Blog da Ramyria Santiago -

MÃE DE CRIANÇA ESPANCADA COM BARRA DE FERRO EM CODÓ DESCOBRE QUE A MEDIDA PROTETIVA DELA ESTAVA GUARDADA HÁ MAIS DE UM ANO NA DELEGACIA E NUNCA TINHA SIDO ENCAMINHA AO JUIZ. ENQUANTO ISSO ELA APANHAVA DO MARIDO E FOI ATÉ ESTUPRADA E A MEDIDA MOFANDO NA DELEGACIA DE CODÓ

 

CRIANÇA QUE ELE AGREDIU COM BARRA DE FERRO

Eliene de Brito do Nascimento de 42 anos, mãe da Criança de 11 anos de iniciais M,B,N que já vem a muito tempo sendo agredido pelo pai e nesta última agressão o acusado de nome Antonio Neres Oliveira da Conceição quebrou a cabeça do garoto com um barra de ferro, a mãe e a criança vivem na Rua Viana, bairro Codó Novo. Eliene Brito do Nascimento já sofreu todos os tipos de agressões do ex-marido, até os vizinhos já lincharam ele uma vez para que não invadisse a casa dela. Agressões física, verbais e até estuprada ela disse que foi por diversas vezes por ele. No áudio enviado ao blog da Ramyria Santiago  Eliene disse que o delegado Gilvan Lucas disse que não lembrava da medida protetiva dela, após procurarem bastante em sua sala encontraram a medida protetiva guardada em arquivos mortos da delegacia há mais de um ano. Eliene achava que estava protegida e esperava a justiça fazer algo pra salvar sua vidam, ela passou um ano aguardando  enquanto o papel estava era guardado, e ela sofrendo todos os  tipos  humilhações, espancamento, estupro e a criança também sendo maltratada.  Será que existe mais medidas protetivas de mulheres codoenses guardadas na delegacia de Codó? Quantas mais vão ter que sofrer ou até mesmo morrer,  morrer pelas mãos de seus agressores, seus companheiros, maridos, namorados.

Quantas aguardam suas medidas protetivas salvarem suas vidas, e talvez a sua medida protetiva ainda esteja engavetada em uma delegacia qualquer. O 1º semestre de 2020 fechou com maior número de feminicídios desde da criação da lei, dados tem mostrado o  aumento dos casos e tantas mulheres perderam suas vidas no brasil, no Maranhão e em Codó. E essa é uma prova de que estamos desassistidas, sem proteção alguma, ou talvez sua medida protetiva esteja guardada assim como desta mulher estava aqui na delegacia da cidade de Codó, MA.

Atenção Autoridades competentes de Codó

OUÇA ÁUDIO DA MULHER ELIENE RELATANDO TUDO

Ela disse que pediu uma xerox da medida protetiva para o escrivão mais ela disse que ele fez que não ouviu. ÁUDIO.

Um dos Pm da cidade de Codó não gostou porque ela procurou a ajuda do blog da Ramyria Santiago.

CRIANÇA QUE ELE AGREDIU COM BARRA DE FERRO

Categoria: Notícias

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

    *