Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

CARGA DE MADEIRA TIRADA DAS MATA DE CODÓ É APREENDIDA PELA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

13h30, no km 498 da BR 316, no município de Codó/MA, policiais rodoviários federais deram ordem de parada ao motorista de 41 anos que estava conduzindo o caminhão M. Benz/L 1516, cor vermelha e placas HOM-7767/MA. Foi solicitado ao condutor a documentação pessoal, do veículo e da carga. Indagado sobre a carga transportada, informou que estava transportando 20 m³ de lenha de uma propriedade próxima ao Povoado Boqueirão dos Vieiras.

Apresentou o Documento de Origem Florestal – DOF no qual constava como veículo autorizado para o transporte outro caminhão e as coordenadas geográficas do local de acesso para o imóvel rural eram diferentes do local que o motorista informou ter extraído a madeira nativa.

Outra irregularidade é que, conforme informação do site do IBAMA, o DOF estava sendo reaproveitado. Portanto, estando em desacordo com os Incisos III e VII do artigo 48 da IN 21/2014 do IBAMA.

O motorista informou que a lenha era de diversas espécies, entre elas: pau pombo, pau terra, faveira, caneleira e etc. Declarou ainda que presta serviço há sete anos transportando lenha para uma grande empresa com sede no município de Codó/MA, que transporta três carradas por semana.

A equipe PRF acionou a Secretaria de Meio Ambiente de Caxias/SEMA, que compareceu a Unidade Operacional da PRF para fazer os procedimentos administrativos. O caminhão com a carga foram recolhidos para o pátio da SEMA de Caxias.

Essa já é a segunda apreensão de madeira da PRF em Caxias nos últimos dias. A primeira ocorreu na madrugada da última sexta-feira, dia 24, quando foram apreendidos 9m³.

 

Ascom PRF/MA

Categoria: Notícias
  • Marcos augusto da conceicao neto diz:

    Se fiscalizasem ali na rua marcos rocha iriam encontrar um monte dessas carradas irregulares por la carregando para a ceramica. Todos os dias toneladas de madeiras sao retiradas das matas perto do rio itapecuru e ninguem faz nada. Triste isso.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*