Blog da Ramyria Santiago -

EM CODÓ SAAE PAGARÁ R$ 12 MIL POR 07 MESES DE INTERNET

 SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Codó/MA pagará R$ 12.670,00 por 07 (sete) meses de internet. A informação foi publicada nesta segunda-feira (21/06) no Diário Oficial do Estado do Maranhão.

Contrato

Elaborado na modalidade Dispensa de Licitação, o Contrato nº 40/2021 tem por objeto a Prestação de serviços de aluguel de links de internet para atender as necessidades do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Codó/MA.

O valor total do Contrato é de R$ 12.670,00 (Doze mil seiscentos e setenta reais), dividido em 07 (Sete) parcelas mensais de 1.810,00 (Hum mil oitocentos e dez reais), e terá vigência até 31/12/2021.

Contratada

A ganhadora do contrato foi a empresa W C DA SILVA GOMES – ME inscrita no CNPJ nº 17.453.049/0001-00, situada na Rua Primeiro de Maio, nº 339, São Benedito, Codó – MA, representada pelo Sr. Weslly Crystyan da Silva Gomes. De acordo com a Receita Federal, a empresa possui capital social de R$ 100.000,00 (Cem mil reais).

Giovanni Graciliano

MULHERES CODOENSES E FORMADORAS DE OPINIÃO INCENTIVAM CODOENSES A TOMAREM A VACINA – VACINA SIM!!! CONHEÇA ESSAS MULHERES E O MOVIMENTO.

Diante de tudo que essas mulheres estão vendo dentro de suas comunidades, a  resistência das pessoas , o temor, a pouca informação, a desistência de tomar a vacina, e o medo da reação da dose. Como formadoras de opinião, mulheres do cotidiano, de garra,  resolveram engresar nessa campanha da vacina SIM em prol de varias comunidade que cada uma delas representa. Um grande passo incentivando, mostrando pras pessoas o conhecimento e que você vai ficar bem quando tomar sua dose e imunizado.

O objetivo é tranquilizar a população a respeito da eficácia e  a segurança de qualquer imunizante, tem o objetivo de esclarecer a população sobre a importância da imunização. Mulheres como Claudenice, Célia Costa, Alicemar, Dalvani, Shirlei, Eronildes, Divina, Gisele, Teresa, Efigênia, Áurea, Claudia, Denise Serra, Milagres e  Onilde, elas convocam os grupos que serão vacinados a comparecerem aos postos de vacinação.

o movimento dessas mulheres tem o poder de  transmitir à população a mensagem de que o sistema de saúde pública está preparado para realizar a vacinação com segurança e que medidas estão sendo adotadas para garantir não só segurança mais também a eficácia dos imunizantes e, assim, proteger os brasileiros, os codoenses reduzindo a transmissão da doença isso é necessário para  fazer com que as vacinas cheguem  a todos os pontos em curto espaço de tempo e que todos os codoenses possam se imunizar sem medo. VACINA SIM!!!! PARABÉNS MULHERES!!!

CRAS DO CODÓ NOVO FAZ ENTREGAS DE CESTAS BÁSICAS E É PARABENIZADO PELA  EXCELÊNCIA NO TRABALHO

O Cras do bairro Codó Novo Coordenado pela moça de nome Solange Correia, vem realizando um excelente trabalho já visto por todos do bairro Codó Novo, um trabalho que deve ser divulgado e reconhecido em tempos tão difíceis como estamos agora.

Felizmente, em meio às dificuldades e aos desdobramentos da Pandemia do Covid-19, pessoas estão iluminadas e focam no que pode ser feito para ajudar e estão fazendo importantíssimas doações de cestas básicas e cestas verdes com produtos da Agricultura familiar para diversas famílias dos bairro que o CRAS CODÓ NOVO da assistência. Como diz a Senhora Selma Ferreira e Maria Raimunda.

Populares beneficiados agradecem as doações  das cestas básicas e afirmam  que o CRAS CODÓ NOVO tem ajudado muitas famílias nesse ano. Todos que trabalham lá a Coordenadora sempre da informação e sempre está ajudando na entrega de qualquer coisa que dão para eles o que faz muita diferença. O cras esta de parabéns!!!! Resta saber se os outros Cras também são assim, se tem esse mesmo preposicionado da coordenação da cras do Codo novo ao ponto de ser elogiada por populares.

PREFEITO DE CODÓ DR JOSÉ FRANCISCO TEM QUINZE DIAS PARA CORRIGIR INFORMAÇÕES SOBRE GASTOS DA PANDEMIA. APENAS 48,99% DAS VERBAS FORAM APLICADAS.

Prefeito Zé Francisco tem quinze dias para corrigir informações sobres gastos da pandemia

Gestores de todo o estado tem, a contar desta terça-feira (22), o prazo de quinze dias para corrigir falhas e omissões de informação relacionadas às verbas para enfrentamento da pandemia de covid-19 junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA). A medida faz parte das rotinas de fiscalização do órgão e é um desdobramento natural do levantamento dos gastos, divulgado na primeira quinzena de junho.

Basicamente serão dois grupos de gestores. Em primeiro lugar, os reparos caberão aos gestores omissos, ou seja, que deixaram de informar os gastos ao Tribunal, por meio do Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas – Sacop, ou que informaram os gastos mas não informaram se tratar de recursos recebidos para o enfrentamento da pandemia.

O sistema já se encontra aberto para essa finalidade, e os gestores deverão utilizar uma ferramenta específica para isso, disponível no Sacop. “Basta selecionar os contratos e processos licitatórios relacionados aos gastos com a pandemia, o que é bastante simples de ser feito”, explica o secretário de Fiscalização do TCE, Fábio Alex de Melo.

Ja nos casos em que foram informados gastos a maior ou em duplicidade, será necessário peticionar ao Tribunal, por meio eletrônico ou por escrito via ofício, solicitando a exclusão dos contratos em duplicidade ou a correção dos valores constantes nas informações prestadas de forma inconsistente.

A expectativa do Tribunal é de que todos atendam à convocação dentro do prazo estabelecido. Mesmo assim, o titular da Sefis lembra que o descumprimento terá como consequência não apenas a cobrança de multa, mas a abertura de processos de fiscalização específico, que poderão resultar em atribuição de débito, a depender da situação de cada município.

O secretário destaca a importância de que todos atendam ao chamado do Tribunal para evitar penalizações por falhas passíveis de correção. Segundo ele, trata-se de uma oportunidade para que se filtrem as informações, evitando medidas punitivas. “O próximo passo será estabelecer um programa de fiscalização para os municípios nos quais ainda se verificarem casos de omissão ou valores distorcidos”, explica Fabio Alex de Melo.

Situação no município de Codó

O levantamento do TCE aponta que apenas 48,99% das verbas federais foram aplicadas no combate a pandemia em Codó. O Portal da Transparência do Governo Federal demonstra que R$ 15.615.568,87 foram repassados ao município, mas apenas R$ 7.650.434,00 foram identificados no SACOP.

Por TCE-MA

TCE-MA CLASSIFICA PREFEITURA DE CODÓ COMO NÉVEL B DE TRANSPARÊNCIA:  Codó não atende as diversas exigências principalmente nos itens Recursos Humanos e Licitações e Contratos

A Prefeitura de Codó foi classificada com o nível B de transparência, segundo a Avaliação dos Portais da Transparência, realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), que verifica os Portais dos Municípios e do Estado. O resultado é representado pelos índices de transparência A, B, C e C -, sendo A o nível mais elevado e C – correspondente ao nível mais baixo.

Os Portais foram avaliados em relação à disseminação de informações que abrangem os seguintes aspectos e campos da gestão pública: informações institucionais; receitas; despesas; transferências recebidas e/ou realizadas; recursos humanos; diárias; licitações e contratos; relatórios fiscais; serviços de informação ao cidadão e acessibilidade.

De acordo com o relatório de acompanhamento emitido em 06/06/2021, a Prefeitura de Codó não atende a diversas exigências obrigatórias da Instrução Normativa TCE/MA nº 59/2020, principalmente nos itens Recursos Humanos e Licitações e Contratos

CLIQUE AQUI para acessar a avaliação e relatório.

SERVIÇO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA NÃO FUNCIONA EM CODÓ: MORADORES DEZEM QUE HÁ MAIS 9 LÂMPADAS QUEIMADAS NO RESIDENCIAL SOL NASCENTE E JÁ DESISTIRAM DE LIGAR PRA ILUMINAÇÃO

O blog da Ramyria Santiago recebeu a denúncia dos moradores do Residencial Sol Nascente, Rua José Moreira de Carvalho Qd 2 que fica no povoado MonteVideo, bairro Pedrinhas. No texto enviado ao blog descrevem a seguinte denúncia sobre a falta de Iluminação publica do local. LEIA:

Estou desde o início do ano solicitando iluminação pública que é por direito já que todos os meses vem sendo descontando no talão de energia.
Tive uma oportunidade de falar com prefeito e o mesmo disse que estava em processo de licitação. Depois de alguns meses entrei em contato com equipe e solicitei apenas duas lâmpadas sendo que aqui são mais de 9 lâmpadas que estão queimadas. A pessoa que respondia no WhatsApp da iluminação pública sempre dizendo que a equipe estava com meu pedido em mãos e era para eu aguardar. Depois disso já mandei diversas mensagens para prefeito solicitando e eu me propus comprar duas lâmpadas e era apenas para ele solicitar a equipe para realizar a troca. Resumindo, para um governo que disse que veio mudar, é melhor assumir que não vai fazer nada por Codó, já que o básico não consegue suprir. E isso só estou pedindo o que é de direito.As lâmpadas ficam acesas o dia todo e acaba perdendo horas de vida

No vídeo ele mostra a única lâmpada do poste da Rua que fica acessa o dia todo, nunca é desligada e os demais postes que soma em torno de 9 não tem lâmpadas a meses.

Os próprios moradores se propuseram a comprar as lâmpadas para os postes se o prefeito mandasse a equipe da Iluminação fazer o serviço nos postes da rua, e mesmo assim nada foi feito. O WhatsApp da iluminação pública responde as mensagens dizendo apenas que o serviço já está nas mãos dos técnicos para a execução e isso já dura desde o início do ano e esses técnicos nunca acertaram o caminho do local. A denúncia chegou até ao filho do prefeito Pedro Neres que deveria encontrar uma solução, mais ele apenas bloqueou a pessoa que estava reclamando da situação a ele.