Blog da Ramyria Santiago -

EM ÁUDIO ARAÚJO NETO REVELA NOME DO CULPADO POR AINDA NÃO TER INICIADO AS AULAS EM CODÓ E CITA NOME DE EXPEDITO CARNEIRO

HOMEM É PRESO EM FLAGRANTE ESTUPRANDO CRIANÇA DE 4 ANOS 

O homem identificado como Sebastião Alves de Sousa, de 32 anos, foi preso em flagrante, neste domingo (17), no momento em que estuprava uma criança, de 4 anos, na Vila Alvorada, em Barra do Corda, a 444 km de São Luís.

Segundo informações, ele foi preso em flagrante pelos moradores que, de imediato, acionaram a polícia militar.

Uma guarnição do 5°BPM foi ao local e conduziram o criminoso à delegacia. Para autuação por estupro de vulnerável.

A criança foi conduzida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), pois estava com sangramento da região genital, o que comprova que o estupro foi consumado.

O crime de estupro de vulnerável está previsto no artigo 217-A do Código Pena, com pena de 8 a 15 anos de reclusão.

Em tempo: Segundo o artigo 301 do Código do Processo Penal (CPP), qualquer cidadão tem o poder de anunciar a prisão de uma pessoa que cometa flagrante delito. Não é necessária a presença da autoridade no momento do flagrante, basta o simples anúncio.

NAGIB VENCE EXPEDITO NO TRIBUNAL E CÂMARA CONTINUARÁ SEM R$ 82.147,45 POR MÊS EM CODÓ

A Câmara Municipal de Codó entrou com um Mandado de Segurança (nº 0800128-65.2019.8.10.0034) e 58 primeira instância saiu vencedora. O juiz da 1ª Vara da Comarca de Codó,  determinou que o município, na pessoa do  prefeito Francisco Nagib, repassasse, num prazo de 5 dias, a quantia de R$ 82.146,45, referente ao mês de janeiro de 2019.

O município de Codó recorreu da decisão alegando que estava pagando duas vezes (em duplicidade) já que repassava o duodécimo sem qualquer desconto (como manda a Constituição Federal) e, ainda, suportava os débitos da Câmara Municipal junto ao INSS. Por conta dessa duplicidade só em 18 meses a prefeitura gastou com a Câmara R$ 1.971.514,87 referentes a despesas previdenciárias da Câmara.

NO TJMA

No Tribunal de Justiça do Maranhão foi o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos quem decidiu, 7, que o município de Codó tem razão na questão uma vez que se a Prefeitura continuar repassando recursos à câmara sem descontar os R$ 82.146,45 isso vai acabar inviabilizando a administração de Francisco Nagib.

“Assim diante da verificação de que a decisão  prolatada  na origem  possui o condão de causar grave lesão à ordem  e economia públicas, justifica-se o deferimento do pedido”

Desta forma o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos suspendeu os efeitos da decisão do juiz de Codó que mandava a prefeitura repassar os R$ 82.146,45 do mês de janeiro à Câmara.

“A Justiça reconhece o que já argumentávamos. O Poder Legislativo do município tem recebido regularmente a parte que lhe cabe. A Prefeitura tem honrado o seu compromisso, cabe ao gestor da Casa gerir os recursos corretamente, não atacar o prefeito, isso não vai resolver a questão”, disse o prefeito Francisco Nagib ao blogdoacelio.

Presidente Jair Bolsonaro perde confiança em ministro Gustavo Bebianno e decide demiti-lo

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que é presidente nacional do PSL,  partido pelo qual Jair Bolsonaro se elegeu presidente da República, está praticamente fora do governo. Segundo nota da coluna Painel da Folha de São Paulo, o presidente decidiu demitir o ex-auxiliar após o encontro desta sexta-feira (15), e argumentou como motivo a quebra de confiança.

Apesar de já estar decidida, a saída do ministro deve ser formalizada segunda-feira (18), com a publicação do ato, que Bolsonaro já teria deixado assinado, no Diário Oficial.

Bolsonaro esteve com Bebianno no começo da noite desta sexta e a conversa entre os dois teria sido ríspida. O presidente reclamou do vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, publicado no site de O Antagonista e da revista Veja.

Um dos áudios vazados revela que Bolsonaro criticou o ministro porque havia marcado uma reunião com o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet Camargo, no Palácio do Planalto.

“Como você coloca nossos inimigos dentro de casa?”, questiona o presidente.

Outra conversa vazada foi publicada pelo portal Antagonista.  Nela, Bolsonaro teria dito a Bebianno: “Eu sei que você manda no Antagonista. A nota foi pregada lá”. Bebianno vinha atuando para abrir um canal de diálogo com a emissora, que, desde a campanha tenha uma relação estremecida com o presidente.

A situação ficou agravada após o caso das movimentações bancárias atípicas feitas pelo então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) –filho do presidente– e seu ex-assessor Fabrício Queiroz investigadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

(Com informações do Poder360 e Folha de São Paulo)

BOLSONARO DEFINE IDADE MINIMA DE 62 ANOS PARA MULHER E 65 PARA HOMEM NA REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta quinta-feira (14) que a nova reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. Em reunião com a equipe econômica, ficou estabelecido que haverá um período de doze anos de transição para se chegar aos pisos para recebimento da aposentadoria.

A confirmação foi feita pelo secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Segundo ele, a equipe econômica defendeu uma única idade mínima para homens e mulheres de 65 anos, o que foi recusado pelo presidente. As idades foram antecipadas pela Folha de S.Paulo nesta quinta.
“A equipe econômica defendeu a ele 65 anos iguais para os dois gêneros e uma transição de dez anos. Essa era a ideia da equipe. E, após uma negociação com o presidente, o resultado é 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. É uma transição de doze anos”, disse.

Marinho ponderou que, apesar da decisão anunciada, o texto do projeto ainda pode sofrer alterações até a quarta-feira (20). Ele será submetido até o dia do anúncio à área jurídica do Palácio do Planalto.

“Hoje o presidente, dentro das informações que recebeu, tomou a decisão final. O texto está pronto e já começa a circular dentro das instâncias internas para ser validado”, disse.

Segundo ele, a ideia é que, na quarta-feira (20), Bolsonaro faça um pronunciamento à nação, explicando os detalhes da proposta. O discurso deve ser realizado em cadeia nacional de televisão e rádio.

Ele lembrou que, a princípio, o presidente defendeu uma idade mínima de 60 anos e um período maior de transição, opinião que foi alterada após negociação com a equipe econômica.

“O presidente tem sensibilidade e entende as condições da economia. Ele fez a distinção dos gêneros. E nós conseguimos encurtar um pouco a questão da transição”, afirmou.

A expectativa é de que na próxima quarta-feira (20) o presidente assine o texto e, no mesmo dia, ele seja divulgado publicamente e enviado à Câmara dos Deputados. A reforma da Previdência de Bolsonaro é mais dura do que a versão final do projeto do ex-presidente Michel Temer.

O texto de Temer, após tramitar por comissão especial da Câmara, já poderia ser votado pelo plenário da Câmara e também prevê a criação de uma idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres).Mas essas faixas etárias seriam alcançadas em 20 anos.

Ao encurtar a escalada da idade mínima, o governo tem como objetivo economizar mais no pagamento de aposentadorias, já que as regras para se aposentar ficarão mais rígidas em um período mais curto.

Um integrante da equipe econômica confirmou que, pela proposta de Bolsonaro, os servidores públicos também terão que cumprir as idades mínimas previstas no projeto.

Atualmente, os servidores podem se aposentar com 60 anos (homem) e 55 anos (mulheres).

A intenção é enviar o projeto de lei que aumenta o tempo de serviço mínimo exigido para militares junto com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que define as mudanças nas regras de aposentadorias para o serviço público e iniciativa privada.

Mas, de acordo com um dos participantes da reunião com Bolsonaro, isso ainda pode ser alvo de discussões, o que poderia adiar a apresentação do projeto de lei referente aos militares.

MAJU É A 1ª MULHER NEGRA NA BANCADA DO JORNAL NACIONAL . SUA ESTRÉIA SERÁ SÁBADO DIA 16

A jornalista entrou na Rede Globo em 2007 como repórter

Maria Júlia Coutinho se sentará na bancada do maior telejornal do país no próximo sábado (16). A conquista não é um acontecimento simples: Maju será a primeira mulher negra a apresentar o tradicional programa da Rede Globo.

Ela começou a carreira na televisão há 14 anos no Jornal da Cultura e entrou para a emissora carioca em 2007 como repórter. Em 2013, passou a apresentar a previsão do tempo em telejornais. Pela postura espontânea, foi bastante elogiada pelo público e pela direção da Globo. Em 2017, a internet vibrou com sua estreia como âncora do Jornal Hoje, quando substituía os titulares do jornal vespertino. Houve também episódios difíceis. Em 2015, a jornalista foi vítima de racismo na internet. O caso teve grande repercussão e iniciou uma campanha nas redes sociais, a #SomosTodosMaju.

Heraldo Pereira foi o primeiro homem negro a apresentar a atração. Outros jornalistas mulheres como Zileide Silva e Glória Maria têm posições de destaque na emissora, mas não chegaram a ser apresentadoras do JN.