Blog da Ramyria Santiago -

ACIDENTE GRAVE DEIXA VÍTIMA FATAL EM CODÓ, NESTA SEGUNDA FEIRA (19)

12088103_791309174313689_3283415028851361137_n

Um grava acidente aconteceu hoje, (19) na Rua do Puraquê, bairro Codó Novo próximo ao clube Ray Cezar Show.
A vitima foi identificada como Manoel Messias de aproximadamente 50 anos de idade, o mesmo que é morador da rua, vinha em sua moto quando sem perceber passou em cima de um entulho, para ser mais preciso, um pedaço do meio fio da rua, que foi quebrado em ação de vândalos, ao passar em cima deste objeto o mesmo perdeu o controle da moto e vaio a cair, batendo a cabeça com muita força sobre o solo.

12065472_791294760981797_7545084299715471409_n

No momento da queda Manoel Messias não usava capacete, segundo informações de populares. O mesmo foi socorrido pela equipe do SAMU e foi levado as pressas para o Hospital Geral Municipal. Ainda segundo informações da equipe que atendeu a ocorrência Manoel Messias está com suspeita de ter sofrido um traumatismo Craniano, o mesmo apresentou também otorragia (uma hemorragia pelo ouvido). 

12108150_791294790981794_3628013006283934946_n

A vitima, Manoel Messias foi encaminhado diretamente para o centro cirúrgico e passou por uma cirurgia, mais não resistiu aos ferimentos veio a óbito. Fica aqui os nossos sentimentos aos familiares de Manoel Messias.

12105926_791294814315125_6967441853474910084_n

Fonte: É Maranhão - O Seu Portal de Notícias

HOMEM TENTA ESTUPRAR MULHER E É ASSASSINADO COM MAIS DE 10 FACADAS EM CODÓ.

O homicídio aconteceu na zona rural de Codó, na manhã de hoje, segunda-feira(19). Por volta das 2h46min da manhã, o corpo do homem chegou ao Morgue do HGM( Hospital Geral Municipal) e ainda não foi identificado e nem parentes apareceram no hospital para reconhecer o corpo.

12118778_791117730999500_1785617257936068457_n

As informações que chegam até o blog da Ramyria Santiago é que este homem ainda não identificado tentou estuprar uma mulher no Povoado Canto do Coxo, a mulher que ele tentou estuprar veio para Codó e está no hospital com vários hematomas pelo corpo.

12118726_791117594332847_4979707611987522653_n

 

O que sabemos até o presente momento, é os que populares do Povoado ficaram revoltados e mataram o homem, nas imagens se percebe que ele foi brutalmente espancado e levou mais de dez facadas. O blog da Ramyria Santiago vai colher mais informações sobre este caso, e voltaremos  a qualquer momento.

12112129_791117694332837_1795102360030298452_n

 

 

 

 

 

VEJA A IMAGEM DO ASSASSINO DO LAVRADOR NA LOCALIDADE SANTA BARBARA

12122802_790505541060719_1274735465790808665_n

vitima

José Willas Silva Cantanhêde, de 25 anos, contou hoje à polícia que a briga com o Alfredo Rodrigues Costa, de 52 anos, chamado de Raimundinho, ocorreu dia 14 de outubro, na última quarta-feira, entre 8 e 9 da noite, depois que ele chegou do serviço.

10307364_790505387727401_1984680490331145124_n

ACUSADO: José Willas Silva Cantanhêde

 

A data bate com a do desaparecimento do lavrador que vivia, há poucos dias, na comunidade de Santa Bárbara, zona rural de Codó.

1044587_790518817726058_6693386195949568677_n

Corpo da vitima

Eles ingeriram bebida alcóolica e discutiram por razão banal. Alfredo acabou com um tiro de espingarda no peito e várias facadas nas costas e no tórax. Só 3 dias depois, após ter sido preso por baderna, resolveu contar tudo que havia feito.

 

Veja o que, especificamente, José Willas contou ao delegado Zilmar Santana em seu depoimento:

“Que o interrogado (José Willas) disse para Raimundinho largar o facão, mas ele não largou, nesse momento o interrogado chegou a se abraçar com Raimundinho, mas como estava segurando a espingarda não conseguiu tirar o facão da mão dele (da vítima). Que Raimundinho chegou a cortar o dedo polegar do interrogado (José Willas), que o interrogado deu um tiro que acertou o peito de Raimundinho, que Raimundinho ficou desmaiado do tiro, mas não morreu”

“Que como ele não morreu diante do tiro, o interrogado, pra terminar de fazer o serviço, furou ele 5 vezes com um facão nas costas e no peito. Que Raimundinho só ficou gemendo, mas não disse nada. Depois que ele morreu o interrogado arrastou Raimundinho até 150 passos de lá, que o interrogado cavou um buraco e enterrou Raimundinho”, descreve o interrogatório que consta do inquérito

12122787_790505427727397_6389355138528371029_n

À imprensa o delegado resumiu:

“A vítima com um facão, o autor com uma espingarda, ocasião em que ocorreu o disparo de arma de fogo, em virtude desse disparo, o autor não veio a óbito, nesse momento o autor decidiu ceifar a vida do Alfredo com uma arma branca, usando um facão….QUANTAS FACADAS? Segundo depoimento dele, efetuou 5 golpes e em seguida levou o homem para enterrar no mato”, confirmou

LEVOU À CENA DO CRIME

Foi José Willas mesmo quem levou a polícia até o local onde enterrou o corpo para não ser culpado pela morte do lavrador. A cova ficava a menos de 300 metros de onde ocorreu o assassinato.

Esta delegada, Maria Tecla Cunha, que também operou no caso, considera que tudo está resolvido.

O desafio agora é manter o autor confesso do crime preso já que, pelo tempo, já havia passado o estado de flagrante.

“Nós vamos agora legalizar a situação lavrando um flagrante por ocultação de cadáver…TAMBÉM SE PRETENDE PEDIR PRISÃO PREVENTIVA? É, até para que tenha, por cautela, a manutenção dele na dependência da delegacia e, possivelmente, do presídio, agora o delegado que é titular do local de onde ocorreu o fato (delegado Gilvan Lucas)  fará representação pelo pedido de prisão”, disse

VIOLÊNCIA CODÓ: Jovem diz como matou e onde enterrou corpo de lavrador desaparecido desde 14 de outubro

Alfredo

Alfredo Rodrigues Costa

José Willas Silva Cantanhêde, de 25 anos, contou hoje à polícia que a briga com o Alfredo Rodrigues Costa, de 52 anos, chamado de Raimundinho, ocorreu dia 14 de outubro, na última quarta-feira, entre 8 e 9 da noite, depois que ele chegou do serviço.

A data bate com a do desaparecimento do lavrador que vivia, há poucos dias, na comunidade de Santa Bárbara, zona rural de Codó.

Eles ingeriram bebida alcóolica e discutiram por razão banal. Alfredo acabou com um tiro de espingarda no peito e várias facadas nas costas e no tórax. Só 3 dias depois, após ter sido preso por baderna, resolveu contar tudo que havia feito.

Veja o que, especificamente, José Willas contou ao delegado Zilmar Santana em seu depoimento:

“Que o interrogado (José Willas) disse para Raimundinho largar o facão, mas ele não largou, nesse momento o interrogado chegou a se abraçar com Raimundinho, mas como estava segurando a espingarda não conseguiu tirar o facão da mão dele (da vítima). Que Raimundinho chegou a cortar o dedo polegar do interrogado (José Willas), que o interrogado deu um tiro que acertou o peito de Raimundinho, que Raimundinho ficou desmaiado do tiro, mas não morreu”

“Que como ele não morreu diante do tiro, o interrogado, pra terminar de fazer o serviço, furou ele 5 vezes com um facão nas costas e no peito. Que Raimundinho só ficou gemendo, mas não disse nada. Depois que ele morreu o interrogado arrastou Raimundinho até 150 passos de lá, que o interrogado cavou um buraco e enterrou Raimundinho”, descreve o interrogatório que consta do inquérito

À imprensa o delegado resumiu:

“A vítima com um facão, o autor com uma espingarda, ocasião em que ocorreu o disparo de arma de fogo, em virtude desse disparo, o autor não veio a óbito, nesse momento o autor decidiu ceifar a vida do Alfredo com uma arma branca, usando um facão….QUANTAS FACADAS? Segundo depoimento dele, efetuou 5 golpes e em seguida levou o homem para enterrar no mato”, confirmou

LEVOU À CENA DO CRIME

Foi José Willas mesmo quem levou a polícia até o local onde enterrou o corpo para não ser culpado pela morte do lavrador. A cova ficava a menos de 300 metros de onde ocorreu o assassinato.

Esta delegada, Maria Tecla Cunha, que também operou no caso, considera que tudo está resolvido.

O desafio agora é manter o autor confesso do crime preso já que, pelo tempo, já havia passado o estado de flagrante.

“Nós vamos agora legalizar a situação lavrando um flagrante por ocultação de cadáver…TAMBÉM SE PRETENDE PEDIR PRISÃO PREVENTIVA? É, até para que tenha, por cautela, a manutenção dele na dependência da delegacia e, possivelmente, do presídio, agora o delegado que é titular do local de onde ocorreu o fato (delegado Gilvan Lucas)  fará representação pelo pedido de prisão”, disse

Por Acélio Trindade.

Homem cego de Codó está passando fome abandonado na cidade de Peritoró

Um amigo comunicador, Clemilton Trovão, da cidade de Peritoró, nos enviou esta foto pedindo ajuda no sentido de localizarmos parentes deste homem, cujo nome não revelou, mas que está há cerca de 15 dias abandonado na rodoviária de Peritoró, sem comida, sem dinheiro, sem ter onde dormir, sem nada, só com a vida.

AmngWmFXwEtof-z0HUBMZCQVGCbV6qaBmx279zYzkbrC

Foto feita por Clemilton Trovão de codoense abandonado em Peritoró

Há a informação que teriam lhe embarcado pra Colinas.

Para piorar a situação este homem é cego. A única informação palpável é a de que seus parentes de Codó moram na rua Puraqué,  no bairro Codó Novo.

O telefone de Clemilton é 991457520 (Vivo)

Bandidos que explodiram banco de Lima Campos continuam livres

Ainda não há prisão de qualquer dos 7 bandidos que explodiram ontem, 15, a agência do Banco do Brasil de Lima Campos. Os bandidos levaram todo o dinheiro que puderam, tomaram rumo à cidade de São Luis Gonzaga, mas nunca foram capturados.

O comandante da PM de Lima Campos, cidade que só conta com 4 policiais militares (dois trabalhando por dia), Sebastião Henrique Amorim, falou ao blogdoacelio sobre o segundo assalto à esta mesma agência (o anterior ocorreu há 1 ano e 2 meses).

blog do Acélio Trindade

TRAGEDIA: Filha menor confessa que matou o próprio pai com 8 facadas

1

A adolescente de 17 anos, com iniciais E. C. M. S, foi apreendida após confessar ter matado, com 8 facadas, o próprio pai, Raimundo Vieira Silva, conhecido como “Tatá do Ferro Velho”, de 39 anos. O crime aconteceu na residência da família na noite desta quarta-feira (14), por volta das 23:40h, na Avenida Stanley F. Batista, em frente ao Posto Magnólia. A vítima foi encontrada no quarto da residência com perfurações no tórax e nas costas.

Conforme informações, a menor informou que a vítima teria arrombado a porta do quarto para matar o seu irmão de apenas 4 anos, e que para salvar a criança teria cometido o crime. A menor relatou ainda a polícia, que era agredida costumeiramente pela vítima, principalmente quando o mesmo estava alcoolizado.

Segundo a polícia, o fato relatado pela menor foi confirmado pela mãe e por um irmão de 15 anos que também estava na residência no momento do crime. Após o crime, a menor foi levada apreendida para a Delegacia Regional de Zé Doca, onde foi ouvida pela Delegada e em seguida foi entregue ao responsável. A polícia Civil está investigando o caso.