Blog da Ramyria Santiago - O mais polêmico da cidade

EM CODÓ PROCON SE ENTOCA E INVENTA DESCULPAS PARA A FALTA DE FISCALIZAÇÃO DOS PREÇOS ABUSIVOS DE PRODUTOS NA CIDADE. “VAMOS TIRAR O PROCON DA TOCA CODÓ”!

Em meio a pandemia da covid-19 e abertura de comércios essenciais, o Procon de Codó está deixando a desejar e devido a isso está havendo na cidade um aumento abusivo de preços e não há fiscalização de estabelecimentos para fazer valer o direito do consumidor. Uma informação importantíssima que o blog  da Ramyria Santiago descobriu é que o Procon de Codó não tem nenhum fiscal como tinha  antigamente.

O blog da Ramyria Santiago conversou com Coordenador do Procon de Codó Tomé Mota ele nos informou apenas que a orientação é para que as denúncias sejam  registradas pelos consumidores  através do aplicativo ou site do PROCON MA, e nada mais foi esclarecido pelo o então coordenador que logo nos transferiu para a Ascom do PROCON no comando de Jacii Martins que também não soube nos explicar porque o PROCON de Codó se cala em meio a tantos problemas e preços extremamente abusivos. 

As denúncias relacionadas ao aumento abusivo de preços são muitas e a população não sabe o que fazer e nem a quem recorrer. Em Codó você encontra cartela de ovos que antes era 11,00 reais, agora custa 23,00 ou 25,00 reais, álcool gel que antes custava 5,00 reais, agora você encontra de 16,00 e até 20,00 reais. Os produtos alimentícios são os que mais aumentaram os preços em Codó e todos os comércios estão abusando do consumidor. O Procon que se encontra de portas fechadas era pra está nas ruas, nos comércios, supermercados fazendo essas fiscalizações que iria ajudar o consumidor que já está impedido de trabalhar e ganhar seu dinheiro suado devido a pandemia  Covid-19, que dirá ter dinheiro para manter suas famílias e comprar alimentos desse valor. O blog da Ramyria Santiago visitou o mercado nesta sexta feira santa e encontrou o quilo de camarão por 80,00 reais,  3 latas de sardinha por 10,00 reais, cartela de ovos por 25,00 reais.

O que não entendemos é: A produção continua ocorrendo, os supermercados e farmácias estão abertos, está sendo feito o transporte e a entrega. A não ser que eles tenham um motivo, como por exemplo, o produto que usam para produção é importado e teve aumento, ou é cotado em dólar. É preciso uma justificativa, porque o risco que corremos é o abuso em cima de um produto que está em estoque há meses e agora joga o preço lá em cima.

ACORDA PROCON, VOCÊS JÁ NÃO TRABALHAVAM ANTES E AGORA SÓ PIOROU.

NAGIB lança projeto de saúde mental e emocional para profissionais da saúde que estão na Linha de frente no combate ao covid-19.

Inovação:  lançamento do projeto de saúde mental onde o prefeito de Codó Francisco NAGIB autorizou um serviço de apoio mental e emocional para os profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate ao covid-19 e também a população que está em isolamento social que precisão conversar, precisão de apoio ou até mesmo uma palavra amiga.

O serviço Funcionará
Das 8:00 da manhã as 17:00
Durante a semana e fim de semana.

O distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus, como tentativa de conter o avanço no número de casos da doença, acendeu um alerta de quem presta apoio emocional. Pensando nisso, a Prefeitura de Codó, através da Secretaria de Saúde, está disponibilizando acolhimento psicológico, que funcionará por escuta telefônica durante a pandemia.

O projeto tem como objetivo dar apoio psicológico aos profissionais que estão na linha de frente da prevenção e combate ao coronavírus e toda a comunidade codoense.

VEJA O SITE E APLICATIVO PARA SOLICITAR SEU AUXÍLIO EMERGENCIAL: CADASTRE AQUI.

Caixa lança site e aplicativo para solicitar auxílio emergencial de R$ 600
Terão direito ao benefício, que será pago por até três meses, trabalhadores informais, desempregados, MEIs e contribuintes individuais do INSS, que cumpram requisito de renda média.

A Caixa Econômica Federal disponibilizou nesta terça-feira (7) o site e o aplicativo por meio do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600. Os trabalhadores já podem solicitar o auxílio no site e no aplicativo.

Veja passo a passo para pedir o auxílio
Veja como serão feitos os pagamentos
Pagamentos devem começar em 9 de abril
O aplicativo deve ser usado pelos trabalhadores que forem Microempreendedores Individuais (MEIs), trabalhadores informais sem registro e contribuintes individuais do INSS. Aqueles que já recebem o Bolsa Família, ou que estão inscritos no Cadastro Único, não precisam se inscrever pelo aplicativo. O pagamento será feito automaticamente.

Pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais deve começar na quinta-feira, diz governo

Clique aqui para fazer a inscrição pelo site:

https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android:

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple):

https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, apenas para as pessoas que não tenham acesso à internet, será possível também fazer o registro em agências da Caixa ou lotéricas. O cadastro presencial será uma exceção, apenas em último caso.

A Caixa também disponibilizou o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial. Não será possível se inscrever pelo telefone, apenas tirar dúvidas.

Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo:

Ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último  dia 20 de março;
cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.
Além disso, todos os beneficiários deverão:

ter mais de 18 anos de idade;
ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.
É preciso ter CPF e estar com ele regular para poder realizar o cadastro.

Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.

Quem já recebe outro benefício que não seja o Bolsa Família (como seguro desemprego, aposentadoria) não terá direito ao auxílio emergencial.

LINK PARA BAIXAR O APLICATIVO E FAZER SUA INSCRIÇÃO

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

VEJA ATÉ QUANDO O COMÉRCIO EM CODÓ E MARANHÃO DEVE FICAR FECHADO

Aos jornalistas hoje, 3 de abril, e demais internautas, Flávio Dino apresentou as medidas adotadas a partir dos novos decretos publicados.

Entre as decisões, as aulas presenciais permanecem suspensas até o dia 26 de abril em todas as unidades da rede pública e privada, nas redes municipais, estaduais e de ensino superior em todo o Maranhão. É o que diz o Decreto 35.713 do dia 03 de abril assinado pelo governador Flávio Dino.

O mesmo decreto estabelece que o transporte interestadual de ônibus e similares também permanece suspenso até o dia 26 de abril, exceto o transporte exclusivamente entre município maranhense e município de outro Estado que componha região integrada de desenvolvimento, por exemplo a Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Teresina.

COMÉRCIO

Por meio de decreto, o governador Flávio Dino mantém suspensas as atividades comerciais não-essenciais em todo o território maranhense até o dia 12 de abril.

Academias, bares, shopping centers, lanchonetes e demais estabelecimentos comerciais devem permanecer fechados.

O novo decreto estabelece que podem funcionar no sistema delivery, drive thru ou retirada no estabelecimento, os depósitos de bebidas, lavanderias, bares, restaurantes e lanchonetes, mediante pedidos via telefone ou internet.

A novidade estabelecida é a possibilidade de multas e sanções para os empreendimentos não-essenciais que descumprirem as determinações do decreto.

O governador reiterou a importância da soma de esforços para superar a crise sanitária.

“Iremos na próxima semana acompanhar a evolução dos novos casos. Reitero que meu desejo é que as atividades comerciais e de serviços e as atividades profissionais em geral retornem imediatamente, esse é meu desejo. Mas entre me desejo e a materialização desta vontade, existe a responsabilidade derivada dos números de ocorrências de síndromes respiratórias”, explicou o governador.

Materiais

O governador informou sobre a chegada de novos kits de testagem rápida, doadas pela empresa Vale, que darão celeridade aos diagnóstico. Falou, ainda, sobre o esforço para compra e entrega dos EPIs para os profissionais da saúde (que também entrarão como prioridade na submissão dos testes rápidos).

“Há profissionais de saúde contaminados, e, por isso, afastados de suas atividades. Esse é um ponto muito importante porque, evidentemente, não podemos abrir mão de nenhum profissional da saúde, que são as pessoas que estão habilitadas tecnicamente a cuidar da saúde de todos nós”, defendeu Dino.

Flávio Dino ainda reiterou do esforço empreendido para a compra de respiradores, que estão escassos, inclusive no mercado internacional. “Em nível do Consórcio Nordeste, havia sido feito uma compra conjunta de equipamentos e a compra foi bloqueada, ou seja, mesmo com a disponibilidade de recursos, nós temos hoje dificuldade de receber, porque os Estados Unidos e outros países que têm maior poder econômico estão junto aos mercados, fazendo processo de bloqueio e compra desses equipamento”, finalizou.

FONTE: SECAP

POR DETERMINAÇÃO DO PREFEITO NAGIB O SAAE NÃO PODE MAIS CORTAR SUA ÁGUA ENQUANTO NÃO PASSAR ESSA PANDEMIA CORONAVIRUS.

SAAE   de Codó trabalha diariamente para manter o abastecimento de água sem interrupção em época de pandemia

Por determinação do Prefeito Francisco Nagib, conforme Decreto Municipal 4220/2020, fica temporariamente suspenso o corte no fornecimento de água enquanto perdurar o estado de pandemia.

Em tempos de pandemia coronavírus (COVID-19) onde as autoridades sanitárias e de saúde orientam para uma maior atenção aos cuidados de higienização pessoal e das áreas habitáveis, o SAAE/Codó intensificou suas ações em identificar pequenos e grandes vazamentos, queima de bombas hidráulicas, tudo para diminuir ao máximo as interrupções no fornecimento de água para o codoense. Para isso conta com a garra e o trabalho de dezenas de servidores dedicados.

Segundo o diretor geral eng. Evimar Barbosa, essas ações que fazem parte da rotina dos trabalhos da autarquia foram intensificadas. “Esse é um momento em que todo o município de Codó, todos os órgãos públicos, estão unidos e empenhados no combate ou na ajuda ao combate dessa pandemia. É o nosso caso, que mesmo com relação a ações que para nós são rotineiras, intensificamos para que as interrupções no abastecimento de água, tão importante neste momento sejam as menores possíveis. ” Disse o diretor.

A autarquia SAAE/Codó, como órgão de serviço essencial, está trabalhando, com alguns justes para proteger seus servidores, bem como os usuários. Por tanto, emissão de faturas e cobranças são normais, legais e responsáveis pela manutenção dos serviços.