Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

VEJA QUEM É O CODOENSE QUE ESTUPROU CRIANÇA QUATRO VEZES EM SÃO PAULO E VEIO SE ESCONDER EM CODÓ, ELE CHEGOU QUARTA FEIRA  12  DE FEVEREIRO EM CODÓ

Um fato intrigante  ocorrido na cidade de São Paulo, Santo André, que chocou moradores e que mais uma vez envolve um Codoense.

AUTOR DO ESTUPRO

A vítima que sofreu o estupro tem as inicias de F. A. S de 11 anos de idade, filha de Felipe Raimundo dos Santos e Ticiana Cardeal de Amorim todos natural da cidade de São Paulo.  A mãe da criança entrou em contato com o blog da Ramyria Santiago assim que descobriu que o abusador da filha dela veio se esconder em Codó MA que é sua cidade natal.

O estuprador da criança é Manoel Gomes, Vulgo CHIBICA, natural de Codó MA. Nascido em 03/ 09/ 1993, tendo 26 anos de idade, residia em São Paulo, santo André, e era vizinho da criança que ele abusou.

AUTOR DO ESTUPRO

Há 1 ano atrás o pai e a mãe da criança se separaram e a criança ficou morando com o Pai Felipe, que contratou uma babá pra cuidar da criança enquanto ele trabalhava.

No dia 08 de fevereiro, o pai entrou em contato com a mãe da criança dizendo que tinha encontrado mensagens trocadas entre a filha e autor Manoel Gomes via facebook, Manoel Gomes era muito amigo do pai da criança. Nas mensagens a criança perguntava onde Manoel estava e ele respondia dizendo que havia descido e que queria vê-la.  Após ler as mensagens o pai foi ate a casa de Manoel Gomes para saber o que havia acontecido e assim que o pai falou sobre essas mensagens, Manoel Gomes sumiu do local e nunca mais foi visto por lá.

A  mãe  da criança relatou ao blog da Ramyria Santiago em áudios enviados ao blog que  conversou com a filha, que no início ela não quis falar nada sobre o assunto, mais depois relatou que no dia 19 de janeiro, Manoel Gomes havia beijado sua boca, praticado sexo oral , fez ela praticar sexo oral nele, deu tapas no rosto dela,  e fez sexo anal. A menina relatou que no ato sexual Manoel teria chamado ela de puta, cachorra, safada, vagabunda e pediu para ter sexo vaginal, mas ela não quis. A menina relatou que isso aconteceu pelo menos quatro vezes, a última vez foi no 06 de fevereiro de 2020. Tudo isso ela relatou a mãe e também a psicóloga.

MÃE DA CRIANÇA

O Codoense acusado pelo estupro chegou em Codó na última quarta-feira 12 de fevereiro e está escondido na zona rural de Codó, onde mora familiares e amigos dele. A mãe da criança   citou talvez interiores como Salobro ou Boa esperança, mas não há certeza, são informações que ela já colheu de terceiros. A mãe que está visivelmente abalada entrou em contato com amigos e familiares do acusado e foi assim que ela descobriu que ele já estava em sua terra natal que é CODÓ Maranhão.

Foi feito um B.O na delegacia de Santo Andre, São Paulo

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*