Blog da Ramyria Santiago -

CANIBALISMO: menor comeu fígado do garoto esquartejado em Pedreiras

O crime que chocou a cidade de Pedreiras teve revelações assustadoras confirmadas em depoimentos feitos à Polícia Civil nesta quarta-feira (13), divulgados hoje após apresentação de dois acusados em São Luís.

Os executores da morte brutal de Manoel Messias da Silva, de 14 anos de idade, foram o menor W. S. G. de 16 anos e José Antônio de Sousa, o Toinho, de 20 anos. O mandante, também preso, foi identificado como Raimundo Nonato Silva Leite, 36 anos, proprietário de um Lava Jato, onde a vítima e o menor assassino trabalhavam.

f

A polícia chegou ao autor do crime através do menor W. S. G. que contou ter uma dívida com Nonato. Este o procurou para matar o adolescente Manoel Messias que estaria atrapalhando os negócios no Lava Jato em troca de perdoar a dívida do menor. W. S. G. então procurou Toinho para juntos executarem o assassinato. Foi aí então que a dupla atraiu a vítima para uma casa em construção em um local de difícil acesso e esquartejou o garoto.

Os relatos foram chocantes: a vítima foi segurada pelo menor enquanto Toinho desferiu vários golpes de facas até matá-lo e em seguida, conforme já havia planejado, esquartejou Manoel Messias. O menor W. S. G. além de presenciar e participar da crueldade comeu parte do fígado da vítima. Ambos os assassinos confirmaram 0 canibalismo durante o depoimento.

O corpo de Manoel Messias, de apenas 14 anos, foi encontrado na última terça-feira (12) com os braços, pernas, cabeça e o pênis separados do tronco. A região do abdômen dele estava toda aberta com as vísceras expostas e o coração arrancado e deixado próximo a uma residência há cerca de 100 metros do local do crime.

Uma barbárie que ninguém vai esquecer em todo o Maranhão…

José Antônio de Sousa, o Toinho, e Raimundo Nonato Silva Leite, dono do Lava Jato, foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas depois de apresentados na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. O menor W. S. G. foi conduzido à Delegacia do Adolescente Infrator e em seguida a um Centro de Ressocialização na capital.

blog do minard

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*