Blog da Ramyria Santiago -

PACIENTE FICOU QUASE TRÊS HORAS GRITANDO DE DOR ESPERANDO ATENDIMENTO  DO SAMU E ELE NÃO VÉIO. O MESMO RECEBEU AJUDA PARA SER LEVADO ATÉ O HGM DE CODÓ. SÓ HÁ UMA AMBULÂNCIA PARA 120MIL HABITANTES

As ligações para 192 SAMU foram feitas pelo o próprio blog da Ramyria Santiago que acompanhou todo o caso na noite de hoje, quarta feira 24 de julho, onde iniciamos as 20hs da noite ligar para o SAMU e o relógio já se aproximava das 22hs e nada de ambulância.

Ligamos para o serviço de urgência do Samu 192 a atendente falou que a única  ambulância estava ocupada no HGM de Codó com um paciente, e que tínhamos que aguardar um pouco, foram horas e horas e nada!!.  Ligamos pela segunda vez a moça disse que ainda estava lá, ligamos então pela terceira vez e a moça continuava a dizer que a única ambulância que existia em Codó estava no HGM com um paciente descontrolado.

Ligamos pela quarta vez a moça apenas dizia que era pra esperar que viria, só não sabia a hora, então esperamos e esperamos….e nada!! Então mais uma ligação e a mesma coisa,  mesmo informando que o paciente não podia se locomover e que precisava do atendimento com urgência mais ela dizia apenas que a ambulância estava no HGM e então indagamos sobre a motolâcia do SAMU para vim e fazer o atendimento na residência pois o paciente não conseguia sentar e nem andar e precisava dos primeiros atendimentos pois seu ombro tinha deslocado, mais  a moça informou que as motolâncias só atendiam até às 18hs e que elas não poderiam ir.

Do outro lado  da linha ela ouviu os gritos de dor do paciente e disse que iria passar a ligação para um médico que estaria no SAMU,  ficamos  então mais de 20 minutos na linha aguardando esse médico que nunca atendeu o paciente e logo eles desligaram a ligação na nossa cara. A atendente do outro lado não quis se identificar, foi perguntado por diversas vezes seu nome ela não quis falar, apenas dizia que a ambulância viria, mais poderíamos esperar ou dá um jeito de irmos pro Hospital HGM. 

Pois bem, com isso ele ficou umas três horas girando de dor a espera do Samu que nunca veio, foi onde ele recebeu ajuda de amigos que o colocaram dentro de um carro e o levaram até o HGM de Codó e quando chegamos lá não havia nenhuma ambulância do SAMU no local, e ao chegarmos em casa por volta das 23hs fomos informados que a tal ambulância nunca havia aparecido na residência do paciente, se o paciente não tivesse recebido ajuda, ele ainda estaria esperando pelo SAMU ou teria morrido já que o braço do paciente tinha sido deslocado e ele não aguentava de tanta dor.

Braço do paciente já colocado no lugar

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*