Blog da Ramyria Santiago - O mais polêmico da cidade

DIREITO DE RESPOSTA: REPÓRTER E RADIALISTA FALAM SOBRE O CASO DA VIÚVA DE SILVIO LUIS.

O blog da Ramyria Santiago, sempre abre espaço para todos os lados, e deixou bem claro que o espaço estaria aberto para ouvir também a repórter Emanuela Carvalho e o radialista Jair Ribeiro, sobre  a matéria postada  aqui no blog com o seguinte tema:”VIÚVA DO REPÓRTER SILVIO LUIZ DENÚNCIA BENS SUBTRAÍDOS POR PESSOAS QUE SE INTITULAVAM AMIGOS DE SEU MARIDO”

ew

VIÚVA MARIA DO SOCORRO

Essas denúncias foram  feitas pela senhora Maria do Socorro esposa do Radialista e repórter Silvio Luis por 16 anos, onde ela exigia bens de seu falecido marido, que para ela foram subtraídos  por amigos de seu marido. Os objetos exigido por ela seria um VIOLÃO, AS ROUPAS, DOCUMENTAÇÃO E O APARELHO DE CELULAR.

Pois bem, as parte envolvidas  seria a repórter Emanuela Carvalho  e o Radialista Jair Ribeiro, que na oportunidade se pronunciaram com relação ao caso após uma  audiência realizada na manhã desta quinta-feira(05) na 4ª Delegacia de Polícia Civil, com a presença do  advogado Benedito Duailibe, que  acompanhava os dois, além  também da viúva a senhora Maria do Socorro. O blog da Ramyria Santiago  dando o direito de resposta, que é dever de cada cidadão.

d

JAIR RIBEIRO E EMANUELA CARVALHO

Segundo Jair Ribeiro e a repórter Emanuela Carvalho,  todas as informações sobre a legitimidade da entrega dos bens foram para os herdeiros do Radialista e Repórter Silvio Luis , (um violão, um celular, roupas, fotos e documentos). Seus filhos que moram na cidade de Nina Rodrigues, que teria total direito nos bens de seu pai e não a viúva Maria do Socorro, deram alguns desses bens para Emanuela e total direito a Jair Ribeiro para doar as roupas de Silvio.

Segundo a repórter Emanuela Carvalho, os filhos de Silvio Luis lhe deram de presente o violão de Silvio Luis, e ao radialista Jair Ribeiro foi pedido que o mesmo doasse as roupas para uma instituição em símbolo da amizade aos companheiros de trabalho pelo serviço humanitário ao conseguirem recursos juntamente com os demais amigos, autoridade e a sociedade codoense para o traslado,  para oferecer uma despedida digna ao saudoso repórter Silvio Luis, e com os filhos ficou apenas os documentos, as fotos e o aparelho de celular.

As partes envolvidas no caso, a repórter e o radialista Jair, com a presença de seu advogado Benedito Duailibe pediram a retirada da matéria do blog, o advogado até usou palavras dizendo que iria procurar a justiça caso a matéria não fosse retirada do ar, segundo ele feriu a moral e a  imagem de seus clientes.

O blog da Ramyria Santiago entendi que deveria retirar a matéria do ar para não prejudicar a senhora Maria do Socorro viúva de Silvio Luis, que em muitos momentos do vídeos disse palavras de baixo calão por motivo de muita revolta, e indignação,entendemos isso! e como ela não tem um defensor, ou advogado, sairia perdendo com certeza. Por respeito a ela a matéria foi retirada do ar.

PODERIA SER APENAS MAIS UM ABORTO COMO TANTOS SÓ QUE DESSA VEZ FOI DIFERENTE POIS QUEM QUE PRETENDIA MATAR MORREU

Brejo Santo – Uma mulher de 32 anos de idade morreu neste domingo em Brejo Santo-CE em consequência de complicações provocadas por um aborto. A dona de casa Cícera Maria de Sousa foi encontrada morta no interior do quarto da casa onde residia na Rua Jose Carlota, 432, Bairro Renê Lucena II no início da noite pelo marido da mesma que acionou a polícia.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Brejo Santo, Denis Leonardo Ferraz da Silva, um feto de uma criança do sexo feminino sem vida foi encontrado dentro de um balde ao lado da cama onde o corpo de Cícera Maria estava deitado, coberto por um lençol, aparentemente caracterizando um aborto seguido de morte da mãe, bem como uma grande quantidade de sangue no chão. Uma equipe do SAMU ainda chegou a ser acionada, mas os socorristas ao chegaram apenas constataram a morte.

EEE

Ainda segundo, o delegado Denis Leonardo, há informações de que a vítima estaria sozinha quando veio a óbito, fato que será investigado. No local do ocorrido foram recolhidos e levados para 21ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Brejo Santo materiais que possam ajudar a elucidar o caso.

20160505081633

O esposo da vitima, o ajudante Jose Roberto Vasques, 36 anos de idade relatou que havia saído de casa para deixar os filhos na casa da sogra, e ao retornar horas depois encontrou a mulher em um dos quarto da residência deitada em uma cama já sem vida. Ele acrescentou dizendo que não sabia da gravidez da esposa, apesar do extenso período de gestação, do mesmo modo os vizinhos também não sabiam da gravidez de Cícera Maria

SUPERMERCADO ARRAIS ASSALTADO EM PLENA A LUZ DO DIA EM CODÓ.

Nestas imagens gravadas por um morador, dois rapazes em uma moto e com capacetes na cabeça, invadem o supermercado Arrais, que fica localizado na Rua São Luis, bairro Codó Novo, e roubam o supermercado. Pelas imagens se percebe que  eles estavam armados. O roubo foi em pela a luz do dia, aproximadamente  as 13h da tarde.  VEJAM O VÍDEO.

Nessas fotos mostra os dois ladrões, um de camisa vermelha e o outro de camisa branca, todos com capacetes, que logo após o roubo se evadiram do local.

índiceq índiceqq índices

MULTIDÃO NO ÚLTIMO DIA PARA REGULARIZAR O TÍTULO ELEITORAL EM CODÓ

O prazo para transferir o título de eleitor, pedir a emissão do documento pela primeira vez (no caso de jovens com mais de 16 anos) ou realizar o recadastramento Biométrico, terminou nesta quarta-feira (4). Mais nos vídeos se percebe que o Brasileiro sempre deixa pra ultima hora, uma multidão que tomava as duas  avenidas, duas filas quase sem fim.

O Cartório Eleitoral, localizado na Rua Cônego Mendonça, em Codó funcionou com plantão especial desde o dia 25 de abril de 2016. Ainda era noite quando começaram a chegar os primeiros eleitores que deixaram para o último dia do prazo para comparecer ao Cartório Eleitoral de Codó para solicitar a regularização do documento. Já passava das 3h da manhã e o cartório ainda estava atendendo os eleitores.

20160505075039 20160505075040

Governo do Estado mentiu para o povo sobre tapa-buracos da MA-026

O governo do Estado mentiu para os codoenses quando anunciou, após interdição feita pelos taxistas, que a MA-026, trecho km 17/cidade de Codó, passaria por uma operação tapa-buracos, a segunda só nesta administração.

O próprio governador Flávio Dino, em entrevista à nossa reportagem, falou do assunto no dia em que esteve visitando a AGRITEC. Naquele dia, havia homens trabalhando na curva próximo ao km 17.

‘As MA’s em torno da cidade de Codó estão recebendo intervenções emergenciais, nós estamos fazendo atividade de tapa-buraco, atividade de manutenção. NESSE MOMENTO O SERVIÇO JÁ ESTÁ OCORRENDO e nós vamos aqui também fazer a manutenção definitiva, nós já reformamos mais de 1.000 kms de rodovias, infelizmente, elas estavam em péssimo estado por isso a importância dessa continuidade, temos tido, só o trecho entre o Km 17 e a cidade de Codó já recebe manutenção pela segunda vez do nosso governo pra, exatamente, manter a trafegabilidade”, disse

Ocorre que somente algo em torno de 5 buracos foram abertos e tapados pelo serviço. No restante da estrada nem homens existem trabalhando.

Próximo ao Memorial Pardinha, onde houve o protesto dos taxistas, os asfalto foi cortado, mas dentro só tem água de chuva. Passaram a perna no povo.

VEJA O VÍDEO.

Veja o que recomendou o Ministério Público à Cemar após audiência pública em Codó

Abaixo está a lista de recomendações do Ministério Público Estadual direcionada a CEMAR. O documento, assinado pela promotora Linda Luz Matos Carvalho,  é resultado de uma audiência pública realizada, por iniciativa do MP, dia 29 de abril, no auditório da Escola Ananias Murad com a participação de consumidores, representates da Companhia Energética, Prefeitura de Codó  e Procon MA. LEIA:

FOTO DO site do MP-MA

RECOMENDAÇÃO  nº. 02/2016

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO, por seu Promotor de Justiça de Defesa dos Direitos do Consumidor,

CONSIDERANDO que é atribuição do Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis (art. 127 da Constituição Federal e 94 da Constituição Estadual);

CONSIDERANDO que o serviço de fornecimento de energia elétrica, na sociedade moderna, é um serviço público essencial;

CONSIDERANDO que a Companhia Energética do Maranhão – CEMAR é uma empresa concessionária de serviço público, a quem se aplicam, nessa qualidade, os postulados da Lei nº. 8.078/90 – CDC e a Lei nº. 8.987/95;

CONSIDERANDO que, conforme estabelece o art. 6º, X, do Código de defesa do consumidor, é direito do consumidor a adequada e eficaz prestação dos serviços públicos em geral;

CONSIDERANDO as diversas reclamações dos consumidores codoenses, noticiadas na audiência pública com a Companhia Energética do Maranhão – CEMAR, realizada nesta cidade, no dia 29/04/2016, constantes da ata anexa;

CONSIDERANDO as reclamações existentes na 1ª Promotoria de Justiça, objeto de investigação do Procedimento Administrativo n° 001/2016 (SIMP: 841-259/2015);

CONSIDERANDO que esta Promotora de Justiça já oficiou à CEMAR, relatando as reclamações dos consumidores e requisitando a adoção de providências necessárias ao atendimento desses consumidores prejudicados em seu direito ao atendimento tempestivo, haja vista a inércia da empresa, por longo período;

E, POR FIM, CONSIDERANDO que a excessiva demora no atendimento das solicitações dos consumidores viola gravemente seus direitos elementares a um serviço público de qualidade,

RESOLVE RECOMENDAR à Companhia Energética do Maranhão

1- Que providencie, no prazo não superior a 30 dias, para a verificação dos problemas noticiados na presente audiência pública, conforme ata anexa, bem como dos constantes do procedimento administrativo em comento, relacionados em anexo, com a devida solução no prazo de 120 dias

2- Que forneça aos consumidores energia com qualidade, de acordo com os limites definidos pela ANEEL

3- Que preste um serviço eficiente, adequado, seguro e cortês, de modo a garantir o respeito à dignidade do consumidor, dispensando-lhe tratamento respeitoso e cordial;

4- Que respeite os prazos legais estabelecidos pela Agência Reguladora para o atendimento às reclamações e solicitações dos consumidores no sentido do fornecimento dos serviços e solução das reclamações apresentados, notadamente:

  • Vistoria- até 3 dias úteis
  • Ligação na baixa tensão na área urbana – até 3 dias úteis
  • Ligação na baixa tensão na área rural – até 5 dias úteis
  • Ligação na alta tensão – até 10 dias úteis
  • Religação normal – até 48 horas
  • Religação de urgência – até 4 horas
  • Religação em caso de corte indevido – até 4 horas;

5- Que avise o usuário com 15 dias de antecedência sobre o corte de energia por falta de pagamento, bem como respeitar os limites do exercício do direito de corte do fornecimento, devendo-se, para tanto, observar as hipóteses em que este não pode ser realizado.

6- Que entregue as faturas de energia elétrica com antecedência mínima de 10 dias para as unidades atendidas em baixa tensão e 5 dias para as unidades atendidas em alta tensão.

7- Que informe a esta Promotoria, no prazo de 30 (trinta dias), a contar do término do prazo final estabelecido do item 1, as providências adotadas para o cumprimento desta Recomendação.

O descumprimento da presente Recomendação ensejará o ajuizamento de Ação Civil Pública de Obrigação de Fazer, inclusive para fins de ressarcimento de dano moral coletivo, em face dessa empresa, em defesa dos direitos do consumidor.

Codó -MA, 04 de maio de 2016.

Linda Luz Matos Carvalho

  Promotora de Justiça

Ministro do STF afasta Eduardo Cunha do mandato na Câmara

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato determinou o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. A decisão de Teori é liminar (provisória).

Veja aqui a íntegra da decisão de Teori Zavascki.

Eduardo Cunha

Um oficial de Justiça foi à residência oficial do presidente da Câmara logo no início da manhã para entregar a notificação para Cunha.

O ministro Teori concedeu a liminar em ação pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que argumentou que Cunha estava atrapalhando as investigações da Lava Jato, na qual o deputado é réu em uma ação e investigado em vários procedimentos.

Segundo o ministro, a medida visa neutralizar os riscos apontados por Janot no pedido de afastamento de Cunha. Quem assume a presidência da Câmara agora é o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Casa e aliado de Cunha.

Apesar da suspensão do mandato, Cunha mantém os direitos de parlamentar, como o foro privilegiado. Teori destacou que a Constituição assegura ao Congresso Nacional a decisão sobre a perda definitiva do cargo de um parlamentar, mesmo que ele tenha sido condenado pela Justiça sem mais direito a recursos.

Procurado pelo G1, Eduardo Cunha ainda não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem. .A assessoria de imprensa da Presidência da Câmara informou que ele recebeu a notificação.

Ao pedir o afastamento de Cunha, em dezembro, o procurador-geral apontou  motivos para afirmar que o deputado usou o cargo para “destruir provas, pressionar testemunhas, intimidar vítimas ou obstruir as investigações de qualquer modo”.

Em seu despacho, Teori explica que a decisão foi tomada quase cinco meses após o pedido porque foi preciso colher a defesa de Cunha. Ponderou, no entanto, que a medida não significa um “juízo de culpa” nem como “veredicto de condenação”.

Ao final da decisão, diz que, embora o afastamento não esteja previsto especificamente na Constituição, se faz necessário neste caso específico.

“Decide-se aqui uma situação extraordinária, excepcional e, por isso, pontual e individualizada”, escreveu o ministro. Ele destacou ainda que o “imponderável legitima avanços civilizatórios” endossados pela  Justiça.

“Mesmo que não haja previsão específica, com assento constitucional, a respeito do afastamento, pela jurisdição criminal, de parlamentares do exercício de seu mandato, ou a imposição de afastamento do Presidente da Câmara dos Deputados quando o seu ocupante venha a ser processado criminalmente, está demonstrado que, no caso, ambas se fazem claramente devidas. A medida postulada é, portanto, necessária, adequada e suficiente para neutralizar os riscos descritos pelo Procurador-Geral da República”, escreveu o ministro.

Veja quais foram os pontos listados por Janot para afastamento de Cunha:

1- Eduardo Cunha fez uso de requerimentos para pressionar pagamento de propina do empresário Júlio Camargo e o grupo Mitsui. Já havia casos de requerimento para pressionar dirigentes de empresas de petróleo

2 – Eduardo Cunha estava por trás de requerimentos e convocações feitas a fim de pressionar donos do grupo Schahin com apoio do doleiro Lúcio Funaro. Depoimentos de Salim Schahin confirmam isso. Lúcio Funaro pagou parte de carros em nome da empresa C3 Produções Artísticas, que pertence à família de Cunha

3 – Eduardo Cunha atuou para convocar a advogada Beatriz Catta Preta na CPI da Petrobras para “intimidar quem ousou contrariar seus interesses”

4 – Eduardo Cunha atuou para contratação da empresa de espionagem Kroll pela CPI da Petrobras, “empresa de investigação financeira com atuação controvertida no Brasil”

5 – Eduardo Cunha usou a CPI para convocação de parentes de Alberto Youssef, como forma de pressão

6 – Eduardo Cunha abusou do poder com a finalidade de mudar a lei impedir que um delator corrija o depoimento

7 – Eduardo Cunha mostrou que retalia quem o contraria com a demissão do diretor de informática da Câmara, Luiz Eira

8 – Eduardo Cunha usou cargo de deputado para receber vantagens indevidas para aprovar parte de medida provisória de interesse do banco BTG

9 – Eduardo Cunha fez “manobras espúrias” para evitar investigação na Câmara com obstrução da pauta com intuito de se beneficiar

10 – Eduardo Cunha fez ameaças ao deputado Fausto Pinato (PRB-SP), ex-relator do processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara

11 – Eduardo Cunha teria voltado a reiterar ameaças a Fausto Pinato

FONTE: G1