Blog da Ramyria Santiago -

UFMA ABRE PROCESSO PARA APURAR CONDUTA HOMOFÓBICA DE ESTUDANTE DE QUÍMICA INDUSTRIAL

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) divulgou nota, nesta segunda-feira (29), confirmando que abrirá processo administrativo para apurar a conduta do estudante do curso de Química Industrial, Marcos Leite Silveira Júnior.

O universitário, após a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), ontem, divulgou nas suas redes sociais declarações de cunho homofóbico.

“Atenção, geral! Tá liberada a caça legal aos viadinhos! Não vale atirar na cabeça,
tá ok? 1 caixa de Budweiser pra cada viadinho no chão”, escreveu Silveira.

Em outra postagem, mandou um recado para militantes do campo da esquerda.

“É hora de entregar todos os esquerdistas ao DOPS! Ustra tá muito Vivo, Caralho!”, disse.

Tão logo tomaram conhecimento das publicações, alunos e professores do curso de Química Industrial divulgaram nota de repúdio condenando as ofensas.

Solicitaram que a Reitoria da instituição de ensino superior tomasse providências no sentido de coibir este tipo de conduta homofóbica, machista e racista.

Afirmaram, ainda, que o comportamento de Marcos Silveira vinha causando repulsa, constrangimento e até medo entre os estudantes do curso.

A Universidade, através da sua assessoria de comunicação, garantiu que adotará as medidas cabíveis, considerando a gravidade dos fatos.

“A UFMA reitera seu repúdio, contundentemente, às postagens que fomentam o ódio, o solapamento do outro e o desrespeito aos diferentes segmentos sociais”.

Perdão – Diante da intensa repercussão negativa do fato, Marcos Silveira apagou as declarações ofensivas e fez duas publicações nas quais pediu desculpas.

“Olá, pessoal! Boa tarde! Primeiramente gostaria de me dirigir a toda comunidade LGBTq+/feministas e pedir minhas mais sinceras desculpas por minhas declarações infelizes, fora de contexto e impensadas. Estou profundamente arrependido por tal comportamento de minha parte, assim sendo, não se repetindo tal fato.
Em segundo lugar, a todos os amigos, parentes e professores da Universidade Federal do Maranhão, os quais são profissionais de extrema competência e moral. Mil desculpas a todos(as). Tal comportamento não se repetirá. Boa tarde”.

“Uma auto crítica! Postei coisas completamente irracionais durante meses, mas devido a uma última postei, vi que cheguei num ponto oblíquo da minha vida. Jamais pensei que veria amigos próximos, parentes e outras pessoas próximas a minha pessoa em um estado de dor. Eu errei e errei muito feio por conta das bobagens q eu disse, mas nesse momento só quero expressar meu profundo repúdio e arrependimento das coisas tolas que aqui explanei. Sinto muito, amigos/colegas e parentes! Cometi um mega equívoco e que com certeza, aprenderei com tal derrapada na minha vida”.

Negativo – O secretário Felipe Camarão divulgou agora a pouco, nas suas redes sociais, informação negando que o universitário seja professor da rede estadual de ensino.

Categoria: Notícias

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

    *