CANDIDATA MORRE DURANTE TESTE DE APTIDÃO FÍSICA DO CONCURSO DA PM (TAF)

Daniele Nunes passou mal quando fazia o TAF e morreu

Uma candidata morreu quando fazia o Teste de Aptidão Física (TAF), segunda fase do concurso público para soldado da Polícia Militar, realizada no campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Daniele Nunes Silva, que trabalhava na Delegacia de Barra do Corda, teria sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), provocado por esforço físico excessivo.

Daniele, que teria menos de 25 anos, ainda foi socorrida e levada às pressas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bacanga, onde já chegou morta.

O delegado Renilton, de Barra do Corda, confirmou o óbito e disse que o clima na delegacia local e em todo o município é de extrema comoção. “Uma jovem querida e amada por toda a nossa família Polícia Cívil de Barra do Corda”, declarou, consternado.

Testemunhas informaram que outros candidatos passaram mal durante o TAF, nesta terça-feira, e precisaram de atendimento médico.

Nem o Governo do Estado, nem o Cebraspe, instituto que organiza o concurso da PM, se pronunciaram sobre o fatídico episódio, até o momento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO MIRANTE 870 AM


Ramyria Santiago

Publicidade

Publicidade

Visite-nos e compre no Paraíba!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

FC OLIVEIRA

Publicidade
Visitas Online!
Arquivos