Blog da Ramyria Santiago - | Ramyria Santiago

HOMEM REAGE A ASSALTO EM CODÓ E ACABA MORTO PELOS ASSALTANTES QUE AINDA LEVARAM SEU CELULAR

Na noite desta quinta-feira, 12, um homem identificado apenas pelo nome de Vanilson Santos 24 anos, conhecido por Gonzaga foi morto no residencial São Pedro.

No grupo de Whatsapp do residencial, moradores relatam que Gonzaga teria reagido a um assalto.

Os bandidos levaram o celular dele e ainda o mataram a tiros. Uma foto circula na internet com a vítima ensanguentada já sem vida. A mesma foto mostra a presença do SAMU.

Moradores relataram o que viram e ouviram.na hora do crime.

“Eu tava lá escutei o tiro e ja ele agonizando mais sair porque é uma cena muito forte gente.Triste é que ele correu com a mão no peito espirrando sangue, rojando.Uma senhora acodiu. A mãe dele chegou ele ainda estava respirando. Apertou a mão da Senhora que acudiu ele. Não houve um sequer para colocar numa moto”, relata

A Polícia ainda trabalha na identificação dos assassinos

CONHEÇA OS MODELOS DE TÊNIS MASCULINOS E FEMININOS DA LOJA SÓ TÊNIS EM CODÓ COM TÊNIS DE 50,00 REAIS

Em Codó você encontra os melhores tênis, de qualidade com bastante conforto e os mais baratos da região. Temos a loja “SÓ TÊNIS” .  Com tênis masculino e feminino.

TÊNIS MIZUNO 70,00 REAIS

BOTAS, 80,00 REAIS

TÊNIS SAPATENIS TODOS A 60,00 REAIS

SAPATENIS SÓ 50,00 REAIS
Futsal travas todas CHUTEIRAS 50,00 REAIS.

LOCALIZAÇÃO:

A LOJA SÓ TÊNIS FICA LOCALIZADA NA  AVENIDA. SANTOS DUMONT 3525 FRENTE LOTÉRICA FEIRINHA DO PEIXE BAIRRO SÃO SEBASTIÃO CODÓ MARANHÃO

MORRE A BEBÊ DE 6 MESES QUE ERA TORTURADA POR CASAL CODOENSE, A BEBÊ NÃO RESISTIU AS 12 FRATURAS NO CORPO FEITAS PELA MÃE E O PAI.

Acaba de falecer a bebê de 6 meses agredida pelos pais

A menina foi brutalmente agredida pelos pais e teve 12 fraturas pelo corpo. Ela estava em coma e respirava com a ajuda de aparelhos no hospital em Goiânia.

Morreu na manhã desta terça-feira (10/3), em Goiânia, a bebê de seis meses que foi agredida pelos pais, em Trindade. Ela estava internada no Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) desde o último dia 5 de março.

A morte foi confirmada no início da tarde de hoje (10/3) pela assessoria do hospital. Confira a nota na íntegra divulgada:

“É com pesar que a direção do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) informa que a bebê S.S.C.S., de seis meses de vida, veio a óbito na manhã desta terça-feira, 10 de março, às 10h09. A paciente deu entrada na unidade no dia 5 de março (quinta-feira), por volta das 11h, vítima de espancamento e maus-tratos. Com o estado de saúde gravíssimo, a bebê estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do HMI.”

Nesta segunda-feira (9/3) o estado de saúde da bebê ainda era gravíssimo e ela se encontrava em coma, sem previsão de alta, conforme informado pela assessoria. A bebê era agredida pelos pais Codoense Identificados por Hudson Conceição de 24 anos, vulgo Doidão e Yasmin de 18 anos Vulgo Mini do Povoado Pirambeba em Codó MA.

Um laudo pericial prévio feito pelo Instituto Médico Legal (IML) aponta que uma bebê de seis meses, era agredida repetidamente pelos pais. Os genitores da criança, que têm 24 e 18 anos, foram presos em flagrante por tentativa de homicídio, na última sexta-feira (6), em Trindade.

O laudo, assinado por um médico legista, informa que foram constatadas 12 fraturas em várias partes do corpo da neném. Além disso, há marcas de queimaduras e as lesões se diferem entre antigas e recentes. Além disso, o documento ressaltava que a criança corria “grande risco de morte” . Entre as descrições do documento destaca-se o seguinte: “Hematomas craniano, dorso em membros (…); múltiplas fraturas de ossos (…), costelas em várias fases de evolução (agressões repetidas); múltiplas lesões de queimaduras em várias fases de evolução (…) (tortura em meio cruel).”

Segundo a delegada que está à frente das investigações, Renata Vieira, durante depoimento, o homem alegou que não sabia das agressões, pois saía para trabalhar. Além disso, relatou que as queimaduras eram causadas por cera da vela, que caía sobre a criança. Já a genitora da criança contou que o companheiro não tinha paciência para o choro da bebê e que estava desempregado. “A menina nasceu em setembro do ano passado de forma prematura. Ela passou duas semanas internada. Ela me contou que qualquer motivo virava uma briga e motivo para agredir a criança. Além disso, a bebê tinha apenas três quilos”, ressalta a delegada.

Desta última vez em que a criança foi agredida, segundo Renata, a jovem contou que o pai da menina teria ingerido bebida alcoólica e voltou para a casa. Nesse momento, teria tentado dar mamadeira à filha, que não quis, pois estava com a garganta machucada. Devido à isso, o homem começou as agressões e chegou a bater a cabeça da criança contra a madeira da cama.

“Ela contou que ele sempre dava tapas nas costas da criança, mas o tamanho do roxo que há no local leva a crer que a bebê foi vítima de murros. Apesar de falar isso, a gente nota que ela não tem um pingo de responsabilidade e que não demostrou nenhuma iniciativa para que as agressões não ocorressem. Além disso, temos a informação que ela era agredida pelo companheiro”, pontua Renata.

A investigadora ressalta que a casa do casal, em Trindade, estava em situação desumana. Sem água, com muita sujeira e com várias garrafas de bebidas alcoólicas no chão. Além disso, a delegada conta que a dupla tem outro filho, de 1 ano e quatro meses. Esse menino mora com avô materna, no Maranhão, em Codó  Sobre ele, não há informação sobre agressões.

CRUELDADE–LAUDO APONTA QUE CASAL CODOENSE AGREDIA A BEBÊ TODOS OS DIAS. SEU ESTADO É GRAVÍSSIMO E CORRE RISCO DE MORTE

Casal

Segundo nota do HMI, a criança está em estado gravíssimo. Documento destaca que ela tinha, ao menos, 12 fraturas, queimaduras e que as lesões são antigas e recentes

Um laudo pericial prévio feito pelo Instituto Médico Legal (IML) aponta que uma bebê de seis meses, internada no Hospital Materno Infantil (HMI), era agredida repetidamente pelos pais. Os genitores da criança, que têm 24 e 18 anos, foram presos em flagrante por tentativa de homicídio, na última sexta-feira (6), em Trindade. Por meio de nota, o HMI destaca que a criança está internada em estado gravíssimo. Ainda segundo o texto, a bebê deu entrada na unidade na última quinta-feira (5) “vítima de espancamento e maus-tratos”. A menor, que está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica, respira por ajuda de aparelhos e não há previsão de alta

O laudo, assinado por um médico legista, informa que foram constatadas 12 fraturas em várias partes do corpo da neném. Além disso, há marcas de queimaduras e as lesões se diferem entre antigas e recentes. Além disso, o documento ressalta que a criança corre “grande risco de morte” se a situação piorar. Entre as descrições do documento destaca-se o seguinte: “Hematomas craniano, dorso em membros (…); múltiplas fraturas de ossos (…), costelas em várias fases de evolução (agressões repetidas); múltiplas lesões de queimaduras em várias fases de evolução (…) (tortura em meio cruel).”

Segundo a delegada que está à frente das investigações, Renata Vieira, durante depoimento, o homem alegou que não sabia das agressões, pois saía para trabalhar. Além disso, relatou que as queimaduras eram causadas por cera da vela, que caía sobre a criança. Apesar disso, ele disse que não acredita que mãe era a responsável pela violência. Já a genitora da criança contou que o companheiro não tinha paciência para o choro da bebê e que estava desempregado. “A menina nasceu em setembro do ano passado de forma prematura. Ela passou duas semanas internada. Ela me contou que qualquer motivo virava uma briga e motivo para agredir a criança. Além disso, a bebê tem apenas três quilos”, ressalta a delegada.

Desta última vez em que a criança foi agredida, segundo Renata, a jovem contou que o pai da menina teria ingerido bebida alcoólica e voltou para a casa. Nesse momento, teria tentado dar mamadeira à filha, que não quis, pois estava com a garganta machucada. Devido à isso, o homem começou as agressões e chegou a bater a cabeça da criança contra a madeira da cama.

“Ela contou que ele sempre dava tapas nas costas da criança, mas o tamanho do roxo que há no local leva a crer que a bebê foi vítima de murros. Apesar de falar isso, a gente nota que ela não tem um pingo de responsabilidade e que não demostrou nenhuma iniciativa para que as agressões não ocorressem. Além disso, temos a informação que ela era agredida pelo companheiro”, pontua Renata.

A investigadora ressalta que a casa do casal, em Trindade, estava em situação desumana. Sem água, com muita sujeira e com várias garrafas de bebidas alcoólicas no chão. Além disso, a delegada conta que a dupla tem outro filho, de 1 ano e quatro meses. Esse menino mora com avô materna, no Maranhão, na. Sobre ele, não há informação sobre agressões.

Conforme informado pela delegada, o casal não tem passagem pela polícia. O próximo passo, segundo ela, é ouvir testemunhas para tentar entender como era a vivência dessa família dentro da casa.

Corresponde do blog da Ramyria Santiago, Joao Paulo Alexandre – Do Mais Goiás.

PREFEITO FRANCISCO NAGIB ESTÁ APTO PARA CONCORRER À REELEIÇÃO EM CODÓ POR ORDEM JUDICIAL

Após liberação do TRE-MA. Francisco Nagib revela o que fará neste sábado em CodóHoje, 9, julgando Embargos de Declaração (recurso usado para que o julgador reveja situações de omissão, contradição ou obscuridade na sua decisão ou sentença), o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão reviu a inelegibilidade de Francisco Nagib.

O mistério Público Eleitoral ainda tem 3 dias para recorrer, mas, se ele recorrer, até que haja nova decisão contrária, vale a de hoje (09/03/2020), a que deixa livre os dois para serem candidatos.

PLANOS DE NAGIB

O prefeito Francisco Nagib, em contato com o blog, falou de sua felicidade e luta para conseguir ter de volta seu direito de concorrer à sua releição. Disse que depois que foi considerado inelegível, tratou de trabalhar, mas não deixou de buscar seus direitos no Tribunal Regional Eleitoral.

“Eu coloquei muito na mão de Deus, pedi muito em oração, se fosse melhor pra cidade de Codó, que Deus conduzisse. Quando eu fiquei inelegível, eu foquei no trabalho e deixei que Deus tomasse de conta desta decisão e fiz o meu papel de recorrer e buscar os meus direitos e, graças a Deus, a Justiça entendeu que não havia necessidade desta punição tão rigorosa em cima de mim e me concedeu, novamente, o direito de concorrer às eleições”

DIA DA DECISÃO, QUEM SERÁ O CANDIDATO?

Já é certo que NAGIB e Zito farão no próximo sábado, dia 15, na União Artística e Operária Codoense uma grande reunião política para anunciar as boas novas do grupo e, segundo ele, decidir quem será o candidato, se ele (prefeito) ou o deputado Zito Rolim, ambos hoje no PDT.

“Sábado agora nós vamos fazer um grande movimento, onde eu e o deputado Zito Rolim, vamos chamar os nossos amigos pra União Artística e Operária Codoense e vamos conversar com nossos amigos, vamos conversar, vamos debater, vamos fazer a convenção municipal do PDT pra, de lá, discutirmos quem será o candidato…ISSO JÁ NO SÁBADO AGORA (15/03), ISSO?…é, sábado agora nós vamos nos reunir com todo o nosso grupo político, toda a nossa militância para dar esta notícia, do fato do que aconteceu, eu antes estava inelegível, mas agora estou legível, estou pronto à disposição do povo de Codó, então nós vamos discutir juntos quem será o candidato, como é que nós vamos conduzir este trabalho”

JOVEM É MORTO EM CONFRONTO COM A POLICIA EM CODO

Um homem foi morto em confronto com a polícia em Codó, no interior do Maranhão, na madrugada desta segunda-feira (09). O caso ocorreu por volta das 3h no bairro Codó Novo.

De acordo com informações da Policia Militar, Antônio Wanderson Cardoso, 18 anos, passou todo o dia de domingo (08) aterrorizando moradores da região com um revólver calibre 32. A PM foi acionada algumas vezes, mas só conseguiu localizar o suspeito na madrugada. Ele reagiu, trocou tiros com os policiais e foi atingido por dois disparos.

Segundo a equipe médica de plantão, os próprios militares levaram o criminoso para o Hospital Geral Municipal (HGM). Ele chegou com vida ao local, foi atendido e medicado por um cirurgião, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo depois.

O caso será investigado pela 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó.

Com Informações de Marco Silva

MORRE EM CODÓ A EMPRESÁRIA SÔNIA. DONA DA LOJA SÔNIA VARIEDADES

Sônia Maria Araújo Nascimento dos Santos morreu na manhã desta segunda-feira (09) após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h). Ela tinha 54 anos e era proprietária da loja Sônia Variedades em Codó. Sônia passou mal no inicio da noite de domingo (08) e foi levada imediatamente para a UPA. Por volta das 23h ela foi liberada pelo médico e voltou a passar mal na manhã de hoje. O próprio marido levou Sônia em seu carro para a unidade de saúde. No entanto, a empreendedora morreu pouco tempo depois após sofrer um  infarto fulminante.
O corpo de Sônia Maria será velado na Igreja Batista Missionária, localizada na rua Piauí, 905, bairro São Francisco. O enterro vai ocorrer no Cemitério Central.