Blog da Ramyria Santiago -

RESPOSTA À MATÉRIA PUBLICADA NO BLOG SOBRE OS MUTUÁRIOS DO RESIDENCIAL TIMBIRANO

Diante dos fatos narrados neste Blog, em matéria anterior, quando foi noticiado a formação de uma “associação” entre as famílias do Residencial Timbirano e, a exposição de uma certidão de ações que tramitam ou tramitaram em nome do Instituto de Apoio Comunitário – IAC e, de seu Presidente. Entendendo que houve omissão de informações sobre a real situação do empreendimento, o IAC se manifesta com as devidas informações à cerca do imbróglio que envolve o projeto. No primeiro plano temos a esclarecer que, é verdade a existência de uma Ação Possessória (REINTEGRAÇÃO DE POSSE) em que o IAC, legítimo proprietário do imóvel do Residencial Timbirano, entrou contra o Sr. Jahire Machado Junior, INVASOR do referido imóvel. Esta ação foi enviada para o Fórum de Timbiras, quando o Presidente do IAC, ao tentar notificar este Jahire sobre o defeito das obras dos muros divisórios que, não foram aprovados pela fiscalização da CAIXA, foi expulso do terreno sob a mira de uma arma e, teve o carro em que dirigia batido em fuga, quando da tentativa de homicídio relatada em Boletim de Ocorrência feito no mesmo dia e, de posse da justiça.

Na outra linha de argumentos do advogado Walterbi alega ter derrubado uma LIMINAR que o IAC havia recebido em razão das provas de legitimidade da posse que, detém sobre o Residencial Timbirano. A liminar perdeu efeito por um erro formal na apresentação da peça inicial. Tal erro já foi sanado dentro do processo de reintegração de posse e, no momento estamos aguardando a decisão da Justiça sobre o mérito.

Quanto à insatisfação das famílias sobre a paralisação das obras, devemos garantir que, por conta de uma série de atrasos nas liberações pela CAIXA e, por situações ocorridas em outras obras do instituto no Maranhão, essa também é uma insatisfação do IAC. As famílias que aparecem nas fotos publicadas no BLOG, seguramente, a grande maioria não está no Termo de Adesão do Residencial, porém, nada que está sendo feito para alterar a configuração da posse do imóvel poderá ser concluído, sem a aquiescência da justiça que, tem a palavra final.

O que ocorrera foi um ato deste grupo invasor ter perseguido por semanas as famílias beneficiárias, em suas casas para assinarem uma Ata com o objetivo de fazer QUÓRUM à situação pretendida de criar uma “associação de moradores”. Pois bem, mostra-se ineficaz a estratégia da trupe, pois, está totalmente fora dos normativos preconizados no Programa Minha Casa Minha Vida… O que mostra ainda, a estupidez de querer forçar uma situação que, sinceramente, o INVASOR DO RESIDENCIAL TIMBIRANO, sendo orientado por um advogado tão peculiar, chega a ser “infantil” a insistência de quererem tomar as obras do Residencial Timbirano a todo custo. Porém, todas a assinaturas feitas para o grupo liderado pelo Jahire serão impugnadas judicialmente, dentro do tempo em que forem apresentas para qualquer efeito sobre o residencial Timbirano.

Quanto à Certidão publicada no blog para dar forma a uma opinião de caráter da conduta do Presidente do IAC, rechaçamos toda forma de diminuição da dignidade humana ou institucional e, para tanto, como forma de esclarecer que, como cidadão/cidadã, qualquer pessoa está sujeito a ter suas atitudes questionadas judicialmente, porém, não implica dizer que, por isso, é um condenado da Justiça. Então, para provar que, todos e todas são inocentes perante a Lei, conforme preconiza a Constituição Federal, juntamos abaixo uma Certidão Pública, emitida pela Justiça de São Paulo, em nome do Jahire Machado Junior que, qualquer pessoa pode pedir gratuitamente, via internet.

Com isso, esperamos esclarecer que, atacar a dignidade de outrem, com uma Certidão Pública, emitida pelo Sistema Judiciário, sem a devida observância do que estamos respondendo a processos que, na pior das hipóteses, temos diversas instâncias a recursos, não nos torna superiores, tampouco, omitirmo-nos de responder a ofensa com a devida prova inequívoca de que somos iguais para acusar e defender, seria neste momento, uma prova de que estamos abaixo das nossas garantias de ampla defesa. Portanto, faz-se jus a resposta aos termos publicados no blog e, abaixo segue a Certidão emitida pela Justiça de São Paulo para mostrar que o Jahire, o seu advogado, o IAC, o seu Presidente e seu advogado e, qualquer cidadão/cidadã tem o direito de se defender dentro do nível mais seguro para a garantia dos direitos constitucionais dentro da nossa democracia.

Por fim, como mostra a Certidão, as ações contra o Jahire também existem, porém, as ações que tramitam contra o IAC e seu Presidente são dentro da esfera cível e, em hipótese alguma pode ser feito juízo de caráter de alguém, sem a devida lisura na personalidade de quem acusa. O IAC e seu Presidente tratam as ações judiciais de forma a dar solução dentro da segurança jurídica imposta em cada uma, mas, não admitirá mais nenhuma ofensa contra a sua dignidade, sem a respectiva resposta de direito.

Clodoaldo Monteles da Silva

Presidente do IAC/REPRESENTANTE LEGAL DO RESIDENCIAL TIMBIRANO

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*