no endereço; Rua Amapá Q A 03, C 24 Residencial Santa Rita, em Codó, ou  então entre em contato com o whatsap do blog da ramyria Santiago (99) 988386425.

Justiça Federal suspende venda do Maracap no Maranhão

A Justiça Federal suspendeu, liminarmente, a comercialização do título de capitalização “Maracap” atendendo pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF) que ajuizou ação contra a “Invest Capitalização S.A, F & M Promoções e Serviços Ltda” e a Superintendência de Seguros Privados (Susep), responsáveis pela realização dos sorteios televisivos

Wczrfvjt_400x400

Com a decisão, a empresa fica impedida de autorizar, expedir, distribuir, intermediar e comercializar o título de capitalização denominado “Maracap”, bem como de qualquer outro título de capitalização da mesma natureza que venha a substituí-lo.

Além disso, a empresa terá que divulgar mensagem em rádio, TV e jornal informando que o sorteio foi suspenso em virtude de decisão judicial, sem emitir juízo de valor sobre a liminar e a iniciativa do MPF. Obrigatoriamente, a divulgação terá que ser realizada nos horários previstos contratualmente para a transmissão e divulgação dos sorteios.  A multa fixada em caso de descumprimento de qualquer das obrigações é de R$ 250 mil. O G1 não conseguiu contato com os representantes da empresa até a publicação desta matéria.

Reincidência
O órgão ministerial informou que já havia instaurado inquérito civil público para apurar a comercialização do título de capitalização em maio de 2013 com base “fortes indícios de que a atividade se configura, na realidade, na prática de jogo de azar ilegal”.

Os sorteios já haviam sido suspensos no Maranhão, em novembro de 2014, em virtude de decisão da Justiça Federal de Minas Gerais que impedia a empresa Sul América capitalização S.A (Sulacap), pela qual o título de capitalização era emitido inicialmente, de comercializar o sorteio, que teria o suposto objetivo de angariar contribuições para a filial da Cruz Vermelha Brasileira, no Rio de Janeiro.

Poucos meses após a decisão, o Maracap voltou a ser comercializado em todo território maranhense, a partir de maio de 2015. O MPF entende que a única finalidade do negócio que é a prática de loteria e não “título de capitalização”, pois a única vantagem oferecida ao consumidor é a possibilidade de ganhar prêmios.

Pedidos
Na ação, o órgão pede liminarmente que Invesp e Susep se abstenham de comercializar o título de capitalização ou de qualquer outro tipo que venha a substituí-lo, sob pena de multa no valor de R$ 500 mil.  O MPF também pede a obrigação da Susep de fiscalizar a comercialização e emissão de títulos de capitalização com nítida caracterização de jogo de azar ilegal e, à Invest e F&M Promoções, o pagamento de indenização por dano moral coletivo de R$ 1 milhão.

Do G1 MA

 

Cantor do Relíquia Musical Francys Jack sofre acidente em Codó.

O cantor Francys Jack, da banda Relíquia Musical, sofreu acidente na madrugada desta sexta-feira. Jack bateu na traseira de uma caminhonete ao trafegar pela Avenida Vitorino Freire, nas imediações do Posto Cobel. O cantor se distraiu ao volante e quando percebeu já estava muito próximo do veículo e não teve tempo para desviar.

Carro-jack-608x480

O veículo, um Siena, em que Francys Jack estava ficou com a frente totalmente destruída. Por sorte, nada ocorreu com o vocalista, apenas danos materiais. O carro foi levado para a Delegacia Regional de Codó e o cantor passa bem.

Essa é de encabular: Morre vitima de calazar funcionário da Secretaria de Saúde do Estado-Ma

hospital1-340x170

O funcionário da Secretaria de Estado de Saúde (SES) Manoel Soares Lopes morreu na última quinta-feira (22) vítima da doença leishmaniose visceral, também conhecida como calazar. Ele estava internado no Hospital do Servidor Público, em São Luís, desde o dia 28 de setembro.

Em nota, a SES lamentou a morte do funcionário e disse que Manoel apresentava quadro de febre, cefaleia, dores musculares e nas articulações há 20 dias antes da internação. “Em uma semana, o quadro evoluiu e foi feita a hipótese diagnóstica de calazar e solicitação de vários exames laboratoriais e de imagem para elucidação do quadro, tendo-se iniciado tratamento para a pneumonia e o calazar, antes mesmo da confirmação deste último”, diz a nota (veja na íntegra).
Segundo o Ministério da Saúde, o calazar era caracterizada como uma doença rural transmitida pelo mosquito-palha ou birigui. Porém, recentemente ela vem se expandindo para as áreas urbanas de médio e grande porte, e tem se tornado um problema de saúde pública em todo o Brasil e no continente americano. O órgão se refere ainda a doença como sendo “uma endemia em franca expansão geográfica”.
Os sintomas do calazar são febre de longa duração, perda de peso, astenia, adinamia e anemia, dentre outras manifestações. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos.
NOTA
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep) lamentam profundamente o falecimento do servidor de carreira, Manoel Soares Lopes. Ele estava internado no Hospital do Servidor SLZ, desde o dia 28 de setembro.
O paciente, ao ser internado, apresentava quadro de febre, cefaleia, dores musculares e nas articulações há 20 dias, antes da internação. Em uma semana, o quadro evoluiu e foi feita a hipótese diagnóstica de calazar e solicitação de vários exames laboratoriais e de imagem para elucidação do quadro, tendo-se iniciado tratamento para a pneumonia e o calazar, antes mesmo da confirmação deste último.

O quadro infeccioso do paciente evoluiu e o mesmo veio a óbito no último dia 22 de outubro. A SES reitera que, em quaisquer Unidades de Saúde Estadual, os prontuários médicos estão disponíveis aos familiares e aos órgãos de justiça.

Moradora denuncia que a saúde pública de CAJAZEIRAS é de ‘morrer no caminho”

Nós gravamos uma entrevista com uma moradora do distrito de Cajazeiras. Infelizmente o nome dela não ficou gravado no aúdio e o papel onde a identifiquei perdi, mas sua fala é muito importante porque demonstra a realidade daquele povoado que tem pretensões de se transformar em cidade.

A senhora entrevista na porta do Banco do Nordeste enquanto esperava para entrar sentada na calçada começou  sugerindo coisas que poderiam melhorar a vida de todos por lá.

“Uma lotérica, um banco, uma boa loja, uma boa farmácia, que isso nem tem mesmo, bota, com pouca não tem mais, vão tudo embora”, disse

A SAÚDE EM CAJAZEIRAS

Depois a aposentada respondeu perguntas nossas sobre saúde pública, uma vez que o distrito fica a mais de 80 kms da sede do município. Tem posto, respondeu, mas não tem médico a semana toda ( nem toda semana tem), muito menos medicamento.

TEM UM POSTO DE SAÚDE BOM LÁ? tem, posto de saúde tem agora só que bom não é não porque não tem remédio, não tem doutor, não tem doutor assim diário, todo dia, tem por semana, né, um dia por semana, dois…UM DIA POR SEMANA? É, um dia por semana, as vezes ele (médico) chega num dia e vai embora no outro”, respondeu

AS OPÇÕES

– E NA HORA QUE ADOECE, 80 KMS DE ESTRADA? Vai pro São João (do Sóter), vem aqui pro Codó, vai pra lá também, mas pra lá é pouco porque não tem medicamento”, responde

MORRE NO CAMINHO

São João do Sóter fica mais próximo, mas quem se arrisca a buscar a saúde pública na cidade de Codó corre o risco de ‘bater as botas’ na estrada, dado a distância. Obviamente que não há relatos de que isso já tenha ocorrido,  e não queremos que ocorra, mas fica o alerta vindo de alguém que já sofre há décadas por causa desta situação ridícula.

  • O QUE MELHORIA LÁ PRA VOCÊS? Meu irmão, primeiro lugar se tivesse médico de plantão, né, e os remédios, pessoa adoecendo dentro do local, corria pra lá e adiquiria o remédio pra tomar…DO JEITO QUE É TEM QUE CORRER 80 KMS ATRÁS DA SAÚDE? É, do jeito que é tem que correr pro São João (do Sóter) ou pra cá pra Codó…E SE NÃO DÉ TEMPO CHEGAR? morre no caminho, morre no caminho”

por Acelio Trindade

50 FACÕES SÃO ROUBADOS EM COMÉRCIO DURANTE A MADRUGADA NO CENTRO DE TIMBIRAS

Em conversa com alguns colegas da Polícia Militar que trabalham em Timbiras, fiquei sabendo que um roubo estranho aconteceu naquela cidade na madrugada de domingo (25) para segunda-feira (26). A história é a seguinte: O comércio fica localizado no centro de Timbiras e é conhecido por Comercial Barroso. Bandidos teriam entrado no comércio pelos fundos, de acordo com informações colhidas pela PM, e teriam roubado duas Caxias de facão, cada uma contendo 25 facões.

maxresdefault-300x169

Ninguém viu e nem a polícia tem pista de quem tenha roubado esses facões. Informações colhidas pelo Blog, com suas fontes na cidade de Timbiras, dão conta de que dois homens frequentaram uma serralheria da cidade e pediram para amolar (ato de tornar um objeto cortante) depois disso ninguém mais viu esses dois homens e ninguém os conhece.

CAPITAL BRASILEIRA DO FACÃO

Timbiras até ganhou um triste e hilário título de a capital brasileira do facão. Com mais essa podemos notar que o título não foi dado em vão, e pelo visto alguns moradores de Timbiras gostam mesmo de terem facão como sua arma preferida. É do conhecimento de todos os moradores de Timbiras que alguns assassinatos já aconteceram naquela cidade por pessoas que usavam facões.

Blog do de Sá