Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

ASSALTANTES PRESOS EM CODÓ, UM É MENOR DE IDADE.

A policia militar de Codó fez a  prisão de dois assaltantes de celular na Avenida Central do residencial da Trizidela em Codó, e apreendeu vários aparelhos de celular com os dois suspeitos , além de uma arma branca que eles usavam na prática dos assaltos.

whatsapp-image-2016-10-18-at-23-53-18

ACUSADO Ítalo Cardoso da Silva 18 anos

Um dos acusados é  Ítalo Cardoso da Silva 18 anos, já o outro menor 16 anos de idade é  moradores da Rua Padre Joaquim Dourado no Bairro Trizidela.

whatsapp-image-2016-10-18-at-20-36-17

ACUSADO MENOR DE IDADE

A PM já vinham recebendo varias reclamações de inúmeros assaltos naquela no bairro.

Algumas vitimas dos dois foram ate a Delegacia registrar os boletins dos assaltos

whatsapp-image-2016-10-18-at-20-37-01

whatsapp-image-2016-10-18-at-20-36-40

Fonte cafofo

IDOSA MORRE APÓS GRAVE ACIDENTE EM CODÓ

Na tarde do ultimo domino (16) por volta das 15h10min, aconteceu um grave acidente na Rua do Puraquê, bairro Codó Novo, onde duas motos se chocaram e uma das vitimas ficou bastante ferida.

A vitima que foi identificada como Raimunda Ferreira Gomes de 54 anos foi levada as pressas para o Hospital Geral de Codó (HGM), mas ao dar entrada na unidade de saúde a vitima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

vitima

VITIMA

O ocupante da outra motocicleta fugiu do local sem prestar socorro a vitima. A Policia Militar fez varias buscas pelas proximidades do local de onde aconteceu o acidente mas não conseguiram encontrar o suspeito.

acidente-rua-do-puraque

por émanhão

HOMEM É MORTO COM FACADAS NO PESCOÇO EM CODÓ

Já era por volta das 5h00min da manhã de domingo (16) quando a PM recebeu uma denuncia de que na Rua Marechal Castelo Branco, já nas proximidades do Residencial São Pedro, tinha um corpo de uma pessoa morta.

Chegando no local a vitima foi identificada como sendo Jesusnilton de Brito França de 31 anos, o mesmo foi morto com um golpe de arma branca (faca) no pescoço.

VITIMA

O delegado de que estava de plantão disse que Jesusnilson foi visto pela ultima vez ainda com vida, em um clube de festa que fica a poucos metros de onde seu corpo foi encontrado. O mesmo não tinha passagens pela policia

Amigos da família de Jesusnilson disseram a equipe do Blogue da Ramyria Santiago que o jovem tinha problemas mentais. Seguem as investigações para saber aí o motivo deste crime tão brutal.

rua

RUA ONDE TUDO ACONTECEU

por émaranhão

Jovem atira acidentalmente contra o amigo em Codó

O domingo (16) foi de bastantes alterações na cidade de Codó. Acidentes, mortes e desta vez disparo de arma de fogo por acidente.

Era por volta das 11h40min, quando a PM foi informada via 190 de que na Rua Airton Sena, bairro Codó Novo, um jovem estava ferido vitima de um disparo de arma de fogo. Ao chegar no local a vitima foi identificada como sendo Francisco Nunes de apenas 14 anos de idade, e o autor do disparo Antonio Railson, 22 anos de idade.

menor-tiro

O vitima foi levada para o Hospital Geral de Codó (HGM) e o autor do disparo foi levado também até ao hospital, onde foi medicado e logo em seguida foi encaminhado  para a 4ª Delegacia Regional de Codó, para que prestasse esclarecimentos do ocorrido.

por émarahão

Duas mulheres dizem ter sido abusadas pelo candidato a presidência dos Estados Unidos, Donald Trump

m

Duas mulheres dizem ter sido abusadas por Trump, segundo NYT
13/10/2016
Duas mulheres disseram ao jornal norte-americano The New York Times que o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, as tocou de forma inapropriada – apalpando uma delas e beijando a outra – durante encontros separados há muitos anos, de acordo com uma reportagem do jornal. Trump negou as acusações e o porta-voz de sua campanha, Jason Miller, disse que “todo o artigo é uma ficção” e acusou o jornal de lançar um assassinato de caráter completamente falso e coordenado”.
Um outro jornal, o The Palm Beach Post da Flórida, reportou hoje que uma mulher afirmou ter sido apalpada por Trump há 13 anos. A campanha do magnata nova-iorquino disse que as acusações “não têm mérito nem veracidade”. As alegações vêm menos de uma semana após a publicação de uma gravação de 2005, na qual o nomeado republicano se vangloria por apalpar mulheres. Trump pediu desculpas por seus comentários, mas também os minimizou, classificando-os como uma distração de campanha.
Ambas as mulheres que falaram ao NYT disseram que estavam revelando suas histórias por causa da gravação e pela resposta de Trump a questões sobre o caso no debate presidencial de domingo. Ele disse que depois daquele episódio, nunca mais fez as coisas de que se gabava. Jéssica Leeds, de 74 anos, disse que sentou ao lado de Trump na primeira classe de um voo para Nova York há mais de trinta anos. Minutos depois, ele teria levantado o descanso de braço e começado a tocá-la, apalpando seus seios e tentando colocar a mão dentro de sua saia. “Foi um abuso”, disse Leeds ao NYT.
Ela disse ter fugido para a parte posterior do avião e sentou em outro lugar. A segunda mulher, Rachel Crooks de Ohio, disse que encontrou com Trump em 2005, quando tinha 22 anos. Ela disse que era recepcionista de uma companhia localizada na Trump Tower e encontrou o empresário na parte de fora de um dos elevadores do prédio. Ela teria se apresentado a Trump e eles apertaram as mãos, mas o empresário não a deixou sair, segundo Crooks. Então Trump teria a beijado no rosto e na boca. “Foi tão inapropriado”, disse Crooks ao jornal. “Eu fiquei muito chateada por ele ter pensado que eu era tão insignificante que ele poderia ter feito isso”, desabafou. Fonte: Associated Press. Fonte: Estadao Conteudo

Mãe mata dois filhos porque eles interromperam a hora do drinque dela

Alyona Rusandrova, teria estrangulado o filho com as mãos e sufocado a filha com um travesseiro

whatsapp-image-2016-10-14-at-11-02-43

Um crime na cidade de Magnitogorsk, Rússia, causou comoção e revolta na população. Uma mãe matou os dois filhos porque eles começaram a chorar na hora que ela estava tomando um drinque na sala. Alyona Rusandrova teria estrangulado o filho com as mãos e sufocado a filha com um travesseiro.
Após o crime, ela saiu de casa e deixou o gás da cozinha vazando para tentar despistar a polícia e dizer que tudo não passou de um trágico acidente. No entanto, os agentes conseguiram descobrir a verdade e prenderam a mãe. O pai também foi preso, mas ainda não provas da participação no crime.
Segundo o jornal The Sun, os vizinhos disseram que Alyona sofria com depressão desde a morte da mãe dela, em 2014. O casal tem ainda outros dois filhos, que estão sob a custódia da avó paterna

Mulher fingiu gestação e matou jovem grávida para ficar com bebê, diz polícia

Delegado acredita que a suspeita tem gravidez psicológica e planejou crime. Adolescente de 15 anos foi morta a facadas e teve filho retirado da barriga.
A Polícia Civil acredita que a mulher suspeita de matar a adolescente Valíssia Fernandes de Jesus, grávida de 8 meses, tenha premeditado o crime. Segundo o delegado Maurício José Nucci, a hipótese mais provável é de que Mirian Siqueira, de 25 anos, tenha gravidez psicológica e que pretendia ficar com o bebê da vitima.

whatsapp-image-2016-10-14-at-11-02-44qw

VITIMA

Valíssia, de 15 anos, foi morta na tarde desta quarta-feira (12) na casa da suspeita, em Pitangueiras (SP). Ela foi esfaqueada e teve a barriga aberta para que o bebê fosse retirado. Mãe e filho foram encontrados pelo marido de Mirian.

Antes de fugir, Mirian alegou ao companheiro que agiu em legítima defesa. Ela não foi localizada.

Os corpos de Valíssia e do bebê foram colocados no mesmo caixão e, enterrados no fim da tarde desta quinta-feira (13) no Cemitério Municipal de Pitangueiras.

Mirian Siqueira, de 25 anos, é suspeita de matar adolescente grávida a facadas
Gravidez psicológica
De acordo com o delegado, a família de Mirian deu indícios de que desconfiava de uma falsa gravidez, porque ela não apresentou nenhum exame durante a suposta gestação. “Ela dizia que estava grávida, mas, em nenhum momento, algum familiar a acompanhou até o médico para fazer um ultrassom, nada. Ela apenas dizia que estava grávida. Não há provas”, diz Nucci.

whatsapp-image-2016-10-14-at-11-02-44w

ACUSADA

Em fotos publicadas em uma rede social, Mirian chegou a exibir uma barriga, mas o delegado acredita que o volume era resultado de excesso de peso. “Tem fotos dela, inclusive com uma barriga um pouco saliente, mas não me parece ser uma barriga de grávida, mas barriga de obesidade.”

À polícia, o marido de Mirian, Mateus Rogério Cardoso, disse que a mulher confessou ter matado Valíssia porque elas teriam brigado. O corpo da adolescente foi encontrado em um tambor de plástico. Já o bebê estava envolto em uma toalha.

“A Mirian também disse ao marido que o feto encontrado no banheiro seria um aborto espontâneo. Porém, um aborto espontâneo gera sangramento, enseja intervenção médica, e o marido diz que ela não tinha nenhum tipo de sangramento. Tudo indica que ela tenha premeditado o crime exatamente para arrancar o feto do útero da vítima e dizer que o filho era seu”, explica o delegado.

Nucci afirma que Mirian responderá por homicídio qualificado e aborto sem consentimento da mãe. “É uma coisa de filme de terror, uma coisa cruel, absurda. Uma crueldade absurda.”

Ainda de acordo com o delegado, foi requisitado um exame de DNA para constatar se o feto é de Valíssia ou de Mirian.