Blog da Ramyria Santiago -

EM CODÓ ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO WALNEY FILHO É ACUSADO POR VÁRIAS MULHERES DE PEDIR SEXO EM TROCA DE EMPREGO – O PREFEITO ZÉ FRANCISCO ESTÁ EM SILÊNCIO PARA TODOS OS ATOS BANAIS QUE ESTÃO ACONTECENDO EM CODÓ


O assessor de comunicação da prefeitura municipal de CODÓ usa seu cargo para obter vantagens com as mulheres. A primeira pessoa a denunciar essa prática abusiva de Walney Filho foi um homem identificado como Dionísio Gomes que foi ex-produtor de texto da acessória de comunicação e grande amigo de Walney Filho.  Foi o próprio Dionísio que fez as primeiras Divulgações do material comprometedor entre Walney Filho e mulheres que seriam suas funcionárias. Uma mulher afirmou a Dionísio que recusou a vaga de Copeira por causa da fama que Walney tem em oferecer emprego em troca de sexo.  “ Ele que dá trabalho pra pessoa só se a mulher da o periquito pra ele”. Disse uma mulher, que revela morrer desempregada,

Áudios de uma das mulheres.

Áudio de Walney Filho.

Prints revelam conversas entre uma Das mulheres conversando com Dionísio sobre o episódio com Walney

Em conversa com o blog do Marco Silva outra mulher denunciou pra ele na noite de ontem que também teria acontecido com ela  o fato.

EXCLUSIVO: VÍDEO MOSTRA EMERGÊNCIA DO HGM DE CODÓ COM TETO QUASE CAINDO EM CIMA DE PACIENTES INTERNADOS, LUMINÁRIAS QUEIMADAS, FIOS EXPOSTOS E PAREDES DESTRUÍDAS.

O Blog da Ramyria Santiago visitou as dependências do Hospital Geral Municipal, HGM de Codó e mostrou as dependências da emergência, do pronto socorro 24 hs. Ramyria Santiago entrou no Consultório 1  e também no Consultório 2, observamos que os dois consultórios tinha pacientes e ainda tem e todos com acompanhantes, preservamos no vídeo a imagem dos pacientes e de seus acompanhantes.  O que vemos nas imagens é o mais puro abandono de uma sociedade em poucos meses de gestão. O teto dos consultórios caiu, não á mais teto, as luminárias estão todas queimados, a fiação expostas,  as paredes depredadas, os banheiros não funcionam.  As luminárias do corredor grande estão quase todas queimadas, e profissionais trabalham no escuro.   Ja dentro do pronto socorro, na sala em que pacientes fazem suas fichas de atendimentos o ar-condicionado está só os pedaços, apenas os ferros a mostra e fios soltos e as paredes destruiria.

VEJA NO VÍDEO ABAIXO

Nas imagens abaixo em que aparece uma enfermeira conversando com um dos pacientes internado na sala que está com o teto caído, se observa por cima da cabeça dela as condições do teto.

 

TRAGÉDIA: CRIANÇA DE 2 ANOS MORRE NO HGM DE CODÓ VÍTIMA DE NEGLIGÊNCIA MÉDICA NESTA MANHÃ. VÍDEO.

O blog da Ramyria Santiago esteve nesta manhã de sexta feira 09 de julho no hospital HGM de Codó e encontrou tantas irregulares e a  falta de tudo. O caso que mais chocou o blog foi uma criança que estava já morta em cima da pedra no Morgue do hospital. A criança de 2 anos  de nome Carlos Henrique nem assistência médica recebeu, desde de quarta feira que a mãe havia levado a criança com fortes dores na barriga e ele nem foi tocado pelo médico. No vídeo ela relata que nem remédio pra dor o médico passou pra ele e disse também que o médico não tocou na criança e ainda disse que a criança não tinha nada. Não houve atendimento e a criança faleceu sem atendimento médico no hospital de Codó. A mãe inconformada disse que se o médico tivesse ao menos tocado no filho ou pedido algum exame o filho estaria vivo hoje, até o remédio pra dor na criança ela mesma que comprava por conta própria e dava pra criança para diminuir as dores no estômago.

Veja vídeo completo.

OPERAÇÃO DA PF  EM CODÓ REPERCUTE NA IMPRENSA NACIONAL

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (8), no Maranhão, a Operação Alinhavado, que combate desvios de pelo menos R$ 3,1 milhões em recursos para o combate à pandemia de covid-19 na capital São Luís, identificados pela Controladoria-Geral da União (CGU).

A parceria entre a PF e a CGU resultou no combate a irregularidades em contratos com superfaturamento e simulação de vendas, relacionadas à compra de álcool e equipamentos de proteção individual (EPIs) para utilização nas ações de combate ao novo coronavírus, no âmbito da Secretaria de Saúde de São Luís.

O trabalho investigativo é desdobramento das Operações Cobiça Fatal e Oficina Desmascarada, que investigam o direcionamento na contratação e o superfaturamento nas aquisições de insumos para o combate à pandemia da Covid-19 pela pasta da Saúde da capital maranhense.

A Operação Alinhavado consiste no cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão em Codó (MA), Brasília (DF) e Boa Vista (RR), além do bloqueio de bens e afastamento do sigilo telemático de alguns dos envolvidos.

O esquema

Na atual fase estão sendo investigados quatro contratos celebrados com duas empresas, uma sediada no município de Codó (MA) e outra em Brasília (DF).

Em dois dos três contratos firmados com a empresa de Brasília (DF), auditores da CGU encontraram superfaturamento de R$ 619.889,54 na compra de álcool, máscaras e macacões, além de indicativos de simulação de venda que podem alcançar mais de R$ 2,5 milhões.

Todas as contratações foram feitas sem ampla pesquisa de preço em sistemas informatizados e com suspeita de simulação de consulta de preço junto a empresas atuantes no mercado.

Uma das empresas que aparecem dando cobertura à contratação negou à Polícia Federal que tenha emitido a proposta de preços contida nas contratações sob investigação. A PF apura, ainda, conluio entre representantes dessas empresas e servidores da SEMUS, com objetivo de favorecimento e superfaturamento de produtos, para satisfação de interesses privados.

Impacto social

O Município de São Luís recebeu quase R$ 460 milhões em 2020 repassados pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS). Desse valor, mais de R$ 114 milhões foram especificamente para ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus.

As fraudes supostamente perpetradas na SEMUS, com o consequente prejuízo causado ao erário municipal, possuem condão de impactar negativamente as ações de saúde necessárias para o bom atendimento às vítimas de Covid-19 em São Luís (MA), pois diminuem a quantidade de insumos disponibilizados à população e aos profissionais da saúde.

A CGU, por meio da Ouvidoria-Geral da União (OGU), mantém o canal Fala.BR para o recebimento de denúncias. Quem tiver informações sobre esta operação ou sobre quaisquer outras irregularidades, pode enviá-las por meio de formulário eletrônico. A denúncia pode ser anônima, para isso, basta escolher a opção “Não identificado”. (Com informações da Assessoria de Comunicação da CGU).

FAMÍLIA DE JOVEM MORTA EM COROATÁ ABRE CAIXÃO E DESCOBRE QUE POLÍCIA MENTIU AO DIZER QUE ELA TERIA LEVADO APENAS UM TIRO. AFINAL QUEM MATOU CAROL?? VEJA VÍDEO

De acordo com informações do companheiro da vítima, ela teria sido morta durante uma tentativa de arrombamento na casa do casal.

O caso da morte da jovem de 17 anos na cidade de Coroatá durante a última segunda-feira (05), está sendo investigado pelo departamento de feminicídio da Polícia Civil de São Luís. De acordo com informações do companheiro da vítima, ela teria sido morta durante uma tentativa de arrombamento na casa do casal. O caso vinha sendo investigado pela polícia da cidade.

A vítima era companheira de um policial militar, que segundo ele ao chegar em sua residência foi surpreendido por dois criminosos que efetuaram disparos de arma de fogo. O PM revidou e durante a troca de tiros a jovem acabou sendo baleada e não resistiu.

Namorado dela PM

Contudo o caso teve uma reviravolta, a família da vítima, que até então não tinha visto o corpo, decidiu tirar as roupas dela ainda no caixão e constataram outras marcas que possivelmente podem ser de perfurações causadas por arma de fogo. Caso confirmado, através da perícia, as informações entram em contradição com o que foi divulgado pela Polícia Militar, através de nota, em que afirma que a jovem foi morta por um único disparo na região do tórax.  VÍDEO QUANDO A FAMÍLIA ABRE O CAIXÃO

Uma equipe do departamento de feminicídio, já se encontra em Coroatá. De acordo com o delegado responsável pelo caso, o resultado do inquérito deve sair em sair em torno de 30 dias. E durante o período as investigações devem proceder.

Segundo delegado regional de Codó que responde por Coroatá diz que no laudo foi um único tiro no tórax, quando na ocasião família da jovem abriu caixão e viu que tinha mais perfuração de bala sobre o corpo ! Sobre tudo isso eles da polícia querem encobrir tudo pelo o que se parece , celular dela sumiu, o fato ocorreu por volta de 01:00 Da manhã , polícia foi acionada as 01:40 , e a Família dela só ficou sabendo as 9 da manhã através de terceiros. E ele continua trabalhando normalmente nem afastado foi o que era pra ser até a investigação terminasse sendo que ele é um dos principais suspeitos já que estava eles dois na casa. 

SAIBA MOTIVO DA OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL REALIZADA HOJE NA EMPRESA FC OLIVEIRA: VEJA A NOTA.

A respeito a operação realizada pela Polícia Federal, que esteve na sede da F.C. Oliveira, na manhã desta quinta-feira (8), a empresa informa que colabora com todas as informações necessárias ao esclarecimento sobre a venda de caixas de álcool em gel à Prefeitura de São Luís em 2020.

A venda foi uma atividade regular da F.C. Oliveira, com os preços praticados no mercado naquele momento, em que havia alta significativa da demanda e baixa oferta de insumos.

Na operação foram levados da empresa um um celular 

A F.C. Oliveira é uma empresa genuinamente maranhense, que existe há 39 anos, que sempre presou pela lisura em seus negócios e sempre contribui com a geração de empregos e desenvolvimento econômico do estado e de Codó. 

A diretoria está à disposição para quaisquer esclarecimentos necessários e reitera seu compromisso com as boas práticas da livre atividade econômica.