Blog da Ramyria Santiago -

MARINA, MULHER DO  RAPAZ DESAPARECIDO EM CODÓ, DIZ NÃO TER NADA A VER COM ESSE SUMIÇO E PEDE A DEUS QUE ELE VOLTE LOGO PORQUE ELA ESTA SOFRENDO PERSEGUIÇÕES E AMEAÇAS.

MARINA, ESPOSA DA VITIMA

Marina Paixão Salazar que reside na Rua 02 quadra 3 casa 22, Vila Biné, São Francisco , convive a 5 anos com a vitima  que está desaparecida desde o dia 1 de Março. Dona Marina teve seu nome envolvido no sumiço do marido e desde  então sua vida virou de cabeça para baixo. Ela entrou em contato com o blog da Ramyria Santiago muito  chatiada com tudo que está acontecendo e pediu direito de resposta, e com essas palavras ela relata sua indignação e dor por também não saber o paradeiro de seu marido, Antônio Francisco Guimarães de Pinho, conhecido por Preto Rocha de 35 anos.

“Ramyria, eu não tenho nada a ver com isso, eu tenho um vizinho que mora ao lado que está    tentando me  prejudicar de todas as maneiras, ele já  inventou que eu e meu  marido jogava veneno no quintal da casa dele pra  matar  os cachorros dele, depois  ele chamou a Vigilância Sanitária  dizendo que eu tinha  matado os  cachorros e gatos dele, e tudo isso é uma peseguicão. Eu pergunto aos meus  vizinhos que  me denunciaram , que disseram que  ouviram gritos de socorro aqui em casa e alguém pedindo água, porque eles não chamaram a polícia?? Porque se eu ouvir um vizinho gritando eu faço algo e chamo a polícia na mesma hora!!! Ramyria, a  polícia já veio três  vezes em minha  casa, vistoriou meu  quintal, fez todos os procedimentos  e nada foi encontrado aqui. Ele saiu dizendo que iria para o interior e nunca mais voltou. Eu fui atrás dele lá no interior e não encontrei ele lá, ele está até na minha moto uma XTZ branca. Aqui na minha casa nunca teve fedor em meu quintal, nunca teve urubu voando em meu quintal, eu sou uma mulher direita e trabalhadeira. Deus vai tocar no coração dele e ele vai aparecer.

Hoje eu estou passando por momentos  tão ruins que não desejo nem pro meu pior inimigo, estou sofrendo  perseguições, estão me seguindo na rua, eu ando com muito medo. Quando ele não retornou no dia que me disse  eu fui atrás dele no interior e eu soube que ele esteve lá e fez um serviço na casa da tia dele e na casa de um homem e veio embora, mais não chegou em minha casa. Eu  passei na casa da mãe dele pra avisar que ele não estava lá e ainda  quis  registar um B.O.

Até agora nem notícias e nada dele, vivemos  5 anos, ele  é uma pessoa que não bebia , não fumava e nunca me deixou  sozinha em casa pra ir a festas.

Eu sei que ele foi para o interior São Luís do Bode e de lá ele disse que iria pra o  interior Lagarta fazer um trabalho e  me disse que  retornaria na sexta ou no sábado e até hoje não apareceu. Eu quero que ele apareça, que diga algo, que volte logo para acabar com essa angústia, até a família dele está me perseguindo e eu sou inocente em tudo isso. DISSE MARINA, ESPOSA DA VITIMA.”

VITIMA DESAPARECIDA.

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*