Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

Correios reabrem inscrições para 4.983 vagas do Jovem Aprendiz

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT (Correios) reabriu ontem, dia 21,  as inscrições para selecionar Assistente Administrativo no Programa Jovem Aprendiz. Estudantes nas modalidades presencial e à distância podem se inscrever e disputar 4.983 vagas com lotações nos 26 estados e no Distrito Federal.

De acordo com a estatal, haverá reserva de 20% a candidatos negros e 10% a pessoas com deficiência. As inscrições ocorrem no site dos Correios até o próximo dia 28 de junho. O seletivo não tem cobrança de taxa de participação.

A seleção dos candidatos será feita por meio de inscrição, comprovação de requisitos, exames médicos pré-admissionais e contratação. Serão considerados fatores como renda familiar, aprovação escolar referente ao último ano letivo, participação em programas sociais e ano em que está cursando.

Interessados devem ter idade entre 14 e 22 anos, no ato da contratação; estarem cursando a partir do nono ano do ensino fundamental; estarem matriculados e frequentando, caso ainda não tenham concluído, o ensino médio; não terem sido contratados anteriormente como Jovem Aprendiz nos Correios ou mantido vínculo empregatício com a empresa; não haver concluído, a qualquer tempo, curso de aprendizagem de conteúdo programático similar; e outros requisitos. A idade máxima não se aplica ao caso de candidatos com deficiência. É desejável ainda que os interessados tenham noções básicas de editores de texto, planilhas, navegação e pesquisa na internet, em computadores desktop ou notebook.

A jornada de trabalho será de 20 horas por semana, sendo 4 horas por dia. Os candidatos receberão remuneração prevista de R$ 448,46, valor que pode variar de acordo com o piso salarial estadual previsto para a categoria profissional; além vale-transporte compartilhado, de acordo com a legislação vigente; vale-refeição ou alimentação compartilhado em 5%; e uniforme. A contração dos Aprendizes terá o prazo de 12 meses.

 

Fonte: Com informações dos Correios

MARANHÃO É O SEGUNDO ESTADO COM MAIS ANALFABETO NO BRASIL, DIZ IBGE

O Maranhão é o segundo estado com a maior taxa de analfabetos com 15 anos mais no Brasil. De acordo com dados divulgados essa semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Maranhão registrou taxa de 16,7%, ficando abaixo, apenas, do estado de Alagoas, que registrou taxa de 18,2%.

Em números absolutos, a taxa representa 11,5 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever. A incidência chega a ser quase três vezes maior na faixa da população de 60 anos ou mais de idade, 19,3%, e mais que o dobro entre pretos e pardos (9,3%) em relação aos brancos (4,0%).

Quatorze das 27 unidades da federação, porém, já conseguiram alcançar a meta do PNE, mas o abismo regional ainda é grande, principalmente no Nordeste, que registrou a maior taxa entre as regiões, 14,5%. As menores foram no Sul e Sudeste, que registraram 3,5% cada. No Centro-Oeste e Norte, os índices ficaram em 5,2% e 8,0%, respectivamente.

Fonte: IBGE

Apenas 68,4% dos alunos do ensino médio estavam na série esperada para a idade

A meta de garantir que 85% dos alunos do ensino médio estejam na idade esperada para a etapa também não foi alcançada. Em 2017, apenas 68,4% dos estudantes estavam na etapa esperada para a idade, mostrando pouca variação em relação a 2016, 68%.

No ensino fundamental, a meta, estipulada em 95%, já havia sido cumprida no ano passado, quando foi registrado 96,5%, subindo para 96,9% em 2017. Porém, ao observar o recorte do 6º ao 9º ano, esse número cai para 85,6%.

“É um efeito dominó. Por exemplo, se o aluno repete um ano no ensino fundamental provavelmente ele vai começar o médio já com atraso. Isso ajuda a explicar porque a taxa é mais crítica nessa etapa”, explica a pesquisadora do IBGE Marina Águas.

Cresce proporção de pessoas com ensino superior e cai número de não escolarizados

Por outro lado, houve aumento no percentual de pessoas com 25 anos ou mais idade com ensino superior completo, passando de 15,3% em 2016 para 15,7% em 2017. Entre os brancos, 22,9 % haviam concluído essa etapa, e na população preta e parda, 9,3%. Em 2016, esses números ficaram em, respectivamente, 22,2% e 8,8%.

Já a taxa de pessoas sem instrução, ou seja, aquelas de 25 anos ou mais que não completaram nenhum ano do ensino fundamental, caiu de 10,7% em 2016 para 8,8% no ano passado. Regionalmente, a maior incidência foi observada no Nordeste, 16,5%, e a menor no Sudeste, 5,5%.

Fonte: Imirante.com

PM APREENDE CARRO COM SUSPEITA DE PLACA CLONADA NA ZONA RURAL DE CODÓ

Na tarde dessa sexta feira (22/06/2018) o SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA do 17° BPM de Codó após investigações se deslocou até o povoado São João, onde  fez a apreensão de um Veículo Fiat Strada Branco de Placa PIB 6898 e final de Chassi 92935 e que estava com placa falsa (PSJ 8156 e Chassi 9BD57824).

O mesmo afirma ter comprado o veículo de um velho conhecido na prática desses crimes, o Vulgo SERRINHA.

Comprador e o veículo foram apresentados na Delegacia de polícia civil para que sejam tomadas as providências cabíveis.

Ascom 17º BPM

ACIDENTE TRÁGICO DEIXA IDOSO MORTO EM CODÓ DEVIDO CONDUTOR ESTÁ SOB EFEITO DE ÁLCOOL.

Fabiano Sousa Rodrigues está preso

 “Ele relata que vinha ultrapassando, mas na verdade lá VOCÊ ver que o fluxo de motocicletas na via não permitia que houvesse possibilidade dele fazer ultrapassagem, ele perde um pouco o controle do veículo pois as rodas traseiras derrapam na avenida, ele colide com as primeiras pessoas que tavam na motocicleta, como ele perde controle colide com outro motociclista”, disse o delegado Zilmar Santana, agora pela manhã à imprensa.

O fim foi trágico, os outros estão fora de perigo, mas um dos três atingidos foi o idoso Raimundo Nonato de Araújo, de 63 anos.

Vítima Raimundo Nonato de Araújo – Foto (Sena Freitas)

 

Foi socorrido, levado para um atendimento de emergência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

PROVA DO ÁLCOOL 

Fabiano  dirigia este carro no momento do acidente. De acordo com o delegado regional aqui de Codó, Zilmar Santana, ele confessou aos policiais militares que atenderam a ocorrência que estava sob efeito de álcool. Nem poderia negar,  dentro do veículo ainda estão duas garrafas de cerveja e o copo que ele vinha utilizando.

Desde 2017, a legislação ficou mais dura contra quem se envolve em acidentes fatais sob efeito de álcool. Nem fiança cabe mais para casos como o de Fabiano Sousa Rodrigues, afirma o delegado que o autuou por homicídio, lembrando que o número de ano na prisão, se condenado, também aumentou.

“Ele tá sendo autuado pelo homicídio praticado na condução do veículo automotor, art. 302, do Código de Trânsito já com alteração prevista no parágrafo 3º já com uma pena aí prevista de 5 a oito anos pela conduta dele (…) a prática do homicídio de trânsito na condução de veículo sob efeito de álcool”, afirmou a autoridade policia

por acelio.

SAÚDE: 169 CIDADES EM ALERTA PARA ZIKA E DENGUE NO MARANHÃO.

Um total de 169 municípios maranhenses estão em situação de alerta ou risco para dengue, zika e chikungunya. Desse número, 85 estão em risco de surto das doenças. Outros 84 aparecem em alerta e 48 estão em situação satisfatória. São Luís está em situação de alerta. O número representa uma percentagem de mais de 70% do total de 217 cidades que compõem o estado. O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) foi realizado e divulgado este mês, pelo Ministério da Saúde (MS).

Em 2018, até 21 de abril, foram notificados 833 casos prováveis de dengue no Maranhão, uma redução de 81,8% em relação ao mesmo período de 2017 (4.580), de acordo com dados do Ministério da Saúde (MS). Em relação à chikungunya, foram registrados 302 casos prováveis. A redução é de 92,5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 4.040 casos. Também foram registrados 26 casos prováveis de zika no estado, uma redução de 91,5% em relação ao mesmo período de 2017 (308).

No Brasil, o levantamento indica que 1.153 municípios brasileiros (22%) apresentaram um alto índice de infestação, com risco de surto para dengue, zika e chikungunya. O Ministério da Saúde alerta a necessidade de intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti, mesmo durante o outono e inverno, em todo o país.

Ao todo, 5.191 municípios realizaram algum tipo de monitoramento do mosquito transmissor dessas três doenças, sendo 4.933 por levantamento de infestação (LIRAa/LIA) e 258 por armadilha. A metodologia da armadilha é utilizada quando a infestação do mosquito é muito baixa ou inexistente.

O Levantamento Rápido de Índices por Aedes aegypti (LIRAa), é um instrumento fundamental para o controle do vetor e das doenças (dengue, zika e chikungunya). Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de criadouro predominante. O objetivo é que, com a realização do levantamento, os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.

Nota da SES

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que, atualmente, 49 municípios apresentaram índice mais alto, segundo LIRAa. A SES esclarece que o período chuvoso e, ainda, a desatenção aos cuidados preventivos são as principais causas para o aumento do índice. Informou ainda que, em 2018, o Governo do Estado mantém a ação preventiva e permanente com envio de carros fumacê para reforçar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti nas cidades com maior risco de surtos do mosquito.

Orçamento

O Ministério da Saúde (MS) tem garantido orçamento crescente aos estados e municípios. Os recursos para as ações de Vigilância em Saúde, que inclui o combate ao Aedes aegypti, cresceram nos últimos anos, passando de R$ 924,1 milhões em 2010 para R$ 1,94 bilhão em 2017. Para 2018, a previsão é que o orçamento de vigilância em saúde para os estados chegue a R$ 1,9 bilhão. Este recurso é destinado à vigilância das doenças transmissíveis, entre elas dengue, zika e chikungunya. O recurso é repassado mensalmente a estados e municípios.

Fique por dentro

Pelo fato de São Luís estar em situação de alerta para dengue, zika e chikungunya, conforme Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) realizado e divulgado este mês pelo Ministério da Saúde (MS), a Prefeitura de São Luís garantiu que monitora e acompanha a incidência do Aedes aegypti, assim como os casos de ocorrência das doenças causadas pelo mosquito e que realiza uma ampla política de ações preventivas de combate ao mosquito e consequentemente às doenças, visitas domiciliares dos agentes de endemias e da Nebulização espacial (carro fumacê), além da capacitação de enfermeiros e médicos para a identificação e notificação de casos.

O valor do repasse do Ministério da Saúde para as ações não foi revelado. O Governo do Estado não respondeu às solicitações até o fechamento deste edição.

 

Blog do Rony Uchôa

GOVERNO INVESTE NA QUALIDADE DE VIDA DOS MARANHENSES.

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), vem trabalhando na construção de vários parques ambientais, como forma de aliar lazer e consciência ambiental.

A importância da implantação de espaços destinados ao lazer e da manutenção da qualidade ambiental nas cidades é cada vez maior, pois, em áreas urbanizadas, os problemas ambientais ganham maior amplitude. As áreas verdes destinadas ao lazer e contemplação, espaços preservados dentro do perímetro urbano, contribuem para o equilíbrio entre as relações da população com seu meio ambiente.

“São áreas com características naturais espetaculares ou únicas, que são de grande importância ao país e que preservam o meio ambiente. Além disso, essas áreas também servem como locais de pesquisas científicas, de educação ambiental e como um lugar de lazer. E é muito importante esses espaços, porque contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população”, disse o Secretário Marcelo Coelho. Ano passado foi entregue o Complexo Ambiental da APA do Itapiracó. O espaço está sempre cheio, a população aprovou e está mais estimulada a praticar atividade física. Neste ano, foi a vez da população de Balsas receber o Parque Centenário, entregue nas comemorações dos 100 anos do município. As pessoas que antes faziam caminhadas na BR, agora agradecem ao governador Flávio Dino por terem local garantido para suas atividades físicas e diversão da criançada.

Ainda neste ano será entregue o Parque de Codó, Bacabeira e o Complexo Ambiental do Parque Estadual do Sítio do Rangedor, em São Luís. Os municípios Anapurus, Arari, Brejo, Vila Nova dos Martírios e Timon também receberão parques ambientais.

Todos os parques estão sendo construídos de forma a garantir a preservação ambiental da vegetação nativa e ecossistema natural, possibilitando também a realização de pesquisas científicas desenvolvimento de educação e interpretação ambiental de recreação e contato com a natureza e turismo ecológico.

“Devemos incentivar a interação da população com a natureza para que se desenvolvam o sentimento de proteção e cuidado pelo meio ambiente, além de favorecer o lazer e a prática de esportes para uma melhor qualidade de vida da população. O governo do Maranhão vem trabalhando nisto”, finalizou o gestor.

Assessora de Comunicação da SEMA

SENADOR EDISON LOBÃO DEFENDE SOLTURA DO EX-PRESIDENTE LULA

Para ele, prisão do ex-presidente é injusta e foi feita sem provas

Em discurso no Senado Federal nesta quinta-feira (21) o senador Edison Lobão defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso desde abril e que terá um novo pedido de habeas corpus julgado na próxima terça-feira.

“Não basta ter apenas a dimensão sem ter a disposição de até correr riscos ao dizer o que pensa e ao defender-se da injustiça. O Lula foi preso para não ser Presidente da República outra vez. Mas como se pode impedir o maior líder nacional – e isso já se disse tanto aqui; o maior líder não pelo que foi apenas, mas pelo que é hoje – de ter a oportunidade de se exibir, de corpo inteiro, aos perigos da noite de uma eleição nova? É contra isto que se levanta a ação sem provas. Esse som é que é um crime”, declarou Lobão.

O senador também elogiou a operação lava-jato e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Mas criticou a o grande número de delações sem provas que foram aceitas ao longo desse processo.

“A Lava Jato, foi um bem; não foi um mal. Mas é necessário que ela não perca o seu rumo, não se desvie do seu objetivo. Os delatores têm feito um mal grande ao País, à medida que não provam nada do que afirmam. Enquanto isso, pessoas inocentes, vítimas dessas delações, estão aí presas, detidas”, disse.

“Quanto ao Ministério Público, eu estou convencido de que a Procuradora Raquel Dodge, está buscando, obstinadamente, recolocar o Ministério Público nos trilhos dos quais ele nunca deveria ter saído”, concluiu Lobão