Blog da Ramyria Santiago -

DETENTOS PROMETEM ESTUPRAR ATÉ A MORTE HOMEM QUE EJACULOU NO ROSTO DE CRIANÇA DE 5 ANOS

15056263_1026072204170717_5802610337060271413_n

BAHIA – Um homem de 23 anos foi preso em flagrante acusado pela cunhada de estuprar a sobrinha de 5 anos.

Conforme a mulher, ele teria tentando agarrar primeiro ela (esposa de seu irmão) que conseguiu fugir e chamar seu irmão para ajudá­-la. Ao retornar acompanhada, encontrou o acusado com o pênis dentro da boca da criança, que estava nua e com o rosto tomado pela ejaculação do homem.

Após ser preso, ele teve de ser isolado pois os demais detentos iniciaram uma mobilização para o estuprar até a morte. E por isto, ele deverá ser transferido. O acusado nega que tenha feito isto, mas conforme a polícia, pelos dados coletados e quantidade de testemunhas, não há como refutar a acusação.

ENTENDA O CASO:

Por volta das 21h30, desta quinta-feira, a Polícia Militar foi informada de uma ocorrência de estupro de vulnerável, na Rua Julio Coelho, no Bairro Arco verde. Chegando ao local, os militares conseguiram prender o suspeito. Trata-se de Cleovane Rodrigues dos Santos, 23 anos de idade, morador da Rua Armênia, no Bairro Liberdade.

Segundo informações da genitora da criança de 05 anos, vítima do abuso, o Cleovane é seu cunhado e chegou à sua casa procurando pelo seu esposo (que é padrasto da criança). “Como o irmão dele não estava em casa, ele tentou me agarrar, eu conseguir correr para pedir ajuda e quando voltei com meu irmão, e meu marido, o Cleovane estava em cima da minha filha”, disse a mãe.

Segundo a mãe, a criança relatou que ele passou a mão nas partes íntimas dela, subiu em cima dela, tirou o membro e jogou um negócio na boca dela. A mãe relatou em entrevista, que o Cleovane ejaculou na cara da criança, que a sua filha estava muito traumatizada, com dor na boca e na barriga e que a sujeira que ele fez ainda está do mesmo jeito lá na cama.

Procurado por nossa equipe de reportagem, o Cleovane estava visivelmente alterado, parecendo estar sobre o efeito de entorpecentes ou álcool. Segundo o acusado, ele não fez nada com a menina, que é invenção, que jamais ele faria isso e que ele não ia assumir algo que não fez. Questionado por nossa equipe sobre o uso de drogas, ele afirmou que é “usuário do chá, da erva”.

O caso foi apresentado ao delegado Willian Telles, que após oitiva, flangranteou o acusado por crime de estupro de vulnerável, com base no Art. 217 do Código Penal. Como o crime não cabe fiança, o acusado vai continuar preso, à disposição da Justiça. Ele deverá ser encaminhado ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas nos próximos dias

SMSC OFICIAL

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*