Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

HOMEM ENFIA PACOTE DE NOTAS DE R$ 2 NO ÂNUS ACHANDO QUE ERAM DE R$ 100 APÓS ASSALTO EM BACABAL

O homem pegou um pacote de cédulas e na correria tentando fugir e não ser pego pela PM, o suspeito identificado como Valdir dos Santos enfiou o pacote de notas de R$ 2 no ânus, o homem achava que seriam notas de R$ 100… Após sentir fortes dores o homem procurou atendimento médico, passou por cirurgia para retirar o dinheiro do reto e acabou confessando. O valor total não passou do pacotão não passou de 500 reais.

“Vi aquele pacotão azul, achei que era de R$100, pensei que tava rico” disse o rapaz.

As outras pessoas que se apropriaram de dinheiro do BB após a explosão foram identificadas como Jonas Moraes Oliveira, Eraldo Silva Sousa, David Ilva Santos, Evangelista Costa e Walisson Costa Viana, além de uma mulher que foi filmada retirando grande quantidade de cédulas das partes íntimas.

No total, foram recuperados com essas pessoas mais de R$ 3 milhões. Somente na segunda-feira (26) foram apreendidos mais R$ 200 mil. Outras pessoas continuam procurando a delegacia para devolver dinheiro.

PRESOS POR DESACATO, DIREÇÃO PERIGOSA E TENTATIVA DE AGRESSÃO EM CODÓ

LOCAL: Av Primeiro De Maio, São Francisco

CONDUZIDO: Josiel Paulino Da Silva “ chineês”, 31 anos
1 Tv Goiânia, 1004, Santo Antonio

CONDUZIDO: Anderson Soares De Assunção, 19 anos
Av. 1° de Maio, 3117, Santo Antonio

HISTÓRICO: Por volta 02h30min horas desta sexta-feira (30/11), durante rondas de rotina pelas ruas do bairro São Francisco, a guarnição citada acima efetuou a prisão de Josiel Paulino “o Chinês”, e Anderson Soares. Os indivíduos estavam realizando manobras perigosas e no momento em que avistaram a viatura da FORÇA TÁTICA, tentaram empreender fuga e acabaram perdendo o controle do veículo que estavam utilizando.
Quando a equipe de policiais aproximou-se dos elementos para prestar os primeiros socorros, o conduzido Josiel, que estava totalmente alterado, começou a proferir palavras de baixo calão e tentou agredir a equipe de policiais.
Ambos foram apresentados na 4º delegacia de policia para que sejam tomadas as medidas necessárias.

Material Apreendido
01 motocicleta YAMAHA CRYPTON, sem placa de identificação

ASSCOM 17° BPM

”FICO NO BRASIL NEM QUE TENHA QUE RECOLHER LIXO” DESABAFA MÉDICO CUBANO

Sanchez, no entanto, decidiu não atender à convocação de Cuba, e quer permanecer no Brasil.

Foto: Divulgação

Adrian Brea Sánchez, um médico cubano que veio ao Brasil para trabalhar no Programa Mais Médicos, relatou ao Globo ter recebido uma mensagem em seu e-mail que confirma sua volta para Cuba no próximo dia 5.

Sanchez, no entanto, decidiu não atender à convocação de Cuba, e quer permanecer no Brasil, nem que precise “trabalhar recolhendo lixo ou varrendo rua”. Ele também afirma não acreditar mais no governo cubano e não teme represálias.

“Eu vou ser considerado desertor. Estarei proibido de voltar a Cuba por oito anos, amiga. O que eles vão fazer? Vão me matar? Quem garante que se eu voltasse para lá eles não iam aplicar uma medida disciplinar ou invalidar meu diploma? Todo dia acontece algo novo” desabafou o cubano.

A companheira de Sanchez também é uma médica cubana desligada do programa. Ela tem três filhos deixados em Cuba, mas também não pretende voltar. Juntos eles fazem planos para prestar o Revalida, obter autorização para atuar no Brasil de maneira independente, e construir a vida juntos no país.

Fonte: O Globo

FAMÍLIAS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA RECEBERÃO AGORA 13º EM GOVERNO DE BOLSONARO.

Na primeira entrevista após ser anunciado futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS) disse nesta quarta-feira, 28, que o novo governo vai cumprir a promessa de campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e o 13º para o Bolsa Família será pago. O Ministério vai reunir as pastas do Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura, além de parte do acolhimento a dependentes da Secretaria de Drogas.

Ele avisou que serão feitos novos pentes-finos nos programas sociais, de forma a reduzir ainda mais irregularidades que ainda possam existir e liberar recursos para o pagamento de mais benefícios a quem realmente precisa.

O novo ministro, que é deputado pelo MDB, informou que seu nome foi escolhido a partir de “um movimento das frentes parlamentares da assistência social, das pessoas com doenças raras, da primeira infância, dos deficientes, dos idosos”. E emendou: “juntaram todas as frentes que têm a ver com essa área e deram respaldo ao meu nome”.

O ministério estava sendo reivindicado pela bancada evangélica e, ainda, o senador derrotado à reeleição Magno Malta (PR-ES). Este último está, até agora, sem lugar no governo Bolsonaro. Com a escolha de Terra para a Cidadania, Bolsonaro reforça o discurso de compor os ministérios com indicação de bancadas e não de partidos.

Terra assegurou que “todos os programas (sociais) vão continuar, agora com a possibilidade de ampliar e avançar em algumas áreas”. Disse ainda que o programa Criança Feliz, que tem como patrona a atual primeira-dama, Marcela Temer, também será mantido e ampliado. “O Bolsa Família vai ser um programa que vai estimular muito a questão de geração de emprego e renda, por orientação do presidente, principalmente para os jovens”, comentou ele, acrescentando que a ideia é integrar o Bolsa Família com outros programas da área de esportes, que foi absorvida pela nova pasta.

“Vamos trabalhar bastante mas focado sempre na população mais vulnerável, mais pobre, que são os usuários do bolsa família e toda população que está no cadastro único, que é metade da população brasileira”, declarou. Osmar Terra ressaltou, no entanto, que “o maior programa de combate à pobreza é a geração de emprego e renda”. “A maior vitória de um programa é a diminuição das pessoas que precisam daquele programa, que é no que vamos procurar trabalhar”, completou.

O novo ministro da Cidadania lembrou que, no período em que esteve à frente do Ministério do Desenvolvimento Social do governo de Michel Temer, iniciou um pente-fino no cadastro dos programas sociais do governo e garantiu que isso vai continuar. “Já fizemos isso nos últimos anos. Vamos agora desenvolver com mais força. Tiramos os que não precisavam: foram cinco milhões de famílias que saíram do programa em dois anos e entraram aqueles que precisavam. Então, pela primeira vez na história do bolsa família desde 2003, se terminou com a fila. Faz um ano que não tem mais fila”, afirmou.

Sobre a participação da futura primeira-dama Michelle Bolsonaro, o futuro ministro disse que “ela é envolvida com área social e já tem trabalho importante na área de crianças com deficiência auditiva”. E emendou: “ela com certeza vai ajudar”. O ministro disse ainda que os titulares das futuras secretarias dos Esportes e da Cultura ainda não foram escolhidos. Evitou ainda comentar sobre a Lei Rouanet, justificando que ainda vai estudar esta questão. Em relação às atuais pastas das Mulheres e dos Direitos Humanos, Osmar Terra informou que elas serão abrigadas em outros ministérios.

BOLSONARO AFIRMA QUE VAI ACABAR COM INDUTO PARA PRESOS: ESSE NATAL SERÁ O ÚLTIMO.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), mandou um recado ao STF (Supremo Tribunal Federal) poucas horas antes de a corte retomar o julgamento de uma ação que questiona o indulto de Natal concedido pelo presidente Michel Temer (MDB).

Em postagem feita nas redes sociais, ele afirmou que, se houver indulto este ano, “certamente será o último”.

“Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”, escreveu o eleito.

O plenário do STF vai julgar na tarde desta quarta-feira (28) uma ação que discute a constitucionalidade do indulto de Natal editado em dezembro de 2017 por Temer.

O texto teve trechos questionados no Supremo pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que entendeu que a medida contribuía para a impunidade e poderia beneficiar condenados por corrupção.

Em dezembro do ano passado, durante o recesso do Judiciário, a então presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, atendeu ao pedido da procuradora-geral e suspendeu os trechos contestados.
Na volta do recesso, o relator da ação, ministro Luís Roberto Barroso, manteve a decisão de Cármen Lúcia.

Em decisão individual, criou critérios para a aplicação da parte do decreto que não havia sido suspensa. Esses pontos serão agora discutidos pelo colegiado formado pelos 11 ministros, que decidem se mantém ou derrubam a decisão do relator.

Barroso excluiu da incidência do indulto, por exemplo, crimes do colarinho branco, como peculato, corrupção, tráfico de influência, crimes em licitações, lavagem de dinheiro e ocultação de bens.

Ele também determinou que o indulto depende do cumprimento de, no mínimo, um terço da pena (equivalente a 33% do tempo) -e não um quinto (20%), como previa o decreto de Temer. Pela decisão, o decreto só se aplicaria a casos em que a condenação for inferior a oito anos. O ministro retirou, ainda, o perdão para multas impostas pela Justiça, que era previsto no texto original.

Fonte: FolhaPress

VULGO “ CÃO MIÚDO” É PRESO POR ASSALTO EM CODÓ

CONDUZIDO: Irisvaldo dos Santos Moraes, 30 anos.
Endereço: Rua São Francisco, bairro Santa Terezinha

HISTÓRICO: Por volta das 11h00 de segunda-feira (26/11) após informações colhidas pelo Copom sobre tentativa de assalto com emprego de arma de fogo no bairro Santa Terezinha, próximo ao cemitério do Sabiazal, policiais militares do esquadrão águia efetuaram a prisão de Irisvaldo dos Santos Mores, vulgo “ cão miúdo” . A guarnição policial localizaram o individuo em atitude suspeita que tentou se desfazer da arma, jogando a garrucha em um matagal. No entanto, foi feita a busca no local, resultando na apreensão do material e na condução do autor até a 4° delegacia de policia de Codó para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

ASSCOM 17° BP

VIGILANTES DO PARQUE AMBIENTAL DE CODÓ DEVEM SER INVESTIGADOS POR OMISSÃO SOBRE ASSALTOS NO LOCAL

Frequentadores do Parque Ambiental  de Codó, estão reclamando dos assaltos constantes no local, principalmente as mulheres. Mas um comportamento estranho está chamado a atenção da Polícia Militar da cidade.  Os  últimos casos em que as vítimas, com mais frequência as mulheres,  procuraram os referidos vigilantes para expressar alguma reclamação eles dizem que:  “Isso não é responsabilidade deles,   a garantia da segurança dos frequentadores”, inclusive um deles tratou mal uma professora com seus alunos que foi assaltada no local, onde o vigia disse que ela tinha que contratar um vigia particular após ter presenciado toda a ação dos marginais e não fazer nada.

De cordo com informações obtidas pelo blog, até agora, nenhum vigilante acionou a Polícia Militar para relatar mais algum caso, e mesmo quando a PM passa pelo local os vigilantes não informam sobre qualquer ocorrido nesse sentido.

Durante diligências, policias do serviço reservado da PM da Cidade de Codó, chegaram a abordar um dos vigilantes que trabalham no local e após alguns questionamentos feitos ao mesmo, o próprio relatou que sabia onde residia o principal suspeito de ter realizado assaltos naquele Parque. O curioso nesta história é que, o vigilante estava de serviço no dia em que dois assaltos foram realizados e que este mesmo se omitiu em informar dos casos.

A Policia Civil de Codó está investigando o caso e apontará se existe ou não a participação de algum vigilante. Vale ressaltar que um deles chegou a receber a proposta de comprar de um dos celulares roubados no Parque

Texto do de Sá.