Blog da Ramyria Santiago -

OUTUBRO VERMELHO: “Eles tão enganando os pobres”, diz mulher que não conseguiu marcar MAMOGRAFIA

Muitas mulheres deixaram o CAM hoje, 26, pela manhã, indignadas, sentindo-se enganadas. O problema é que elas enfrentaram o sufoco que foi conseguir falar com um médico por meio da Carreta da Mulher, enviada pelo governo do Estado, na praça Ferreira Bayma, sexta-feira e sábado,  foram encaminhadas para a central de marcação de consultas do Posto de Atendimento Médico (antigo PAM) e na hora, por não terem 50 anos ou mais, ouviram que não teriam seus exames marcados.

Foi o caso de dona Sebastiana Paixão da Silva, que concedeu entrevista ao blogdoacelio. VEJA SUA INDIGNAÇÃO

Sobre este problema nós ouvimos a coordenadora do programa Saúde da Mulher, Regina da Silva Pereira. Ela descobriu o problema por meio de nossa reportagem e demonstrou preocupação.

Disse que houve uma desinformação por parte das atendentes do CAM que deveriam, simplesmente, pegar o encaminhamento das mulheres abaixo de 50 anos e orientá-las a procurar a secretaria municipal de Saúde para que não fiquem sem o exame de mamografia.

“Ela pode tá nos procurando, ela pode tá procurando, como eu falei, a secretaria de saúde, a secretaria-adjunta, o próprio secretário, o programa Saúde da Mulher, pra que junto nós possamos realizar esse procedimento até porque como nós falamos o que o Ministério determinou foi a faixa etária de 50 a 69 anos, mas a mulher que tem histórico familiar ou que ela tá com o diagnóstico do médico, presenciou, que o médico viu e diagnosticou tem que ter uma solução”, explicou a coordenadora que foi bastante gentil e depois procurou a direção do CAM para pedir providências.

Por Acélio Trindade

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*