Blog da Ramyria Santiago - O mais polêmico da cidade

PESQUISA PAGA POR  GUILHERME OLIVEIRA E PEDRO BELO É ABSURDA E NADA A VER COM O CENÁRIO POLÍTICO. TENTARAM FORÇAR A BARRA EM UMA FORMA DE ENGANAR O POVO.

Resultado falso, pesquisa paga , houve alteração no resultado. Nomes como  Márcio Jerry e Edilázio  nem aparecem, Zito Rolim que é grande em Codó nem pontuou na zona Rural, dentre muitos outros. O interessante é que Pedro Belo que nunca teve voto pontuou na zona urbana e rural e Guilherme aparece em segundo lugar, desbancando nomes grandes, Guilherme Oliveira forçou  muito a barra.  Isso seria  uma forma da Datailha homenagear os dois??? Não deu muito certo??

Recentemente foi divulgado o resultado dessa  pesquisa no cenário espontâneo que teria sido realizada pelo Instituto Datailha. A pesquisa parece ter sido paga pelo advogado Guilherme Oliveira, e pelo secretário de Obras Pedro Belo.

O resultado é tão absurdo e não tem nada a ver com o cenário político do município. Para entender melhor como o resultado divulgado no cenário espontâneo não tem nada a ver com a realidade do cenário atual do município, é só lembrar que o prefeito da cidade é do PSD e já declarou apoio ao deputado Edilázio de forma oficial, mesmo assim o candidato do prefeito não pontou.

Ou seja, não foi votado por nenhuma pessoa entrevistada na pesquisa. Desta forma o Instituto Datailha deixa a sua credibilidade comprometida ao realizar pesquisa fraudulenta com a mera intenção de alavancar candidatos sem expressão eleitoral. 

AGORA LASCOU!  FUNCIONÁRIOS DO CENTRO DE PARTO NORMAL DO HGM DE CODÓ ESTÃO FAZENDO VAQUINHAS PARA COMPRAR OBJETOS PARA A COZINHA DO HOSPITAL

A mensagem foi colocada pelos funcionários no grupo de whatsapp do trabalho deles, e o blog da Ramyria Santiago teve acesso a mensagem , um dos funcionários disse que nem pagamento eles estão recebendo, que dirá comprar objetos para a cozinha, que na verdade a prefeitura que deveria comprar esses objetos e não eles.

São 39 Funcionários que devem se reunir pra poder comprar esses objetos.

“Chato de tudo isso é que eles querem obrigar o funcionário a ajudar na contribuição para comprar esses negócio,  isso é muito errado” Disse a fonte a Ramyria.

LEIA O QUE DIZ NO TEXTO ESCRITO PELOS FUNCIONÁRIOS.

Olá! Eu queira fazer uma reclamação sobre isso. Centro de parto normal HGM

Estamos arrecadando uma ajuda de custo *para comprar um liquidificador e uma sanduicheira para uso das equipes CPN!*

Será nosso!

*O valor para cada um dos 39 colaboradores ficou 10,00.*

Contamos com a contribuição de todos!

Entregue ou transfira para *Maria José*, ela fará o controle das arrecadações, *o pix para transferência é CPF 94099545334 (Maria José Sousa Rodrigues).*

OBS: quem transferir, por favor enviar comprovante para o grupo.

Esperamos as contribuições até dia 17.

URGENTE: EM CODÓ MOTOTAXISTA SE ENVOLVE EM ACIDENTE E PASSAGEIRA MORREU NA HORA: MOTORISTA FUGIU. 

 

O blog da Ramyria Santiago, acabou de receber as informações através de uma passageira que passava no local no momento do acidente. Ainda não temos dados sobre a vítima que veio a óbito no local do acidente.

Clique no desenho do YouTube e veja o vídeo 

As informações é que o mototaxistas que trabalhar no posto atrás do Armazém Paraíba de nome João pegou a passageira em sua casa aqui em Codó que fica localizada no Novo Milênio e estaria levando para o Km-17 quando houve a batida com um veículo que estava irregular na pista.  A mulher quebrou o pescoço na hora da batida e morreu , o carro ainda se encontra no local, porém o motorista fugiu abandonando o veículo que tem a placa de Caxias 

O Blog da Ramyria Santiago está colhendo mais informações sobre o caso e m instantes traremos aqui.

DEMISSÃO DE EMILIO MATOS DO HOSPITAL HGM DE CODÓ EM APENAS 10 MESES DE GESTÃO MOSTRA O QUANTO O GOVERNO DE ZÉ FRANCISCO ESTÁ DE CABEÇA PARA BAIXO. FOI UMA DAS PIORES ADMINISTRAÇÃO DE TODOS OS TEMPOS.

 

Emilio Matos foi demitido pelo o próprio prefeito de Codó Dr José Francisco, do hospital geral municipal de CODÓ (HGM). Ele foi demitido ontem, sexta feira dia 12.

Foram muitas críticas, denuncias, mortes de crianças, pessoas amarradas em leitos que acabaram morrendo em seguida, abandonos e muito mais.

A  desestruturação da cena!!!

O hospital HGM tinha se tornado um Óbito 24hs.  Os Codoenses já não procuravam mais a saúde de Codó e começaram a lotar  a cidade de Timbiras procurando um conforto no hospital de lá e aínda continua igual, 90% dos atendimentos em Timbiras são de Codoenses desde de janeiro até agora.

Emilio Matos não aceitava críticas, demitia seus próprios funcionários achando que eles denunciavam as ações do hospital no blog da Ramyria Santiago. Era rancoroso, desorganizado e não sabia administrar um hospital no porte do  HGM de Codó. A pior admiração de todos os tempos, em todos os governos, CODÓ nunca foi tão maltratado ao chegar no hospital HGM. Emilio sai pelas portas dos fundos do hospital.

Em nota, Emílio Matos disse que fez um excelente trabalho no hospital e o prefeito de Codó teria feito um acordo com ele,  para que ele fosse pra secretária de Educação, ao lado de Raquel Paula. O prefeito de Codó já estava querendo tirar Emilio devido as grandes denuncias contra e muitas reclamações.

PREFEITO ZÉ FRANCISCO ACRESCENTA R$ 547 MIL A MAIS  AO VALOR DO CONTRATO COM A MAXIMUS UM MÊS DEPOIS

Em apenas 44 dias, a Prefeitura Municipal de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, realizou dois termos aditivos, cujo objetivo seria a alteração no valor do contrato firmado com o fornecedor E ALVES BARBOSA EMPREENDIMENTOS ESERVIÇOS – ME, popularmente conhecida como MAXIMUS, empresa responsável pelos serviços de iluminação pública na gestão do prefeito Zé Francisco (PSD).

De acordo com o Portal da Transparência, o primeiro aditivo no valor de R$ 107.076,16 foi realizado em 23 de setembro. Já a realização do segundo aditivo, no valor de R$ 440.344,56, ocorreu em 03 de novembro.

Com o acréscimo de R$ 547.420,72, o valor contratual foi alterado para R$ 2.958.270,49. 

Foi apurado que, até o presente momento, o governo Zé Francisco (PSD) pagou R$ 2.296.980,65 para a empresa MAXIMUS

EM CODÓ VEREADOR DOMINGOS REIS MALTRATA EVANGÉLICOS E DISSE; “NÃO PERMITO MAIS QUE VOSSA SENHORIA FALE, NEM VOCÊ NEM NINGUÉM LÁ”

Um grupo de evangélicos insatisfeitos com a programação da SEMANA DA CULTURA EVANGÉLICA esteve na Câmara na noite de ontem, 9, mas a recepção não foi das melhores.

Quando insistiram na fala ouviram, em tom áspero, o presidente Domingos Reis dizer – ‘NÃO PERMITO QUE A SENHORA FALE MAIS” – à uma senhora que se aproximava dos parlamentares para melhorar a audição deles sobre o que queria expressar. Video…

Eles só desejam uma divisão justa da programação, insistem em afirmar que ela privilegia apenas duas denominações como reafirmou o vereador Valdeci Calixto, o único a defender a pauta dos evangélicos.

Vídeo

Tudo ficou nas mãos de dois vereadores, Gracinaldo e Pastor Max que tiraram o poder da Secretaria de Cultura de fazer a programação de maneira que todas as denominações fossem contempladas, como manda a lei municipal criada em 2010.

Os evangélicos convocaram toda a classe prejudicada para irem até a câmara municipal de Codó reivindicaram, mais  foram recebidos a barrancos. Eles escreveram assim;

“Olá, representantes da música evangélica lhe convidam a estar hoje na *Sessão da Câmara*. Motivo: Será colocado em pauta, a Semana da Cultura Evangélica’, que é o Projeto de Lei n° 1.531 de dezembro de 2010, e que *2 vereadores de situação* tiraram a autonomia da Secretaria de Juventude Cultural e Igualdade Racial de realizar o projeto, o projeto foi abarganhado pelos 2 vereadores junto ao prefeito para se promoverem politicamente, de forma antidemocrática, excluindo assim vários cantores solos e bandas que estariam na programação. Um vereador beneficiou somente a igreja dele durante a semana (Gracinaldo) e o outro, ficou com o dia principal do evento (Max).”

 

ADVOGADA EDLANY LUZ ALVO DA OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL EM CODÓ TINHA AJUDA DO MARIDO MARCELO QUE TRABALHA NO INSS DE CODÓ.

A empresa Edlany Luz Advocacia  tem a razão social EDLANY LUZ ADVOCACIA SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA, está presente no segmento de Escritórios de Advocacia e foi fundada em 15/02/2019. A empresa está localizada na Rua Prefeito José Lago, 2388, no bairro Santa Filomena, em Codó-MA.CNPJ:34.756.300/0001-17

Atividade principal: Serviços Advocatícios, Atividades secundárias.

Edlany é mulher do homem identificado por Marcelo, Marcelo é analista previdenciário do INSS de Codó. A fonte informou a Ramyria Santiago que Marcelo tinha como função negar os benefícios dos cidadãos e passava o caso para sua esposa Edlany, que já sabia que a causa era ganha e que foi negado indevidamente pelo seu esposo apenas para os dois ganharem em cima.  Marcelo e Edlany cobravam honorários e demais aos clientes que tinham os benefícios negados por ele.

Quando Marcelo enviava pra ela os benefícios, ela de imediato entrava na justiça pra ganhar as causas. A fonte disse que eles tem muitos carros luxuosos, BMW, mansão no Dalas, sítio luxuoso no monte vídel e muito mais , além das  viagens caríssimas para fora do Brasil, Estados unidos e demais locais. A polícia aprendeu um notebook na casa dela e muitas documentações, mais a advogada não foi encontrada no local.

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (9/11) a Operação Bússola, com a finalidade de desarticular organização criminosa especializada na concessão fraudulenta de benefícios de aposentadoria rural por idade. As fraudes eram cometidas mediante a falsificação e o uso de documentos públicos.

Foram mobilizados mais de 200 Policiais Federais, na execução da Operação. Eles deram cumprimento a 96 mandados judiciais, sendo 16 Mandados de Prisão Preventiva, 23 Mandados de Prisão Temporária e 57 Mandados de Busca e Apreensão, nos municípios de Teresina/PI, Luzilândia/PI, Demerval Lobão/PI, Santo Antônio dos Milagres/PI, Timon/MA, Caxias/MA, Presidente Dutra/MA, Parnarama/MA, Codó/MA, Anapurus/MA e São João do Sóter/MA, todos expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal de Teresina/PI

No decorrer das investigações, já foram identificados 1.975 benefícios de aposentadoria por idade rural com indícios de fraude, os quais já causaram um prejuízo efetivo ao INSS no montante aproximado de R$ 55,8 milhões de reais (valores já sacados).

Entre os investigados com prisão decretada estão oito servidores do INSS, 17 advogados e 14 intermediários dos Estados do Piauí e Maranhão. A Justiça Federal também determinou o bloqueio das contas dos presos e a suspensão do exercício da função pública para os servidores do INSS.

Durante todo o dia os presos serão ouvidos pela Polícia Federal, na Superintendência da Polícia Federal em Teresina e, posteriormente, serão encaminhados para um dos presídios da capital, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça.

A Justiça Federal também determinou a imediata suspensão de 160 benefícios concedidos a pessoas fictícias (existentes apenas no papel) e a imediata revisão de 1.975 benefícios com indícios de fraude, medida que evitará um prejuízo futuro estimado em R$ 623 milhões de reais.